Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2012

Manifesto dos Pastores Batistas Clássicos (Áudio).

Manifesto dos Pastores Batistas Clássicos.

No último sábado, dia 26 de maio de 2012 foi organizada a ORDEM DOS PASTORES BATISTAS CLÁSSICOS DO BRASIL. A reunião ocorreu nas dependências da Igreja Batista Boas Novas do Rodoanel em Carapicuíba, São Paulo, Brasil. O encontro, além de criar a organização, gerou um manifesto, o qual transcrevemos a seguir, autorizando toda a mídia interessada a publicar o texto para o conhecimento da coletividade evangélica:

Paulo, fiel ministro de Cristo - Fabiano Rocha*.

Imagem
De perseguidor da igreja a servo fiel de Jesus Cristo. Esses são dois extremos da vida desse servo de Deus. Da tribo de Benjamim e zeloso membro do partido dos fariseus, Paulo foi um dos oponentes mais ferre-nhos do cristianismo. Consentiu na morte de Estevão, quando esse pregou a Palavra de Deus, identificando seus ouvintes como traidores e assassinos do Senhor e sendo, por conta disso, apedrejado. As testemunhas deixaram suas capas aos pés do jovem chamado Saulo. Esse homem que depois passou a ser chamado de Paulo assolava o povo de Deus com uma ação intensa para destruí-los. Ele entrava de casa em casa arrastando os cristãos para serem presos. Porém, em uma dessas ações contra o rebanho do Senhor, indo em direção a Damasco, Cristo o intercepta no caminho, fazendo-o curvar-se. A partir daquele ponto de sua vida, Saulo passaria a chamar-se Paulo. Ao invés de viajar para destruir a igreja, faria isso agora para fundá-la e edificá-la.

Os evangélicos modernos abandonaram a Bíblia Sagrada e foram lançados em trevas - Parte VII - A consciente necessidade do Salvador (1) - Áudio.

Os evangélicos modernos abandonaram a Bíblia Sagrada e foram lançados em trevas - Parte VII - A consciente necessidade do Salvador (1).

Imagem
Para ler a parte VI clique aqui.

B – A Verdade a respeito de Cristo, o Salvador.
Após meditarmos a respeito da Verdade sobre Deus e o homem estamos prontos para tratarmos do tema da Salvação em Cristo. Mas antes de olharmos para o assunto em si, devemos enfatizar a necessidade do Salvador. Este é o assunto do próximo tópico.

A igreja deve ser composta de crentes amadurecidos - Edson Rosendo*.

A igreja de Jesus Cristo está planejada para ser composta de pessoas maduras. A comunhão com Deus, com a Escritura e com a oração amadurecem, necessariamente. E por maduro queremos apontar um crente de grande firmeza na fé, de enorme responsabilidade para com a causa de Deus, de grande comprometimento com a Escritura, com a oração. Alguém que saiba amar até o inimigo, que honre a lei de Deus, que não tenha a vida como preciosa, contanto que fale a mesma linguagem da Escritura. Que seja gigante na humildade e anão na soberba ou autoconfiança, vivendo do modo ordenado na Palavra de Deus.
Os crentes, membros da igreja, foram idealizados para serem dessa forma. O apóstolo ensinou que todas as
coisas necessárias para nos conduzir a uma vida abundante e piedosa já nos foram dadas. A plenitude da revelação da parte de Deus para os homens, trazida por Jesus, trouxe capacitação incomum para os crentes, dando-lhes todas as condições necessárias e suficientes para que sejam maduros na fé. Esse …

Cristo, nosso único mediador - Fabiano Rocha*.

Imagem
Somente Cristo! Esse foi o brado dos reformadores. Essa frase resume um dos temas pilares e centrais da fé cristã: salvação somente por Cristo e através de sua mediação perfeita. Isso fez frente à arrogância papal de se estabelecer como cabeça da igreja, como suma ponte. O prelado católico assumiu a posição de representante do Senhor sobre a terra e chefe supremo da igreja. Por isso afirmamos que houve e ainda há a grande mentira contida no sistema romano de salvação pelas obras. O coroamento do mérito humano é uma clara negação de que Cristo seja o único mediador.

Os evangélicos modernos abandonaram a Bíblia Sagrada e foram lançados em trevas - Parte VI - A impureza do homem (Áudio).

Os evangélicos modernos abandonaram a Bíblia Sagrada e foram lançados em trevas - Parte VI - A impureza do homem.

Imagem
Para ler a parte V clique aqui.
A – A Lei de Deus é o espelho do homem.
Leiamos o seguinte texto:
Porque, se alguém é ouvinte da palavra e não praticante, assemelha-se ao homem que contempla, num espelho, o seu rosto natural; pois a si mesmo se contempla, e se retira, e para logo se esquece de como era a sua aparência. Mas aquele que considera, atentamente, na lei perfeita, lei da liberdade, e nela persevera, não sendo ouvinte negligente, mas operoso praticante, esse será bem-aventurado no que realizar.”. (Tg 1:23-25).