Pesquisar este blog

Carregando...

quinta-feira, 21 de abril de 2016

Introdução aos Estudos na Carta aos Hebreus (Vídeo, áudio e texto)* – Manoel Coelho Jr.

Estes estudos na Carta aos Hebreus estão sendo ministrados na EBD da Congregação Batista Reformada em Belém. O projeto é de quatorze estudos que apresentem o ensino geral da Carta, e de cada capítulo em particular, com aplicações pertinentes ao nosso tempo. Quando completarmos a série, pretendemos publicar o conteúdo em forma de livro. Se você mora em Belém ou próximo, e deseja assistir estes estudos em nosso local de cultos, escreva-nos no e-mail abaixo. Pedimos a oração de todos. O Senhor abençoe a cada visitante do blog. Obrigado!





Baixe o Mp3 clicando aqui.

Visto que temos um grande sumo sacerdote, Jesus, Filho de Deus, que penetrou nos céus, retenhamos firmemente a nossa confissão. Porque não temos um sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas; porém, um que, como nós, em tudo foi tentado, mas sem pecado. Cheguemos, pois, com confiança ao trono da graça, para que possamos alcançar misericórdia e achar graça, a fim de sermos ajudados em tempo oportuno”.

Hebreus 4:14-16.

Olharemos para esta carta dentro dos estudos que estamos desenvolvendo a respeito da doutrina da Perseverança dos Santos1, pois se relaciona ao assunto ou tema da mesma que é a Superioridade de Cristo como argumento para a Perseverança, conforme veremos e claramente apresenta o texto inicial. De fato a vida cristã genuína não é para pessoas que desejam facilidades e confortos. Hoje vivemos em uma geração mimada em que, por exemplo, vemos homens de quarenta ou cinquenta anos reclamando e se desesperando por que faltou leite em casa. São como meninos birrentos que não sabem passar por um mínimo de dificuldade. Esta meninice vergonhosa é levada para as ditas igrejas evangélicas por meio da nefasta “Teologia da Prosperidade” com seu slogan “Pare de sofrer”, o que incentiva as pessoas a mais mimo, pois promete que Deus lhes dará os seus sonhos contanto que “creiam”, sem lhes falar claramente que a vida continuará cheia de sofrimentos. De fato os sofrimentos se acrescentarão, visto que seguir a Jesus é contrariar o mundo incrédulo, o que Hebreus demostra claramente. Consequentemente se exigirá do cristão a perseverança, mesmo em meio as maiores e mais terríveis oposições. Temos assim, que esta carta é de uma utilidade urgente para nossos tempos, seja com relação à sociedade mimada, seja com relação aos crédulos e imaturos membros das igrejas atuais. Um sério estudo desta carta poderá com a graça de Deus nos curar desta meninice nos fazendo homens e mulheres maduros, cheios de fé, prontos a enfrentar qualquer dificuldade com firmeza e ânimo. Que o Senhor nos abençoe desta forma à medida que prosseguirmos nestas reflexões.

 1 – Autor, destinatário e propósito.

quarta-feira, 20 de abril de 2016

O Espírito Santo como Guia da Igreja – Exposição de João 16:12-15 – Parte II – Manoel Coelho Jr.



Resumo deste estudo: 

 O Espírito aponta para Cristo como o Verbo e Redentor, e assim o glorifica. Todavia o Cristo apontado é o Verdadeiro, que é conforme as Escrituras em suas obras e ensinos. Portanto, não basta uma “igreja” mencionar a Cristo para crer que ali está atuando o Espírito. Se o Cristo anunciado não for conforme a Bíblia, o Espírito não está operando naquela comunidade, pois a Verdadeira Igreja não é obra de homem, mas de Deus por seu Espírito conforme a Verdade em Jesus. 

*Pregação do Culto Público da noite de 10 de Abril de 2016, na Congregação Batista Reformada em Belém.

quinta-feira, 14 de abril de 2016

A Perseverança dos Santos e sua relação com os demais Pontos do Calvinismo X - Manoel Coelho Jr.




Qual o efeito que o Arminianismo tem causado nos cultos das igrejas de hoje?

Qual o efeito que o Calvinismo causa no culto público quando compreendido de fato? 

O Arminianismo põe o véu do antropocentrismo sobre as Escrituras de forma a que Deus é entendido com alguém que depende da “decisão soberana” do homem. Isso, portanto, causa um desconhecimento de Deus e uma consequente leviandade no culto, como hoje se vê. Já o Calvinismo é o ensino da Bíblia mostrando o Deus Soberano, Irado contra o pecado e pecador, e que ama seu povo Eleito salvando-o soberanamente em seu Filho. 

Pontos deste estudo: 

1 – O Culto a Deus e o Culto Idólatra (Mt 6: 5,6). 

2 – O tipo de culto é resultado da interpretação da Revelação de Deus (Mt 5:17).

3 – O tipo de culto terá uma forma correspondente (Mt 6;5,6). 

4 – O Culto e a Glória de Deus (Mt 6: 7-13). 

5 – O Temor e o Culto em sua forma neotestamentária (At 2). 

*Aula da EBD de 10 de Abril de 2016, na Congregação Batista Reformada em Belém.