Pesquisar este blog

Carregando...

domingo, 28 de setembro de 2014

Estudo 33 - Batistas Reformados - Graça irresistível - Parte VIII* - Manoel Coelho Jr.

Então, me perguntou: Filho do homem, acaso, poderão reviver estes ossos? Respondi: SENHOR Deus, tu o sabes.” Ez 37: 3.

Neste estudo aplicaremos o tema da Graça Irresistível e Chamado Eficaz e relação à Missão da Igreja em pregar o Evangelho de Cristo ao Mundo. Abordam-se os seguintes aspectos:

1 – Devemos reconhecer a completa incapacidade dos ouvintes para nos atenderem em nossa pregação do Evangelho. Somos como o profeta Ezequiel enviado para profetizar à ossos secos (Ez 37: 1-3).

2 – Devemos realizar a Missão de pregar o Evangelho clamando Àquele Único que pode ressuscitar ossos secos tornando-os um grande exército, isto é, o próprio Deus (Ez 37:3; Rm 10:1; Ef 3:14-21).

3 - Devemos gemer ao ver o pecado em nossos semelhantes, e orar pela Glória de Deus e o Bem Espiritual deles. 





*Estudo da EBD do dia 28 de setembro de 2014, na Congregação Batista Reformada em Belém.

sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Confiantes em Cristo (Texto, áudio e vídeo)* - João 14: 1-6 - Manoel Coelho Jr.



Acesse o vídeo clicando aqui.

Baixe o mp3 clicando aqui.

I – INTRODUÇÃO:

Esse capítulo catorze e os seguintes (quinze e dezesseis) apresentam um discurso de Cristo em que Ele dá as ultimas instruções aos seus discípulos estando próximo de sua morte. É por isso um discurso de preparação para o que iria acontecer e orientações para que os discípulos soubessem como agir. Deixa assim instruções e também consolos e exortações aos seus amados, que são os onze, como já vimos desde o capítulo treze no verso primeiro. Estes representam todos os eleitos de Deus, como inclusive o capítulo dezessete nos mostrará. Tudo o que acontece nestes capítulos, até o evento mais importante que é sua morte na Cruz, são manifestações do amor extremo de Cristo pelos seus.

quinta-feira, 25 de setembro de 2014

O Evangelho é a Resposta - Evangelho de Deus (Texto,áudio e vídeo)* - Manoel Coelho Jr.



Baixe o Mp3 clicando aqui.

Acesse o estudo anterior.

Ao entrarmos na segunda fase de nosso estudo olharemos para o conteúdo do Evangelho. Mas antes de tratarmos do tema em si é necessário respondermos sobre a fonte do Evangelho que anunciamos. Ora é digno alguém querer saber o porquê de crermos como cremos. Isso se torna mais importante quando o assunto se relaciona a Salvação. À pergunta sobre o que vem após a morte afirmamos que a esperança está no Evangelho. Nosso ouvinte então tem direito de saber se nossa mensagem é verdadeira, pois lidamos com sua alma eterna. Por isso não fugimos da questão de mostrar a todos a origem ou a base de nossa mensagem. 

terça-feira, 23 de setembro de 2014

E-book: Um Cordão de Pérolas Soltas. Uma Jornada Teológica no Batismo de Crentes* - Fred A. Malone.



Link para baixar gratuitamente no final da descrição.

A preciosidade deste escrito não cabe em palavras. Sentimos somente, tomados de gratidão e reverência ao Senhor nosso Deus por conceder-nos a grande bênção de agora compartilhar convosco este texto por Fred Malone, a qual ele chama de “Uma Jornada Teológica no Batismo de Crentes”, por meio da examinação de “pérolas” pedobatistas, sustentadas pelo “cordão” da “boa e necessária inferência”.

Ele assim inicia a apresentação deste escrito:

“Originalmente escrito em 1977, é simplesmente um diário narrado para mim mesmo e para os meus amigos que estão interessados em entender por que eu mudei de uma posição pedobatista (batismo infantil) a uma Batista (batismo de discípulos/confessores somente)”.

Então, quais são as pérolas no cordão?

1. A teologia da aliança do Antigo e Novo Testamentos

2. A relação entre circuncisão e batismo

3. Os textos de prova em relação ao batismo

4. Atitude de Jesus para com as crianças

5. A santificação dos filhos de crentes

6. A disjunção do batismo de João e o batismo Cristão

7. O argumento do silêncio

8. O argumento das bênçãos expandidas

9. O testemunho da tradição

E, após uma exposição tão belamente bíblica sobre as “pérolas acima”, o querido irmão Malone, conclui com estas palavras:

“Como eu já examinei cada pérola no cordão, eu saio, na melhor das hipóteses, com um colar de joias desbotadas e ausentes. Na realidade, eu confesso que eu fiquei com um cordão vazio chamado ‘boa e necessária inferência’ que não me faz nenhum bem em mostrar a beleza do batismo Cristão. Ele é um fio de barbante em volta do pescoço de uma princesa.”
Eu não posso construir a minha doutrina em um cordão vazio. Portanto, eu aceito a única pérola de valor inestimável do batismo de discípulos e o uso em minha mão como um sinal de meu casamento com Cristo.

O batismo é o sinal exterior da entrada na Nova Aliança, a circuncisão interior do coração, evidenciada por sua confissão de fé em Cristo. Infantes do Antigo Testamento entraram na aliança Abraâmica, a circuncisão da carne. Se eles viessem à fé, isso se tornava um selo da justiça da fé, como foi com Abraão (Romanos 4). Agora, os nossos filhos da Nova Aliança entram na Nova Aliança, a circuncisão do coração, selados pelo Espírito Santo e o simbolizam pelo sinal do batismo de discípulos.

Alegro-me de ver um reavivamento de crenças Reformadas em nossas igrejas Batistas em todo o país. Batistas estão redescobrindo suas raízes Reformadas. No entanto, a obra da restauração da verdade Bíblica custou a muitos pastores seus empregos e a paz de espírito de suas famílias. Em amor, eu desafio as pessoas com convicções Batistas a não aceitarem muito rapidamente um refúgio acolhedor nas igrejas pedobatistas. Permaneçam firmes com os Batistas "confirmar os restantes” [Apocalipse 3:2], em vez de fugirem para o que parece ser um ambiente mais acolhedor.

É triste ver pastores Batistas e leigos encobrirem o batismo, a fim de servirem em igrejas Pedobatista. Antes que qualquer mudança seja contemplada, a Palavra de Deus deve ser estudada sobre o assunto, com diligência e honestidade. Pastores fazem votos sobre tais coisas. Os Batistas hoje precisam de sacrificiais Luteros, Calvinos e Bunyans em nossos púlpitos e bancos para que considerem o custo da construção de igrejas Biblicamente Reformadas e Batistas, de discípulos fiéis. Isso deve ser feito. Isso pode ser feito. E pela graça de Deus, isso está sendo feito, com frequência cada vez maior em todo o mundo.

Finalmente, depois de termos passado por tantas lutas sobre a questão do batismo Cristão, só posso sinceramente implorar pela unidade e entendimento entre os Batistas e os irmãos pedobatista que detêm as grandes doutrinas da graça em comum para a glória de Deus em Sua igreja”.

Cristo nos ilumine! Deus Seja Louvado! Amém e Amém!

[O texto deste e-book é a tradução do clássico, “A String of Pearls Unstrung. A Theological Journey into Believers’ Baptism”, por Fred A. Malone; além do Apêndice “Infant Baptism and the Regulative Principle of Worship” (Batismo Infantil e o Princípio Regulador do Culto”, pelo mesmo autor)].

-----------------------
• Faça o download deste E-book:


• Leia este e-book online:


• Acesse nossa conta no Dropbox e baixe mais e-books semelhantes a este:


• Fonte: Founders Ministries | Copyright © 1998 Founders Press.

• Tradução:





Create your own banner at mybannermaker.com!

segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Estudo 32 - Batistas Reformados - Graça irresistível - Parte VII* - Manoel Coelho Jr.

Neste estudo faz-se aplicações dos estudos anteriores sobre a Graça Irresistível:

Cura-me, SENHOR, e serei curado, salva-me, e serei salvo; porque tu és o meu louvor.” Jr 17: 14.

 1 – A necessidade da desesperança na capacidade humana para fazer qualquer coisa para alcançar a salvação, pois os homens nem mesmo conseguem crer e se arrepender por suas forças. Rm 10: 1-3; 11: 1-10; Jr 17: 1-11.

2 – A necessidade de clamar-se pela Graça Salvadora de Deus. Is 63: 7- 64:13, Sl 119: 1-30.

3 – A necessidade de expor-se a genuína pregação do evangelho com atitude correta seja antes, durante, ou depois da ministração da Palavra.
  


Baixe o mp3 clicando aqui.

*Estudo da EBD do dia 21 de setembro de 2014, na Congregação Batista Reformada em Belém.

sexta-feira, 19 de setembro de 2014

A Glória do amor na Cruz (Texto, áudio e vídeo)* – Jo 13: 21-38 - Manoel Coelho Jr.



Baixe o Mp3 clicando aqui.

I – INTRODUÇÃO:

Este texto está ligado de maneira fortíssima ao anterior, pois se inicia assim: “Ditas estas coisas...”, o que é uma referência clara ao trecho antecedente que trouxe como tema a grande lição que Cristo deu aos seus discípulos em relação à humildade, pondo-se como exemplo. Como já vimos à partir do capítulo treze mostra-se  neste Evangelho o amor de Cristo pelos seus, visto que se encerrou o ministério público de Cristo, que teve como resultado geral a incredulidade por parte dos ouvintes judeus. Mas Cristo tem os seus. Mas, destes “seus” Judas não faz parte. Mesmo no grupo menor havia um reprovado. Porém os seus Ele amou e amou ao extremo. É claro que este pequeno grupo aponta para todos os eleitos, pois Ele veio morrer pelas suas ovelhas que estão entre os judeus, mas também entre os gentios (Jo 10:14-16). Assim, a morte de Cristo é a manifestação de seu amor pelo seu povo. E lembremos que o lava pés é um símbolo desta morte. Agora Ele diz aos seus discípulos que eles devem servir uns aos outros em humildade como Ele mesmo o fez em amor. E que dessa forma devem amar uns ao outros.

quinta-feira, 18 de setembro de 2014

O Evangelho é a Resposta - Perguntas essenciais - Parte II (Texto,áudio e vídeo)* - Manoel Coelho Jr.



Sem dúvida há o mal no mundo. Negar isso seria negar o que está diante de nossos olhos. Vemos a dor, as guerras, a fome, as calamidades naturais, a violência, a morte, e por aí vai. Qual o motivo de tudo isso? Interessante é observar que muitos negam a existência de Deus baseados na maldade que há no mundo. Eles dizem: “Um Deus bom não pode existir, visto que há tanta maldade no mundo”. Mas o raciocínio deles é falso. A Bíblia mostra que o fato da existência do mal não inviabiliza a crença em Deus, mas na verdade a fortalece. O argumento é: Apenas a existência de Deus pode explicar o que ocorre hoje no mundo. Em Gn 2: 16, 17 a Bíblia nos diz: