Postagens

Mostrando postagens de 2012

Leia a Bíblia Inteira em 2013.

Caros amigos, quero incentivá-los a ler a Bíblia inteira em 2013. Clique aqui para saber como.

Sétima exposição sobre o Juízo Final - Os falsos profetas são lobos disfarçados de ovelhas - Mt 7:15.

Imagem
“Acautelai-vos dos falsos profetas, que se vos apresentam disfarçados em ovelhas, mas por dentro são lobos roubadores.”. Mt 7:15.

I – INTRODUÇÃO:
Estamos estudando neste ponto de nosso assunto o grande trecho de Mt 7:13-27. É uma parte da Escritura que está diretamente ligada a questão do Juízo Final. Na exposição anterior investigamos os versos 13 e 14 que nos falam das duas portas e dos dois caminhos. A partir de agora Cristo começa a falar daqueles que tendem a confundir toda a questão destas duas portas: Os falsos profetas. Estes são perigosíssimos enganadores que atrapalham na escolha entre estas portas. Neste estudo veremos que o perigo deles é o disfarce, pois parecem que seguem a Cristo, quando na verdade são totalmente opostos a Ele. Estudemos este assunto com seriedade perguntando a nós mesmos se porventura não temos seguido a algum destes terríveis enganadores.

Pregação e Pregadores.

Imagem
"Quem creu em nossa pregação? E a quem foi revelado o braço do SENHOR?"
Isaias 53:1.


"Ninivitas se levantarão, no Juízo, com esta geração e a condenarão; porque se arrependeram com a pregação de Jonas. E eis aqui está quem é maior do que Jonas."
Mateus 12:41.

"Mas nem todos obedeceram ao evangelho; pois Isaías diz: Senhor, quem acreditou na nossa pregação?"
Romanos 10:16.

"E, assim, a fé vem pela pregação, e a pregação, pela palavra de Cristo."
Romanos 10:17.

Sexta exposição sobre o Juízo Final - As duas portas e os dois caminhos - Mt 7:13,14.

Os Puritanos e a Teologia da Vida Piedosa - Série de oito mensagens - Josafá Vasconcelos.

Imagem
Aos meus caríssimos leitores do blog incentivo de todo o coração a que assistam esta série de oito mensagens do Pr. Josafá Vasconcelos sobre a piedade puritana. Importante que ouçam, meditem, e divulguem a seus amigos. Muito obrigado!
Clique aqui ara acessar.

Sexta exposição sobre o Juízo Final - As duas portas e os dois caminhos - Mt 7:13,14.

Imagem
“Entrai pela porta estreita (larga é a porta, e espaçoso, o caminho que conduz para a perdição, e são muitos os que entram por ela), porque estreita é a porta, e apertado, o caminho que conduz para a vida, e são poucos os que acertam com ela.”. Mt 7:13,14.

I – INTRODUÇÃO:
Nesta fase de nossos estudos sobre o Juízo Final desejo examinar este trecho que é a conclusão do Sermão do Monte, e que trata diretamente do tema.Refiro-me a Mateus 7:13-27. Nesta exposição olharei apenas para os versos treze e quatorze. Tenho procurado seguir uma ordem lógica nestes estudos. Primeiro vimos o problema dos ímpios no Sl 2, depois os casos dos religiosos no Sl 50, e agora olharemos uma situação que envolve a ambos os grupos. Além do que nestes textos de Mateus chegamos mais perto do tema proposto, isto é, o Juízo Final. Nestes dois versos nos quais estaremos meditando, o Senhor Jesus apresenta o quadro geral da raça humana. A humanidade inteira aos olhos de Deus se divide nos que estão indo para o Céu…

Porei inimizade! - Parte Final - Áudio.

Porei inimizade! - Parte Final.

Imagem
Leia a primeira parte clicando aqui.  

IV – EXISTE UMA GUERRA CONSTANTE.
“Porei inimizade entre ti e a mulher, entre a tua descendência e o seu descendente.”
Com o vocábulo “descendente” Deus se refere com certeza ao próprio Cristo. Mas também há aqui uma referência aos descendentes da mulher que seriam os pertencentes ao seu Reino. Estes teriam que enfrentar uma constante guerra contra satanás e seus seguidores. Tal fato se manifesta logo com o ataque de Caim contra Abel. Caim era do maligno e assim matou o justo Abel (I Jo 3:12; Hb 11:4, Mt 23:35). Vemos desde então a formação do grupo de descendentes de Caim, que eram homens ímpios, isto é, que desprezavam a Deus e seguiam satanás, e o segundo grupo dos filhos de Sete, homens piedosos, isto é, que adoravam e serviam a Deus. Assim, sempre houve perseguição dos ímpios contra os piedosos. Jesus falou que o mundo odiaria a seus discípulos, pois primeiro o odiou. A grande questão, prezados leitores, é que nunca devemos achar que seremo…

Porei inimizade! - Parte I - Áudio.

Porei inimizade! - Parte I.

Imagem
Porei inimizade entre ti e a mulher, entre a tua descendência e o seu descendente. Este te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar. Gênesis 3:15.

I – INTRODUÇÃO:
Estamos diante de um texto muitíssimo importante. Podemos afirmar que aqui se encontra o Evangelho de Cristo em poucas palavras. E isto é notável por tratar-se da Palavra de Deus logo após a Queda da humanidade. Na verdade é a sentença de Deus contra o diabo por ter levado o primeiro casal ao pecado. Mas para nós é uma palavra de esperança, é o Evangelho, as Boas Novas de Salvação em Cristo vindas da boca do próprio Deus. Compreendemos esta esperança em sua plenitude ao pensarmos sobre o que havia acontecido. O primeiro casal havia cometido alta traição contra Deus colocando-se ao lado do Inimigo, o diabo. Isso fez com que perdessem todos os gloriosos privilégios da criação: A comunhão com Deus, a paz interna, a comunhão com os semelhantes e com toda a criação. O futuro da humanidade agora era negro, pois tornando-se am…

As “novas revelações” produzem meninos espirituais! - Áudio.

As “novas revelações” produzem meninos espirituais!* - Manoel Coelho Jr.

Imagem
*Caros leitores, este texto eu já havia publicado há algum tempo aqui no blog. Volto a publicá-lo pela importância do tema na atualidade. Leiam, reflitam, e divulguem .Obrigado! 
“E ele mesmo concedeu uns para apóstolos, outros para profetas, outros para evangelistas e outros para pastores e mestres, com vistas ao aperfeiçoamento dos santos para o desempenho do seu serviço, para a edificação do corpo de Cristo, Até que todos cheguemos à unidade da fé e do pleno conhecimento do Filho de Deus, à perfeita varonilidade, à medida da estatura da plenitude de Cristo, para que não mais sejamos como meninos, agitados de um lado para outro e levados ao redor por todo vento de doutrina, pela artimanha dos homens, pela astúcia com que induzem ao erro. Mas, seguindo a verdade em amor, cresçamos em tudo naquele que é a cabeça, Cristo, de quem todo o corpo, bem ajustado e consolidado pelo auxílio de toda junta, segundo a justa cooperação de cada parte, efetua o seu próprio aumento para a edificação …

Nova página com arquivos em PDF.

Caros amigos leitores, agora estou disponibilizando uma nova página no Wordpress onde será possível baixar os arquivos de texto em PDF de forma direta. Gradativamente estarei passando todo este material para lá. Deem uma conferida e fiquem a vontade para baixar e distribuir os textos. Apenas peço que divulguem a fonte. Obrigado!
Clique aqui para acessar.

Quinta exposição sobre o Juízo Final - O julgamento divino sobre religiosos - Salmo 50 - Parte II - Áudio.

Quinta exposição sobre o Juízo Final - O julgamento divino sobre religiosos - Salmo 50 - Parte II.

Imagem
Para ler a quarta exposição clique aqui. 

IV – DEUS JULGA OS HIPÓCRITAS (16-23):
Notamos que a partir do verso 16 a fala de Deus se dirige a outro grupo: Os hipócritas. É interessante a diferença que o texto faz entre este grupo e o anterior, isto é, o dos formalistas. No caso dos formalistas, Deus os trata como seu povo (7), os santo que com Ele fizeram aliança (5). Mas com relação aos hipócritas o tratamento é muito mais severo. O hipócrita é chamado de ímpio, ou seja, “perverso (hostil a Deus), culpado de pecado” – Léxico Strongs. Assim, parece-me claro que os formalistas são considerados como povo de Deus em realidade, mas que devido a pecaminosidade ainda presente estão esfriando na adoração ao Senhor. Dessa forma Deus os corrige chamando-os para a gratidão ao lembrarem-se do que já fez por eles em Cristo. Mas quanto aos hipócritas, fica evidente que não fazem parte de forma alguma do povo de Deus, apesar de que afirmam que o são.

Quarta exposição sobre o Juízo Final - O julgamento divino sobre religiosos - Salmo 50 - Parte I - Áudio.

Quarta exposição sobre o Juízo Final - O julgamento divino sobre religiosos - Salmo 50 - Parte I.

Imagem
Para ler a terceira exposição clique aqui. 

“Fala o Poderoso, o SENHOR Deus, e chama a terra desde o Levante até ao Poente. Desde Sião, excelência de formosura, resplandece Deus. Vem o nosso Deus e não guarda silêncio; perante ele arde um fogo devorador, ao seu redor esbraveja grande tormenta. Intima os céus lá em cima e a terra, para julgar o seu povo. Congregai os meus santos, os que comigo fizeram aliança por meio de sacrifícios. Os céus anunciam a sua justiça, porque é o próprio Deus que julga. Escuta, povo meu, e eu falarei; ó Israel, e eu testemunharei contra ti. Eu sou Deus, o teu Deus. Não te repreendo pelos teus sacrifícios, nem pelos teus holocaustos continuamente perante mim. De tua casa não aceitarei novilhos, nem bodes, dos teus apriscos. Pois são meus todos os animais do bosque e as alimárias aos milhares sobre as montanhas. Conheço todas as aves dos montes, e são meus todos os animais que pululam no campo. Se eu tivesse fome, não to diria, pois o mundo é meu e quanto ne…

Unidos na morte e na vida de Cristo - Fabiano Rocha*.

Imagem
A união do crente com Cristo é um tema central no plano da redenção, sendo um dos aspectos importantes da aplicação da salvação à vida do crente. Todo o processo de salvação tem sua origem no Filho de Deus. Isso pode ser claramente visto nas expressões que encontramos comumente na Escritura: “em Cristo”. Ele é a fonte da salvação na eleição eterna, da qual decorrem as bênçãos para o povo de Deus. Jamais devemos argumentar acerca da salvação realizada definitivamente por Cristo desconsiderando a nossa união com Ele. Por isso, pela abrangência dessa verdade central do evangelho, é impossível que alguém que tenha se unido a Cristo de forma efetiva não apresente como fruto dessa união uma nova postura moral. Essa união possibilita ao cristão desfrutar de todos os méritos da graça de Deus. Proporciona ao homem a capacidade espiritual de não ser mais dominado pelas paixões da velha natureza. Nessa relação, os crentes se tornam um com Cristo, no sentido de que a morte dele foi a nossa morte…

Lembrete para este dia de finados - Edson Rosendo*.

Imagem
Quando morre uma pessoa o ser é bipartido; a alma se separa do corpo. Enquanto os parentes velam o corpo, em choro e saudade, a alma está diante do tribunal divino sendo julgada. Se ela confiou em Cristo, unicamente, e desde então passou a viver conforme a imagem de Cristo, essa alma entrou no céu e está em pleno gozo. Porém, se ela confiou em si, nas suas obras de justiça, considerando Cristo apenas um personagem histórico e "muito importante" no máximo, essa alma foi lançada no inferno [a prisão eterna que Deus construiu para o diabo e seus anjos] e está em tormentos. A parte que ficou na terra - o corpo - é sepultada e compactada pela decomposição.

Viva a Reforma Protestante, viva a vitoriosa Igreja de Cristo! - Jorge Eudes Lago.

Há 495 anos, no dia 31 de outubro de 1517, Martinho Lutero afixava suas 95 Teses na porta da igreja do Castelo de Wittenberg, Alemanha, convidando o povo ao debate sobre a venda de indulgências pela Igreja de Roma. Em duas semanas, as proposições do monge agostiniano já eram conhecidas em todos os rincões da Alemanha, e, em dois meses, espalharam-se por toda a Europa. Lutero, doutor em teologia, desde 1512, bem versado, portanto, nas Sagradas Escrituras, não teve, com sua iniciativa, o propósito de causar um cisma; apenas pretendeu debater publicamente o teor da bula papal, por ver nela abominável mercadejo do Evangelho gracioso de Deus. Com efeito, o papado estava indo longe demais: prometia-se um pedaço do céu a troco de prata e ouro, e na exata proporção destes; tiravam-se do purgatório (outra invenção do papado) almas de pecadores, por migalhas de pecúnia; perdoavam-se os pecados não mais por arrependimento, mediante a graça divina, mas por um punhado de moedas; a clemência divin…

Terceira exposição sobre o Juízo Final - A revolta dos reis contra o Senhor e seu Ungido - Salmo 2 - Parte III - Áudio.

Terceira exposição sobre o Juízo Final - A revolta dos reis contra o Senhor e seu Ungido - Salmo 2 - Parte III.

Imagem
Para ler a segunda exposição clique aqui.

V – O CONSELHO DE DEUS AOS REBELADOS (10-12).
A misericórdia de Deus é impressionante. Isto se vê em sua disposição em chamar os pecadores à razão. O Senhor poderia abandoná-los a loucura, mas bondosamente os aconselha a ponderação sobre seus caminhos. Tal fato por si só já deveria nos comover caso estejamos em rebeldia a Deus, caso não sejamos convertidos. Oh pecador, não o comove o Deus Todo Poderoso a quem você tem afrontado ainda se dispor a aconselhá-lo? Deus não tem nenhuma obrigação com relação a você, pois o têm afrontado. Deus poderia lança-lo no inferno agora mesmo, e isto seria completamente justo, pois você se fez inimigo dEle. Mas agora no momento em que medita neste texto Deus o incentiva a que siga o Caminho para a Salvação. Não percebe a misericórdia que se lhe oferece? Não percebe que somente este fato já deveria levá-lo a parar e refletir? Que todos que lerem este texto sem serem convertidos levem a sério a misericórdia divin…

Segunda exposição sobre o Juízo Final - A revolta dos reis contra o Senhor e seu Ungido - Salmo 2 - Parte II - Áudio.

Segunda exposição sobre o Juízo Final - A revolta dos reis contra o Senhor e seu Ungido - Salmo 2 - Parte II.

Imagem
Para ler a primeira exposição clique aqui.

III – A REAÇÃO DE DEUS (4,5):
Como Deus reage ante a vã revolta dos homens contra ele e o seu Cristo? O salmista diz que o Senhor ri e zomba dos rebeldes. Devemos entender este riso e zombaria de Deus a luz da soberba tolice dos homens. Como é possível estes vermezinhos acharem que podem vencer Àquele que habita nos céus? Como podem achar que conseguirão vencer o seu Rei? Este riso de Deus indica a soberba inútil dos homens que acham que podem lutar contra o Altíssimo. Os homens em sua loucura pecaminosa têm crido que podem realizar grandes feitos sem Deus, como, por exemplo, os filósofos que confiavam nas suas capacidades racionais e não dependiam da Revelação de Deus para encontrar a Verdade. Tais homens nada encontraram. Acabaram em confusão, pois Deus destruiu a sabedoria deles dando a Revelação sobre a Cruz de Cristo o que para eles era loucura (I Co 1:18-25). A arrogância humana é absurda e Deus ri. Ora, estes homens que hoje segundo o …

A lógica de Deus - Ezequiel Farias*.

Imagem
“Porque, assim como os céus são mais altos do que a terra, assim são os meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os meus pensamentos, mais altos do que os vossos pensamentos” Isaías 55:9.
Algumas correntes agnósticas têm surgido nestes últimos séculos e utilizado de muitos argumentos meramente filosóficos para definir Deus e suas ações sobre o Universo. No entanto, não há meios humanos para tais definições, exceto pela compreensão de quatro aspectos revelados nas Escrituras: o primeiro são o Ser e os atributos de Deus; o segundo é a essência da natureza humana; o terceiro é a magnitude corruptora do pecado; e o quarto é a misericórdia de Deus como única fonte de todo o bem expresso tanto pela natureza como pelo ser humano. Afinal:

Primeira exposição sobre o Juízo Final - A revolta dos reis contra o Senhor e seu Ungido - Salmo 2 - Parte I - Áudio.

O Juízo Final está vindo. Você está preparado?

Prezado leitor, vivemos em um mundo difícil onde notoriamente existe o mal. Muitos atos terríveis são cometidos e em diversos ou em todos os casos fica-nos a impressão de que a devida justiça não foi aplicada. Então nos perguntamos: Onde está a justiça? Todavia a Bíblia Sagrada nos diz que um dia Deus chamará cada homem e mulher para a prestação de contas. Será o Dia do Juízo Final. Ela também nos informa que todos somos pecadores e que teremos que responder a Deus sobre cada ato, pensamento, e palavra contrários a sua Vontade. Diz, ainda, que Deus punirá severamente a cada pecador. Sim, a justiça existe e ela virá pelo Único Juiz Verdadeiro: Deus. Além de todos destes fatos as Escrituras Sagradas nos informam sobre a única maneira de nos prepararmos para esse grande dia: A confiança em Cristo Jesus, o enviado de Deus para salvar.

Primeira exposição sobre o Juízo Final - A revolta dos reis contra o Senhor e seu Ungido - Salmo 2 - Parte I.

Imagem
“Por que se enfurecem os gentios e os povos imaginam coisas vãs? Os reis da terra se levantam, e os príncipes conspiram contra o SENHOR e contra o seu Ungido, dizendo: Rompamos os seus laços e sacudamos de nós as suas algemas. Ri-se aquele que habita nos céus; o Senhor zomba deles. Na sua ira, a seu tempo, lhes há de falar e no seu furor os confundirá. Eu, porém, constituí o meu Rei sobre o meu santo monte Sião. Proclamarei o decreto do SENHOR: Ele me disse: Tu és meu Filho, eu, hoje, te gerei. Pede-me, e eu te darei as nações por herança e as extremidades da terra por tua possessão. Com vara de ferro as regerás e as despedaçarás como um vaso de oleiro. Agora, pois, ó reis, sede prudentes; deixai-vos advertir, juízes da terra. Servi ao SENHOR com temor e alegrai-vos nele com tremor. Beijai o Filho para que se não irrite, e não pereçais no caminho; porque dentro em pouco se lhe inflamará a ira. Bem-aventurados todos os que nele se refugiam.”. Sl 2.

I – INTRODUÇÃO:
Desejo iniciar uma s…

Boletim da Primeira Igreja Batista Reformada em Caruaru - 07/10/2012.

Jesus ressuscitado na vida dos crentes - Edson Rosendo*.

Imagem
Jesus encarnou, esteve entre os homens, ensinando, pregando, curando, viajando, realizando prodígios, salvando. Ele era visto pelo povo, escutado, tocado, apalpado. As pessoas falavam com Ele, questionavam-no, ouviam suas respostas. Jesus foi alguém que era visto; foi um homem que esteve entre os homens – e o Verbo se fez carne. Por isso, todo aquele que afirma que Jesus não veio em carne não é de Deus, mas é o espírito do anticristo.

A transmissão ao vivo das mensagens da Igreja Batista Reformada de Caruaru.

Imagem
A transmissão das mensagens da Igreja Batista Reformada de Caruaru é feita ao vivo todo domingo das 09h30 às 11h30 e das 18h. às 20h. Pela manhã há o ensino da Escola Dominical e à noite a pregação da Palavra de Deus no Culto Solene. Sejam todos bem vindos para escutar a doutrina.Brevemente haverá um link para transmissão de mensagens diariamente durante as 24 horas. Serão colocadas todas as mensagens pregadas assim como os salmos cantados. Divulguem este link para que o maior número de pessoas sejam alcançadas, com o propósito exclusivo de propagar a santa, justa e boa Palavra de Deus.

Clique aqui.

Fonte: Igreja Batista Emanuel Reformada de Petrolândia.

Justificação, a maneira como somos declarados justo diante de Deus - Fabiano Rocha*.

Imagem
A justificação é o ato de Deus mediante o qual ele declara justos os homens culpados, gratuitamente por sua graça e mediante a fé em Cristo Jesus. Isso é feito não com base em méritos humanos ou pelas obras da lei. Mas unicamente tendo como base a justiça perfeita de Cristo. Essa é uma das verdades centrais do evangelho, é o ponto central do plano redentor de Deus. Este é o modo como Deus demonstrou sua justiça e vindicou o seu caráter. Entender corretamente a justificação é fundamental e crucial na vida cristã. Paulo, quando apresenta a perfeição da plano redentor de Deus e a maneira como Deus a aplica a vida do seu povo, dentre as partes desse processo está a maneira como o Senhor nos declara justos a vista dele (Rm 8:30 ). Estar nessa posição legal perante Deus é o mesmo que dizer que não temos mais dívidas a pagar. O saldo negativo da nossa conta com Deus passou a ser positivo. Sejam dívidas do passado, do presente ou do futuro, não resta nenhum saldo negativo a ser pago e nem um…

O erro fatal do falso mensageiro e de seus ouvintes - Áudio.

Livro virtual e PDF: O erro fatal do falso mensageiro e de seus ouvintes.

O erro fatal do falso mensageiro e de seus ouvintes.

Imagem
Então, disse eu: Ah! SENHOR Deus, eis que os profetas lhes dizem: Não vereis espada, nem tereis fome; mas vos darei verdadeira paz neste lugar Disse-me o SENHOR: Os profetas profetizam mentiras em meu nome, nunca os enviei, nem lhes dei ordem, nem lhes falei; visão falsa, adivinhação, vaidade e o engano do seu íntimo são o que eles vos profetizam. Portanto, assim diz o SENHOR acerca dos profetas que, profetizando em meu nome, sem que eu os tenha mandado, dizem que nem espada, nem fome haverá nesta terra: À espada e à fome serão consumidos esses profetas. O povo a quem eles profetizam será lançado nas ruas de Jerusalém, por causa da fome e da espada; não haverá quem os sepulte, a ele, a suas mulheres, a seus filhos e a suas filhas; porque derramarei sobre eles a sua maldade. (Jr 14:13-16).
Suponhamos que eu nunca lhe faça um pedido para que você leve a alguém um recado meu. Seria correto levar um recado a esta pessoa afirmado que é meu?Você faria isso? Penso que não faria, não é mesmo?…

A Consciência e a Verdade - Edson Rosendo*

Imagem
A consciência é “a voz de Deus no coração do homem”. A carta aos romanos afirma que a consciência aprova ou desaprova os atos de todos os homens, isto é, quando eles acertam, a consciência lhes aprova os atos, e quando eles erram, a consciência lhes desaprova os atos. É verdade que a consciência do pecador está anuviada, anestesiada, cauterizada, porém, não de todo. Há sempre aquele saldo de lucidez que lhe desaprova ou aprova os atos. Ninguém está de todo anestesiado.

Os evangélicos modernos abandonaram a Bíblia Sagrada e foram lançados em trevas - Parte XI - A Divindade de Cristo - Áudio.

Os evangélicos modernos abandonaram a Bíblia Sagrada e foram lançados em trevas - Parte XI - A Divindade de Cristo.

Imagem
Para ler a parte X clique aqui.

Para ler os estudos já publicados em forma de livro virtual e áudios clique aqui.

Tratemos agora da divindade de Cristo. Este assunto é de fundamental importância para um real conhecimento da identidade de Cristo. Lembremos a primeira parte da citação que fiz de Hodge no tópico anterior: “Os hereges de todas as épocas têm explicado de tal maneira os fatos registrados a respeito de Cristo que têm negado ou a veracidade acerca de sua natureza divina...”. O ataque à divindade de Cristo tem sempre reaparecido ao longo da história. Isso tem levado a uma compreensão errada de sua pessoa. Assim, abordemos este importante tema com todo o cuidado e que Deus nos dirija.

A verdadeira circuncisão - Fabiano Rocha*.

Imagem
A Bíblia exibe a circuncisão não como algo meramente físico e externo, mas como algo que representa valores espirituais. Esse sinal externo significava – como selo da aliança – o gracioso movimento de Deus em relação ao homem. Ela pode ser descrita como o sinal da obra da graça mediante a qual Deus seleciona e marca os homens para serem seus. Os homens eram marcados externamente por esse ato e estavam unidos ao seu Senhor. Deus firmou uma aliança com a casa de Israel e estabeleceu a circuncisão como sinal e selo.

Os evangélicos modernos abandonaram a Bíblia Sagrada e foram lançados em trevas - Parte X - A encarnação de Cristo - Áudio.

Cântico do Salmo 119.1-8.

Imagem

Os evangélicos modernos abandonaram a Bíblia Sagrada e foram lançados em trevas - Parte X - A encarnação de Cristo.

Imagem
Para ler a parte IX clique aqui.

Para ler os estudos já publicados em forma de livro virtual e áudios clique aqui.

Tendo feito uma breve abordagem sobre a importância de se conhecer a identidade de Cristo, tratarei agora sobre a pessoa e obra do Salvador. Iniciarei falando da encarnação. Assim faço por entender que precisamos observar logo no início a singularidade deste homem chamado Jesus Cristo. Charles Hodge em sua Teologia Sistemática assim nos diz sobre o ataque de hereges a Cristo: “Os hereges de todas as épocas têm explicado de tal maneira os fatos registrados a respeito de Cristo que têm negado ou a veracidade acerca de sua natureza divina, ou a integridade de sua natureza humana, ou a unidade de sua pessoa”.

Como você procede em meio aos castigos? - Edson Rosendo*

Imagem
Castigo é a retaliação da lei dos homens e da lei de Deus contra os pecados cometidos pelos homens. Quando pecam contra a sociedade, a lei dos homens os pune, e quando pecam contra a lei de Deus, Deus os pune (no tempo de hoje, acontece o absurdo de alguém cometer um ato que seja considerado transgres-são da lei de Deus, mas não o ser pela lei dos homens). Mas o certo é que, quando os homens transgridem as leis, são punidos, são castigados. O castigo é sempre a hora da dor, a hora em que os homens lamentam os crimes cometidos. As dores os afligem a tal ponto que o lamento é inevitável. É nesse ponto que muitos blasfemam contra Deus, acusando-o de lhes infligir tais sofrimentos, como se Deus fosse o culpado pelas transgressões que praticaram. Os homens querem transgredir, mas não querem sofrer as penalidades, como se isso fosse possível.

"Downloads" - Nova página do blog.

"Downloads"  é a nova página do blog ligada ao site 4shared. Por ela você pode baixar qualquer arquivo do blog. Já estão disponíveis 52 arquivos em áudio e texto e, se Deus permitir, gradativamente estarei disponibilizando vários outros. Baixe a vontade, e use este material para seu benefício espiritual e evangelização e edificação de outras pessoas. Que o Evangelho se espalhe por estes arquivos e que o Senhor seja glorificado! Clique aqui para acessar.

Os evangélicos modernos abandonaram a Bíblia Sagrada e foram lançados em trevas - Parte IX - Quem é Jesus Cristo? - Áudio.

"Ah meus ouvintes, pode-se ter cerimônias belíssimas, prédios, autoridades, estudos, mas não se ter a Cristo. Esta é a religião popular. Ela está em todos os cantos, em todos os lugares e aparece em todos os tempos. Ela se expressa de uma forma ou que despreza totalmente a menção do Nome de Cristo, como no caso dos judeus, ou de outra que cria um falso Cristo para si. Este último caso pode ser exemplificado no Catolicismo Romano que inventa um Cristo que precisa de Maria e dos santos, ou no Neopentecostalismo que produz um Cristo abençoador de pecadores não arrependidos. Como tudo isso é terrível, pois ilude os homens...”.


Baixe o MP3 clicando aqui.

Para outros áudios clique aqui.

Leia o texto desta palestra clicando aqui.

Os evangélicos modernos abandonaram a Bíblia Sagrada e foram lançados em trevas - Parte IX - Quem é Jesus Cristo?

Imagem
Para ler a parte VIII clique aqui.

Para ler os estudos já publicados em forma de livro virtual e áudios clique aqui. 
“Indo Jesus para os lados de Cesaréia de Filipe, perguntou a seus discípulos: Quem diz o povo ser o Filho do Homem? E eles responderam: Uns dizem: João Batista; outros: Elias; e outros: Jeremias ou algum dos profetas. Mas vós, continuou ele, quem dizeis que eu sou? Respondendo Simão Pedro, disse: Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo. Então, Jesus lhe afirmou: Bem-aventurado és, Simão Barjonas, porque não foi carne e sangue que to revelaram, mas meu Pai, que está nos céus.”. Mt 16:13-17.
Quando o Senhor Jesus fazia uma afirmação, ou apresentava uma questão, ou quando seus atos eram registrados nos evangelhos, era porque possuíam importância fundamental aos homens e mulheres de todos os tempos. Neste tópico pretendo tratar sobre as questões apresentada no texto pelo Senhor, isto é: “Quem diz o povo ser o Filho do Homem?”e “Mas vós, continuou ele, quem dizeis que eu sou?”.…

Uma análise bíblica do crescimento dos evangélicos no Brasil conforme o Censo do IBGE - Estudo baseado em Atos 2 - Livro virtual, PDF e áudio.

Não se iluda com o grande número de evangélicos na atualidade. Números em si, por mais que sejam grandiosos, nada querem dizer. Antes de tudo é preciso descobri a origem dos números e qual o efeito deles na sociedade... Como disse certa vez Martyn Lloyd-Jones: “O sepultamento de muitos corpos no mesmo cemitério não leva a ressurreição”. Ora, não adianta juntar muitos cadáveres; todos continuarão mortos e inoperantes. Não adianta enchermos as congregações de pessoas mortas espiritualmente. Tais pessoas não levarão vida aos mortos que estão fora, pois eles mesmos não possuem a vida...


Open publication - Free publishing - More biblia
Baixe o PDF clicando aqui.

Baixe o áudio clicando aqui.

Leia no blog clicando aqui.

Uma análise bíblica do crescimento dos evangélicos no Brasil conforme o Censo do IBGE - Estudo baseado em Atos 2 - Texto.

Imagem
Com a divulgação feita pelo IBGE do aumento expressivo do número de evangélicos no Brasil a reação de muitos foi de entusiasmo por crerem que este fato significa que o país está sendo impactado pelo Evangelho de Cristo. A conclusão destas pessoas é que o número pomposo deve significar que as coisas vão bem. Mas esta é uma avaliação muito superficial e perigosa. Superficial porque não avalia os fatos em sua realidade, e perigosa porque, ao não buscar a realidade, piora a ilusão já prevalecente. Porém, uma análise do crescimento dos evangélicos no Brasil deve ser feita com base em critérios bíblicos e não em mera grandiosidade dos números. As questões essenciais para toda a reflexão sobre o assunto são as seguintes: Por quais meios se atingiu este grande número? Foi obra do Espírito Santo ou apenas estratégia humana? Qual o efeito destes milhões de evangélicos sobre a sociedade brasileira nas últimas décadas? Eles têm sido sal e luz (Mt 5:14-16)? Apesar de que haverá um número sem cont…

Uma análise bíblica do crescimento dos evangélicos no Brasil conforme o Censo do IBGE - Estudo baseado em Atos 2 - Áudio.

Uma análise do crescimento dos evangélicos no Brasil deve ser feita com base em critérios bíblicos e não pela mera grandiosidade dos números. As questões essenciais para toda a reflexão sobre o assunto são as seguintes: Por quais meios se atingiu este grande número? Foi obra do Espírito Santo ou apenas estratégia humana? Qual o efeito destes milhões de evangélicos sobre a sociedade brasileira nas últimas décadas? Eles têm sido sal e luz?


Baixe o MP3 clicando aqui.

Para outro áudios clique aqui.

A ira de Deus contra a deliberada impiedade dos homens - Fabiano Rocha*

A atitude do Deus santo e justo quando afrontado e desafiado pelo pecado e pelo mal é chamada de ira. Essa é uma forte expressão que a Bíblia apresenta como sendo uma manifestação do caráter de Deus contra a impiedade humana. Embora seja uma descrição em termos humanos, é inadequado considerar a ira do Senhor como sendo igual à manifestação da raiva humana pecaminosa, que na maioria das vezes é praticada totalmente carregada de malícia e desejo de vingança. Por isso, longe de ser comparada com a prática vingativa de homens caídos, a indignação divina é uma manifestação justa e pessoal do ser de Deus, que não tolera o pecado e não tem o culpado por inocente.

Um Chamado para Viver - Capítulo I: Chamado aos Não Convertidos - Segunda Parte.

Clique aqui para ler a primeira parte.

A questão fica da seguinte forma: O Senhor afirma a culpa do povo, e o povo acha que a culpa é de Deus. Temos exatamente isso em Ezequiel 18:25: “O caminho do Senhor não é direito”. Mas Deus pergunta no mesmo verso: “Ouvi, agora, ó casa de Israel: Não é o meu caminho direito? Não são os vossos caminhos tortuosos?” Então eles dizem aqui, no versículo 33 do capítulo 10:: “Visto que as nossas prevaricações e os nossos pecados estão sobre nós, e nós desfalecemos neles, como, pois, viveremos?”. Como se dissessem: “Se temos de morrer, e ser infelizes devido a nossos pecados, a culpa não deve ser nossa, mas de Deus". Mas Deus, em meu texto, não assume esta culpa, e persuadi-os a utilizar os meios que Ele mesmo preparou para que sejam ajudados. Mas se não se convencerem de que são culpados, permite que saibam que não vai eximir-se de puni-los. Ele é Juiz com autoridade, sabedoria e imparcialidade. Já eles não são juízes, não possuem estas qualidades,…

Seguir a Cristo - Exposição de Mateus 16:13-17, 21-27 - Áudio.

Quando é que alguém verdadeiramente está seguindo a Cristo? Qual é a qualidade de vida que essa pessoa demonstra? Em tempos como os nossos muitos dizem seguir a Cristo, mas o fazem de forma muito imprecisa. Este assunto precisa ser tratado com muito cuidado devido a sua seriedade, pois é algo que afeta nosso destino eterno. Você de fato está seguindo a Cristo?


Baixe o mp3 aqui.

Para outros áudios clique aqui.

Quanto custa ser um homem? - Paul Washer.

Nas escrituras e em muitas civilizações havia esta noção de que o macho ou era um menino ou era um homem. Não há muitos jovens que gostam de ser chamados de meninos. Então, havendo apenas duas opções, um jovem iria se esforçar para se tornar um homem, pois não quer ser um menino. Mas esta falsa idéia de “modelos evolucionários” trouxe uma terceira categoria: adolescentes. Continue aqui.

Novo link da página "Evangelize": O Evangelho - Thabity Anyabwile.

Imagem
Repassem a todos os seus conhecidos este material onde o Evangelho é anunciado em poucas palavras. Maravilhoso Evangelho.
Acesse o vídeo aqui.

Acesse o texto aqui. 

Novo link da página "Aborto é crime": Aborto e a Santidade da Vida Humana - Juliano Heyse.

Imagem

Cristo: o ápice da graça de Deus - Marcus Paixão*.

Observe o texto de Deuteronômio 9.5:

“Não é por causa da tua justiça, nem pela retidão do teu coração que entras a possuir a sua terra, mas pela maldade destas nações o SENHOR, teu Deus, as lança de diante de ti; e para confirmar a palavra que o SENHOR, teu Deus, jurou a teus pais, Abraão, Isaque e Jacó.”

Quando estas palavras foram ditas a Israel, eles ainda não tinham entrado na terra de Canaã. Há uma mensagem de Deus muito clara aqui, e eles não podiam jamais esquecer: a terra era uma dádiva do Senhor, e até mesmo a conquista da terra seria realizada pela mão do Senhor em favor deles. Continue lendo...aqui.
*Pastor da Segunda Igreja Batista em Campo Maior.

Novo link da página "Aborto é crime": Urgentíssimo: Governo Dilma prepara norma técnica para ensinar mulheres a abortar.

Imagem
Na quarta feira dia 6 de junho surgiu na imprensa a notícia de que o governo Dilma, quebrando todas as promessas que havia feito durante as eleições de 2010, estaria para implantar, através do Ministério da Saúde e dentro do prazo de um mês, o aborto no Brasil.  Clique aqui para continuar lendo.

Gratidão, uma prática que Deus aprecia - Edson Rosendo*

Quando os homens escutam que Deus não tem qualquer obrigação com eles, isso imediatamente causa uma reação adversa. Nem os crentes gostam quando escutam essa verdade. Nada, porém, mais verdadeiro do que isso. Deus não tem qualquer obrigação com homem algum, e tudo quanto faz por eles é meramente por causa de seu favor, misericórdia, condescendência e conselho. Deus é credor de todas as coisas, porém de nada é devedor. É por esse princípio que a gratidão deve brotar de todas as suas criaturas, que são beneficiadas com dádivas e mais dádivas, as melhores, mais providentes e mais prazerosas. O homem que não manifestar gratidão contínua a Deus incorre em grave falta. Jesus certa vez curou dez leprosos, mas apenas um retornou para agradecer, e Ele protestou com veemência: "Não foram dez os curados? E por que somente esse estrangeiro retornou para agradecer?". Sua reclamação foi dupla: (1) pela ausência de gratidão e (2) pela ausência de gratidão de seu próprio povo. Os crentes d…

Breves conselhos a uma raça caída (Áudio).

Breves conselhos a uma raça caída.

Imagem
“Portanto, assim como por um só homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado, a morte, assim também a morte passou a todos os homens, porque todos pecaram. Porque até ao regime da lei havia pecado no mundo, mas o pecado não é levado em conta quando não há lei. Entretanto, reinou a morte desde Adão até Moisés, mesmo sobre aqueles que não pecaram à semelhança da transgressão de Adão, o qual prefigurava aquele que havia de vir. Todavia, não é assim o dom gratuito como a ofensa; porque, se, pela ofensa de um só, morreram muitos, muito mais a graça de Deus e o dom pela graça de um só homem, Jesus Cristo, foram abundantes sobre muitos.”. Rm 5:12-15.
Seria maldade não informar a um doente sobre sua enfermidade e não indicar-lhe o tratamento necessário. Da mesma forma é maldade não falarmos aos homens de sua enfermidade espiritual e não indicar-lhes a única cura. As pessoas não gostam de ouvir sobre a situação espiritual em que se encontram. Há uma espécie de romantismo que domina as mentes …

Os evangélicos modernos abandonaram a Bíblia Sagrada e foram lançados em trevas!

Nova página com textos e áudios até agora publicados sobre o tema. Confiram clicando aqui.

Os evangélicos modernos abandonaram a Bíblia Sagrada e foram lançados em trevas - Parte VIII - A consciente necessidade do Salvador (2) - Áudio.

Os evangélicos modernos abandonaram a Bíblia Sagrada e foram lançados em trevas - Parte VIII - A consciente necessidade do Salvador (2).

Imagem
Para ler a parte VII clique aqui.

B – Só o Espírito Santo nos livra do engano do pecado.
No que depender de nós jamais venceremos o poder enganador do pecado. Esta é uma obra que o Espírito Santo realiza iluminando a Verdade da Escritura para nós. Ele nos guia a Verdade (Jo 16:13), convence o mundo (Jo 16:8), opera a regeneração (Jo 3: 8) de onde vem a fé e o arrependimento. Para que isso ocorra a Palavra deve ser pregada (Rm 10:13-15), a Escritura deve ser conhecida, proclamada, e ensinada (I Tm 4:12-16), pois a Palavra é luz (Sl 119:105) que nos livra do pecado (Sl 119:9-11). Isso tudo corrobora a tese de nosso estudo que afirma que só a Escritura nos livra das trevas espirituais. Por tudo que já estudamos na Sagrada Escritura cremos que o Espírito Santo nos revela a terrível face do pecado como o mal que se manifesta nos seguintes aspectos:

O que está acontecendo em seu coração?

Imagem
"Pois não me envergonho do evangelho, porque é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê, primeiro do judeu e também do grego; visto que a justiça de Deus se revela no evangelho, de fé em fé, como está escrito: O justo viverá por fé. A ira de Deus se revela do céu contra toda impiedade e perversão dos homens que detêm a verdade pela injustiça; porquanto o que de Deus se pode conhecer é manifesto entre eles, porque Deus lhes manifestou. Porque os atributos invisíveis de Deus, assim o seu eterno poder, como também a sua própria divindade, claramente se reconhecem, desde o princípio do mundo, sendo percebidos por meio das coisas que foram criadas. Tais homens são, por isso, indesculpáveis; porquanto, tendo conhecimento de Deus, não o glorificaram como Deus, nem lhe deram graças; antes, se tornaram nulos em seus próprios raciocínios, obscurecendo-se-lhes o coração insensato. Inculcando-se por sábios, tornaram-se loucos e mudaram a glória do Deus incorruptível em semelha…

Deus no Banco dos Réus - Edson Rosendo*

Imagem
Criado à imagem de Deus, ser racional, com o propósito mais sublime – adorar a Deus, o homem se meteu em muitas astúcias e contradições, tornando-se protagonista dos maiores absurdos de todas as criaturas, dos atos mais bestiais de todos os seres, dos paradoxos mais intensos dentre todos os cometidos. Os absurdos dos homens são tamanhos que todos os seres irracionais, incluindo os abutres, os animais peçonhentos e até as bactérias de esgotos, se tornaram credores impagáveis junto a eles.

Dons espirituais são para nosso tempo? - Refletindo sobre Cessacionismo e Continuísmo (Áudio).

"Se a revelação está completa com o Novo Testamento, e os dons foram dados para confirmar a revelação, qual seria o sentido dos dons permanecerem hoje? Se existem dons hoje, também devem existir revelações de Deus hoje que precisem ser atestadas pelos mesmos dons. Mas evidentemente, pelo fato de a Bíblia está completa, não há novas revelações e nem dons. Dessa forma o argumento cessacionista é bíblico, pois se baseia na própria natureza da revelação bíblica.".


Baixe o MP3 clicando aqui.

Acesse o texto deste estudo clicando aqui.

Para outros áudios clique aqui. 

Você pode divulgar este material livremente desde que indique a fonte. 

A perfeição e suficiência da revelação de Deus - Fabiano Rocha*.

Imagem
Deus revelou sua vontade de forma perfeita, embora ele tenha usado homens imperfeitos. A Escritura foi preservada e guardada de erros e sugestões humanas. Ela não foi produzida segundo a vontade e capacidade dos homens e não é fruto de consciência religiosa elevada. A Palavra de Deus é produto do sopro do Espírito Santo a homens santos que falaram da parte de Deus. Eles foram usados como instrumentos para escrever os conselhos e instruções do Senhor ao seu povo. Tudo o que foi escrito é suficiente para determinar a fé, formar o caráter do homem e direcionar sua conduta segundo a vontade de Deus. Paulo escrevendo a Timóteo diz que toda a Escritura é inspirada por Deus e apta para total instrução do homem, sendo, portanto, suficiente para esse fim. O salmista, expressando o caráter da revelação de Deus, diz ser ela perfeita para restaurar a alma. Ela transforma a alma, forma o caráter, nos aponta uma vereda segura, ilumina os caminhos escuros, nos faz sábios no caminho da salvação. Ela…

Por que a Bíblia é a Palavra de Deus e não de homens? - Ezequiel Farias*.

Imagem
Verdadeiramente crer ou não na Bíblia é, sobretudo, uma questão de fé, que é dada apenas aos eleitos de Deus (Jo 6.37; 10.25-27; 17.2-9; II Tess 3.2b; Tt l.l), pois, na verdade, alguém que não tenha recebido este dom de Deus (Ef 2.8) jamais poderá crer em tudo que a Bíblia nos ensina (Hb 11.1). Não se trata, portanto, de um crer humano e natural, ou baseado no raciocínio e na lógica (mesmo que mediante fatos constatáveis), nem igualmente de uma “fé” que sobrevive apenas através de expressões afirmativas, mas de um crer que se origina por intervenção divina na alma do homem mediante a Escritura (Jo 3.5; Ef 1.13; At 16.14; Rm 10.17). Portanto, “as coisas que o olho não viu, e o ouvido não ouviu, e não subiram ao coração do homem, são as que Deus preparou para os que o amam” (I Co 2.9) – ou para os que foram vivificados pela fé bíblica –, e por isso declaram ser a Bíblia a mais sublime expressão da Sabedoria e Poder de Deus, conforme I Co 1.18-25.

Dons espirituais são para nosso tempo? - Refletindo sobre Cessacionismo e Continuísmo - Baixe em PDF.

Open publication - Free publishing - More cessacionismo

Baixe o PDF clicando aqui.

Voce pode usar livremente este material.

A eleição em Cristo para uma nova vida - Fabiano Rocha*.

Imagem
Nós somos escolhidos em Cristo para sermos santos e irrepreensíveis. A natureza da escolha divina é para sermos totalmente separados para o seu inteiro agrado. É através de um procedimento santo que confirmamos nossa vocação celestial. Pedro diz que devemos procurar com diligência cada vez maior confirmar a nossa vocação e eleição (2 Pe 1:10).Todo cristão deve assumir esse compromisso diário de viver como eleito de Deus. Esse processo de confirmação se dá sempre de forma negativa e positiva. Negativa porque sobre nós pesa a implicação de fazer morrer, despojar-nos dos velhos trajes, tirar as roupas do velho homem que é uma vida totalmente escravizada pelo pecado. Esse lado negativo é a morte obrigatória do pecado na vida prática, esse é o imperativo da vida cristã. Porém, não somos chamados para ficar na neutralidade, estagnação ou nudez, mas, tendo em vista que tiramos as vestes velhas, também abandonamos os velhos hábitos e práticas e sepultamos nosso velho homem. A vida cristã não…

Refletindo sobre Cessacionismo e Continuísmo - Manoel Coelho Jr.

Imagem
Caros amigos do Blog, semana passada postei no “Livros Reformados” links para um texto do "Cristão Reformado", blog do Pr. Alan Rennê com o título: O que o Cessacionismo não é, de autoria de Nathan Busenitz. Tal texto gerou um interessante diálogo no grupo do Facebook “Justificação pela Fé” sobre o Cessacionismo e Continuísmo. Um querido irmão apresentou-me algumas questões interessantes sobre o tema o que me deu a oportunidade de escrever um pouco sobre o assunto. Fiz uma adaptação do material e o apresento a seguir. Espero que contribua para a reflexão de todos, sejam estes cessacionistas ou continuístas.

A XIV Conferência ARPAV/OS Puritanos 2012 - A Igreja: Coluna e Baluarte da Verdade.

Imagem
Anualmente a ARPAV — Associação Reformada Palavra da Verdade e a Igreja Presbiteriana Central do Pará, realizam uma Conferência Reformada anual na cidade de Belém, com preletores reformados nacionais e estrangeiros fiéis à fé reformada. O propósito destas conferências, é promover a fé reformada, objetivando, com isso, contribuir para uma reforma religiosa de retorno às Escrituras, na região. A XIV Conferência ARPAV/OS Puritanos será realizada neste ano de 28 de junho a 01 de julho na Igreja Presbiteriana Central do Pará na Trav. Enéas Pinheiro, 1752 - Marco - Belém - PA - Brasil, entre 25 de Setembro e D. de Caxias (atrás do Bosque Rodrigues Alves). O tema será: A Igreja: Coluna e Baluarte da Verdade. Os preletores serão os doutores Nick Willborn e Wes Bredenhof. A participação é gratuita. Se você mora em Belém ou próximo não deixe de participar.


“Que Deus nos guarde e nos livre como Igreja de abandonarmos ou perdermos de vista ou o foco, da grande missão que Deus confiou a sua Igrej…

A loucura de julgar a luz - Exposição de Jo 8:25-29 (Áudio).

Quando a luz nos mostra algo, não questionamos nem tentamos julgá-la, mas nos dobramos a realidade que nos revela. Da mesma forma os homens deveriam fazer com Cristo, Aquele que é a Luz do mundo. No entanto não é isso o que fazem, pois procuram questionar a Cristo, julgá-lo se de fato é ou não o verdadeiro Revelador vindo de Deus. Tal ato em si se constitui em uma perfeita loucura, pois na verdade é Cristo, a luz do mundo, quem julga os homens e não o contrário.


Baixe o MP3 clicando aqui.

Para outros áudio clique aqui.

Como cultuar a Deus - Edson Rosendo*

Imagem
O culto é a razão principal da vida de um homem. Ele foi criado por Deus para adorá-lo. Esse foi o fim principal para que o homem foi feito. Jesus afirmou que Deus procura adoradores que sejam nascidos de novo para adorá-lo e que o adorem segundo a verdade prescrita nas páginas da revelação. Deus é quem dá as cartas de como deve ser a adoração, e não o adorador. Os nascidos de novo precisam estar em ordem sempre, pois a adoração é espiritual, o culto é espiritual. Onde o crente estiver, está em culto. A consciên-cia da onisciência de Deus deve conduzir o cristão a esse estilo de vida em que todas as coisas funcionam como culto. E muito mais no culto publico, quando todos se juntam para a adoração. Esse deve ser o momento quando todos estão em ordem, vivendo em ordem, de tal maneira que o culto público seja o resultado de uma vida vivida de modo correto. Não basta ser nascido de novo, mas é necessário estar vivendo em ordem, na prática da vida cristã, em obediência à lei, aos mandamen…

A conversão verdadeira e seus sinais - Fabiano Rocha*.

Imagem
Conversão é a atuação soberana de Deus sobre a vida do homem, que altera completamente a condição espiritual dele. Essa verdade está exarada na escritura de forma incontestável. A Bíblia não somente ensina que os homens estão mortos e destituídos da glória de Deus, mas também que eles só se voltam para o seu criador de forma espiritual e verdadeira quando são por Ele chamados eficazmente. Caso contrário, eles andarão em caminhos opostos à vontade de Deus. O voltar dos incrédulos é resultado de uma operação divina sobre eles, pois eles, por sua própria natureza, não podem desfrutar dessa santa disposição em buscar o bem, visto estarem completamente indispostos espiritualmente para isso. A conversão é uma ressurreição dentre os mortos, é o abrir de olhos cegos, é a doação de uma nova compreensão e é uma mudança operada por Deus em todas as áreas da vida do homem. Sem essa atuação divina, os homens jamais se converteriam verdadeiramente nem se achegariam a Deus em arrependimento e fé.

Chamado aos Não Convertidos I - Richard Baxter.

Imagem
“Dize-lhes: Tão certo como eu vivo, diz o SENHOR Deus, não tenho prazer na morte do perverso, mas em que o perverso se converta do seu caminho e viva. Convertei-vos, convertei-vos dos vossos maus caminhos; pois por que haveis de morrer, ó casa de Israel?” (Ez 33:11).
Muitos têm se maravilhado, assim como eu, ao ler na Sagrada Escritura, sobre quão poucos serão salvos, e que a maior parte, até mesmo daqueles que são chamados quando ouvem o Evangelho, serão eternamente achados fora do Reino dos Céus, e serão atormentados com os demônios no fogo eterno. Os Infiéis não querem crer nisso quando lêem a Bíblia, recusam a acreditar, mas no futuro sentirão este fato. Aqueles que acreditam são forçados a clamar com Paulo: "Ó profundidade da riqueza, tanto da sabedoria como do conhecimento de Deus! Quão insondáveis são os seus juízos, e quão inescrutáveis, os seus caminhos!”

Livreto virtual: Uma Apresentação das Igrejas Batistas Reformadas.

Prezado leitor, neste pequeno livro quero apresentá-lo as Igrejas Batistas Reformadas. Nós, Batistas Reformados, anunciamos o Evangelho de Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo como a única esperança para cada homem e mulher. Talvez você se sinta confuso sobre questões importantes da existência como: “Existe Deus? Qual o sentido da vida? Como posso ser feliz? Por que o mundo é como é? O que vem depois da morte?”. Os batistas reformados tem a intenção de ajudá-lo nestas questões através do estudo da Palavra de Deus que realizamos regularmente em nossos cultos. Desejo com este texto incentivá-lo a participar de um culto em uma igreja batista. Penso que se você conhecer quem somos poderá se interessar em estar conosco. Assim, peço a sua leitura atenciosa por alguns momentos. Vamos lá.


Este livreto é uma compilação de textos sobre os batistas reformados. Baixe o PDF aqui.

Um falso conceito de felicidade: "Se consigo o que desejo sou feliz!".*

Imagem
"Quem, SENHOR, habitará no teu tabernáculo? Quem há de morar no teu santo monte? O que vive com integridade, e pratica a justiça, e, de coração, fala a verdade; o que não difama com sua língua, não faz mal ao próximo, nem lança injúria contra o seu vizinho; o que, a seus olhos, tem por desprezível ao réprobo, mas honra aos que temem ao SENHOR; o que jura com dano próprio e não se retrata; o que não empresta o seu dinheiro com usura, nem aceita suborno contra o inocente. Quem deste modo procede não será jamais abalado. Guarda-me, ó Deus, porque em ti me refugio. Digo ao SENHOR: Tu és o meu Senhor; outro bem não possuo, senão a ti somente. Quanto aos santos que há na terra, são eles os notáveis nos quais tenho todo o meu prazer. Muitas serão as penas dos que trocam o SENHOR por outros deuses; não oferecerei as suas libações de sangue, e os meus lábios não pronunciarão o seu nome. O SENHOR é a porção da minha herança e o meu cálice; tu és o arrimo da minha sorte. Caem-me as divisas…

O Evangelho de Cristo.

Imagem
Cremos que só existe um Evangelho. É o da Bíblia, pois ela é a Palavra de Deus para o homem. Assim não há alguma coisa como minha verdade e a verdade do outro, mas A Verdade que é Cristo conforme Deus a revelou nas Escrituras (Jo 14:6, Jo 5:39).

Qual o conteúdo do Evangelho bíblico? Vejamos em alguns pontos:

Escarnecendo de Deus - Edson Rosendo*

O escárnio é a prática que avilta o escarnecido, subtraindo-o de qualquer valor, de qualquer senso ou classificação. Os homens costumam escarnecer uns dos outros, diminuindo seu semelhante, tirando-lhe a reputação, a honra, a história, o histórico, desfazendo seus atos, seu caráter, sua pessoa, seus bens, suas posses, sua família, seu trabalho. O escárnio e a zombaria são práticas capazes de arrasar pessoas e deixá-las indefinidamente na lama, desencorajadas que ficam diante daquilo que delas se disse e fez.

Em Cristo, as sombras tornam-se realidades - Fabiano Rocha*.

Imagem
Cristo é o cumprimento de todos os tipos do Velho Testamento. Tudo aquilo que era sombra da perfeita realidade se cumpre nele. Como a revelação de Deus é progressiva, a realidade dos bens futuros estava também progressivamente revelada por Deus. O Senhor Jesus era revelado através de tipos e sacrifícios. Mas isso era apenas uma realidade pálida da vida da nova aliança. A plenitude do Espírito Santo e a dimensão do culto espiritual estavam sendo gradualmente mostrados. As questões que envolviam o culto do Velho Testamento, carregados de formalidades, sacrifícios específicos, arquitetura dividida entre o lugar santo e o santos dos santos, a arca que representava a presença de Deus entre o povo, o maná que caiu do céu, bem como as exigências da lei, as implicações do quarto mandamento e os ofícios da monarquia judaica, tudo isso eram como setas que apontavam para Cristo. Eram sombras de uma realidade perfeita que ainda viria.

A garantia de restauração para o cristão - Edson Rosendo*.

O cristão pode incorrer em tristes pecados, trazendo grandes prejuízos para si, para sua família, para a igreja e para o nome do Senhor entre os incrédulos. As implicações são muitas dores, destruição, angústias, depressão e tantos outros males. Depois de graves pecados cometidos, o cristão é confrontado fortemente pela sua consciência, que, culpada, arrasa-o completamente. O Espírito do Senhor produz a tristeza em seu coração, a fim de que veja a sujidade de seu peca-do, mediante o espelho da Escritura, colocado diante dele. Com a boca no pó, o cristão clama por restauração, humilha-se diante de Deus, confessa o pecado, pede perdão e recebe a reconciliação. A Escritura anuncia ampla restauração para o que-brantado, aquele que, trabalhado pelo Senhor, recebe a transformação de sua inclinação pecaminosa mediante o arrependimento – também uma dádiva de Deus, o único que pode dar arrependimento ao homem. O cristão, então, confessa seu pecado e recebe o perdão imediatamente, sem delongas…

Manifesto dos Pastores Batistas Clássicos (Áudio).

Manifesto dos Pastores Batistas Clássicos.

No último sábado, dia 26 de maio de 2012 foi organizada a ORDEM DOS PASTORES BATISTAS CLÁSSICOS DO BRASIL. A reunião ocorreu nas dependências da Igreja Batista Boas Novas do Rodoanel em Carapicuíba, São Paulo, Brasil. O encontro, além de criar a organização, gerou um manifesto, o qual transcrevemos a seguir, autorizando toda a mídia interessada a publicar o texto para o conhecimento da coletividade evangélica:

Paulo, fiel ministro de Cristo - Fabiano Rocha*.

Imagem
De perseguidor da igreja a servo fiel de Jesus Cristo. Esses são dois extremos da vida desse servo de Deus. Da tribo de Benjamim e zeloso membro do partido dos fariseus, Paulo foi um dos oponentes mais ferre-nhos do cristianismo. Consentiu na morte de Estevão, quando esse pregou a Palavra de Deus, identificando seus ouvintes como traidores e assassinos do Senhor e sendo, por conta disso, apedrejado. As testemunhas deixaram suas capas aos pés do jovem chamado Saulo. Esse homem que depois passou a ser chamado de Paulo assolava o povo de Deus com uma ação intensa para destruí-los. Ele entrava de casa em casa arrastando os cristãos para serem presos. Porém, em uma dessas ações contra o rebanho do Senhor, indo em direção a Damasco, Cristo o intercepta no caminho, fazendo-o curvar-se. A partir daquele ponto de sua vida, Saulo passaria a chamar-se Paulo. Ao invés de viajar para destruir a igreja, faria isso agora para fundá-la e edificá-la.

Os evangélicos modernos abandonaram a Bíblia Sagrada e foram lançados em trevas - Parte VII - A consciente necessidade do Salvador (1) - Áudio.

Os evangélicos modernos abandonaram a Bíblia Sagrada e foram lançados em trevas - Parte VII - A consciente necessidade do Salvador (1).

Imagem
Para ler a parte VI clique aqui.

B – A Verdade a respeito de Cristo, o Salvador.
Após meditarmos a respeito da Verdade sobre Deus e o homem estamos prontos para tratarmos do tema da Salvação em Cristo. Mas antes de olharmos para o assunto em si, devemos enfatizar a necessidade do Salvador. Este é o assunto do próximo tópico.

A igreja deve ser composta de crentes amadurecidos - Edson Rosendo*.

A igreja de Jesus Cristo está planejada para ser composta de pessoas maduras. A comunhão com Deus, com a Escritura e com a oração amadurecem, necessariamente. E por maduro queremos apontar um crente de grande firmeza na fé, de enorme responsabilidade para com a causa de Deus, de grande comprometimento com a Escritura, com a oração. Alguém que saiba amar até o inimigo, que honre a lei de Deus, que não tenha a vida como preciosa, contanto que fale a mesma linguagem da Escritura. Que seja gigante na humildade e anão na soberba ou autoconfiança, vivendo do modo ordenado na Palavra de Deus.
Os crentes, membros da igreja, foram idealizados para serem dessa forma. O apóstolo ensinou que todas as
coisas necessárias para nos conduzir a uma vida abundante e piedosa já nos foram dadas. A plenitude da revelação da parte de Deus para os homens, trazida por Jesus, trouxe capacitação incomum para os crentes, dando-lhes todas as condições necessárias e suficientes para que sejam maduros na fé. Esse …

Cristo, nosso único mediador - Fabiano Rocha*.

Imagem
Somente Cristo! Esse foi o brado dos reformadores. Essa frase resume um dos temas pilares e centrais da fé cristã: salvação somente por Cristo e através de sua mediação perfeita. Isso fez frente à arrogância papal de se estabelecer como cabeça da igreja, como suma ponte. O prelado católico assumiu a posição de representante do Senhor sobre a terra e chefe supremo da igreja. Por isso afirmamos que houve e ainda há a grande mentira contida no sistema romano de salvação pelas obras. O coroamento do mérito humano é uma clara negação de que Cristo seja o único mediador.

Os evangélicos modernos abandonaram a Bíblia Sagrada e foram lançados em trevas - Parte VI - A impureza do homem (Áudio).