Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2010

Pecado é loucura!

Porque os caminhos do homem estão perante os olhos do SENHOR, e ele considera todas as suas veredas. Quanto ao perverso, as suas iniqüidades o prenderão, e com as cordas do seu pecado será detido. Ele morrerá pela falta de disciplina, e, pela sua muita loucura, perdido, cambaleia. (Pv 5:21-23).

O pecado é loucura, ele obscurece a razão humana. No entanto o pecador não se apercebe disso exatamente porque o pecado o cegou. Se o pecador não for iluminado pela graça de Deus, quando finalmente compreender que o pecado é loucura já será tarde demais, a morte então será inevitável. Quero lhe perguntar e, por favor, responda por amor a sua alma: Você está dominado pelo pecado? Tem você vivido em cegueira pecaminosa e loucamente corrido para a sua própria destruição? Peço que leia estas linhas pedindo que Deus ilumine sua vida. Quero conversar com você procurando lhe mostrar porque afirmo que o pecado é loucura.
Pecado é loucura porque faz os homens e mulheres desprezarem a Deus em vez de dar-lh…

Quem ama a Deus não segue a idolatria dos falsos profetas!

Leia este texto das Escrituras Sagradas com muita atenção e depois reflita:

Quando profeta ou sonhador se levantar no meio de ti e te anunciar um sinal ou prodígio, e suceder o tal sinal ou prodígio de que te houver falado, e disser: Vamos após outros deuses, que não conheceste, e sirvamo-los, não ouvirás as palavras desse profeta ou sonhador; porquanto o SENHOR, vosso Deus, vos prova, para saber se amais o SENHOR, vosso Deus, de todo o vosso coração e de toda a vossa alma. Andareis após o SENHOR, vosso Deus, e a ele temereis; guardareis os seus mandamentos, ouvireis a sua voz, a ele servireis e a ele vos achegareis. Esse profeta ou sonhador será morto, pois pregou rebeldia contra o SENHOR, vosso Deus, que vos tirou da terra do Egito e vos resgatou da casa da servidão, para vos apartar do caminho que vos ordenou o SENHOR, vosso Deus, para andardes nele. Assim, eliminarás o mal do meio de ti. (Dt 13:1-5).
Sobre este texto Mattew Henry comentou: "Moisés advertira os israelitas contra…

Conferência ARPAV/Os Puritanos 2010.

Se você mora em Belém, ou próximo, não perca a Conferência Reformada da ARPAV, que será realizada na Igreja Presbiteriana Central do Pará de 1 a 4 de julho, ou seja, a partir desta quinta-feira. Anualmente a Conferência é realizada, e tem sido de grande proveito espiritual para os participantes. O tema deste ano será: "A Esperança Cristã". Não perca! Se você não mora em Belém, também pode assistir pela Internet. Saiba mais sobre o evento aqui.

As características da geração perversa - Edson Azevedo.

Prezados leitores e leitoras, recomendo que todos ouçam e meditem seriamente nesta excelente mensagem do Pr Edson Azevedo, da Primeira Igreja Batista Reformada em Caruaru. O assunto é muito atual. Acessem aqui . Você também pode baixar várias outras mensagens no mesmo blog, como também gravá-las em CDs, e divulgá-las a seus amigos. Abraços a todos!

Exposição de Gênesis 9: A Aliança com Nóe e a profecia sobre seus filhos!

I – INTRODUÇÃO:

Neste capítulo temos dois eventos importantes: A Aliança com Noé e sua sua Profecia em relação a seus filhos. Ambos tem para nós grande importância por nos mostrar a graça de Deus como também sua severidade com relação ao pecado. Todas as dádivas, e a dádiva maior que é Cristo, nos são dadas com base unicamente na graça de Deus. No entanto isso não significa que Deus não leva a sério o pecado, mas com certeza o punirá!

II – PRESCRIÇÕES E A ALIANÇA (Gn 9:1-19):

No início do capítulo temos as ordens dadas por Deus que deveriam ser cumpridas nesta nova fase da história da humanidade sobre a terra. Vemos a ordem, a semelhança do início com Adão, de que os homens deveriam se multiplicar. Temos também prescrições em relação aos animais, o respeito que se deve ter pelo sangue por ser a vida. Esta questão se torna mais séria com relação ao sangue dos homens, pois o homem é a imagem de Deus. Quem matasse um homem deveria morrer, visto ter desonrado a imagem de Deus.
O presbítero So…

Não troque a lanterna por uma vela!

Lâmpada para os meus pés é a tua palavra e, luz para os meus caminhos (Sl 119:105) .

Quando andamos por uma rua escura facilmente podemos nos acidentar. Lembro de uma vez que houve um blecaute em minha cidade e quando eu voltei para casa estava chovendo e era muito difícil saber onde estava pisando, pois não conseguia ver o que estava a minha frente e o medo de acidente era bem real. Mas o que diríamos a alguém que tendo uma lanterna em situação semelhante não a usasse, substituindo-a por uma vela? Tal pessoa não seria muito sábia, não é verdade? Ora, ela nem conseguiria acender aquela vela! Prezados amigos, creio que este é o erro do evangelicalismo em nosso tempo. Os "evangélicos" têm trocado a luz da Palavra de Deus por ineficientes velas, tentando com isso achar luz espiritual. Vejamos alguns exemplos destas "velas":
A - "Novas revelações". Certas pessoas dizem que Deus se comunica com elas diretamente sem a intermediação da Bíblia Sagrada.
B - "L…

Exposição do Evangelho de João: Jesus conhece a autenticidade de nossa fé (Segunda e última parte)!

Não deixe de ler a primeira parte aqui

Estando ele em Jerusalém, durante a Festa da Páscoa, muitos, vendo os sinais que ele fazia, creram no seu nome; mas o próprio Jesus não se confiava a eles, porque os conhecia a todos. E não precisava de que alguém lhe desse testemunho a respeito do homem, porque ele mesmo sabia o que era a natureza humana. (Jo 2:23-25).

III – JESUS REJEITA A FALSA FÉ (Jo 2:24):

Qual a reação de Cristo diante da falsa fé? Para responder a esta questão devemos lembrar que qualquer ser humano ficaria satisfeito quando visse alguém dar apoio a sua causa. Um pastor, por exemplo, ficaria feliz vendo alguém professar que crê em Jesus. Mas no caso de nosso texto Jesus não manifestou a mesma satisfação diante da fé daquelas pessoas, ao contrário, ele não confiava neles. Esta é a reação de Cristo àqueles que manifestam uma falsa fé: Ele não confia neles. Jesus não é como os seres humanos que podem ser enganados, Ele vê o homem por dentro, e não só a aparência. Portanto E…

O Que Significa Ser Cheio Do Espirito - John MacArthur.

A Santidade de Deus - Edson Azevedo.

Imagem
Fala a toda a congregação dos filhos de Israel e dize-lhes: Santos sereis, porque eu, o Senhor, vosso Deus, sou santo. Lv 19.2

Introdução –

No último sermão expusemos sobre o juízo de Deus. Vimos que ele é executado quando a sua ira se levanta e vimos que a sua ira se levanta quando a sua santidade é agredida pelo nosso pecado. Mas, eu pergunto: qual a intensidade da agressão que cometemos contra a santidade de Deus quando pecamos? Os crentes maduros dirão: ‘gravíssima!’. Os crentes novos ou os que não desenvolvem, impedidos que são pela interpretação arminiana, dirão: ‘leve!”. E os crentes que estão dentro das igrejas, mas que não são crentes, juntar-se-ão aos incrédulos e dirão: ‘não cometemos nenhuma agressão à santidade de Deus quando pecamos, aliás, nós nunca pecamos!”. A questão é sempre essa, a santidade de Deus e a nossa. Se fizermos uma pesquisa entre os crentes e lhes perguntarmos sobre qual é a maior aspiração, o maior desejo deles, como crentes, na escalada espiritual, é cer…

A Mensagem da Reforma Para os dias de Hoje - Solano Portela.

I. Por que Lembrar a Reforma? Em 31 de outubro de 1517 Martinho Lutero pregou as suas hoje famosas 95 Teses na porta da catedral de Wittenberg. Periodicamente as igrejas evangélicas relembram aqueles eventos que, na soberana providência de Deus, preservaram viva a sua igreja. Muitos, entretanto, questionam essas comemorações e alguns chegam até a contestar a lembrança da Reforma. "Por que considerar o que aconteceu há quase 500 anos?" Seguramente muitos não estudam a Reforma por mero desconhecimento, por falta de informação, por não se aperceberem da sua importância na vida da igreja e da humanidade. Entretanto, muitos procuram um esquecimento voluntário daqueles eventos do século XVI. Martin Lloyd-Jones 1 nos fala que entre aqueles que rejeitam a memória da Reforma temos, basicamente, dois tipos de argumentação: 1. "O passado não tem nada a nos ensinar." Segundo este ponto de vista, o progresso científico e o futuro é o que interessa. Firmadas em um…