Os evangélicos modernos abandonaram a Bíblia Sagrada e foram lançados em trevas - Parte VIII - A consciente necessidade do Salvador (2).

Para ler a parte VII clique aqui.

B – Só o Espírito Santo nos livra do engano do pecado.

No que depender de nós jamais venceremos o poder enganador do pecado. Esta é uma obra que o Espírito Santo realiza iluminando a Verdade da Escritura para nós. Ele nos guia a Verdade (Jo 16:13), convence o mundo (Jo 16:8), opera a regeneração (Jo 3: 8) de onde vem a fé e o arrependimento. Para que isso ocorra a Palavra deve ser pregada (Rm 10:13-15), a Escritura deve ser conhecida, proclamada, e ensinada (I Tm 4:12-16), pois a Palavra é luz (Sl 119:105) que nos livra do pecado (Sl 119:9-11). Isso tudo corrobora a tese de nosso estudo que afirma que só a Escritura nos livra das trevas espirituais. Por tudo que já estudamos na Sagrada Escritura cremos que o Espírito Santo nos revela a terrível face do pecado como o mal que se manifesta nos seguintes aspectos:  

I – O mal do pecado na idolatria:

Paulo nos diz: “pois eles mudaram a verdade de Deus em mentira, adorando e servindo a criatura em lugar do Criador, o qual é bendito eternamente. Amém!”. (Rm 1:25).

Já vimos que Deus é o Centro, o único Deus e que toda a glória deve ser dada a Ele. Mas o pecado é uma revolta contra a Divindade e uma tentativa de criar falsos deuses.

II – O mal do pecado na rebeldia autônoma:

Tiago nos diz: “Atendei, agora, vós que dizeis: Hoje ou amanhã, iremos para a cidade tal, e lá passaremos um ano, e negociaremos, e teremos lucros. Vós não sabeis o que sucederá amanhã. Que é a vossa vida? Sois, apenas, como neblina que aparece por instante e logo se dissipa. Em vez disso, devíeis dizer: Se o Senhor quiser, não só viveremos, como também faremos isto ou aquilo. Agora, entretanto, vos jactais das vossas arrogantes pretensões. Toda jactância semelhante a essa é maligna. Portanto, aquele que sabe que deve fazer o bem e não o faz nisso está pecando.”. (Tg 4:13-17). Já vimos que Deus é absolutamente Soberano. Todavia o pecado tem sido uma revolta contra a Soberania de Deus levando os homens a crerem que podem controlar suas vidas.

III – O mal do pecado na impureza.

João nos diz: “Deus é luz, e não há nele treva nenhuma”. (I Jo 1: 5).  Como já vimos, Deus é absolutamente puro. Nele não penetra impureza. Mas o pecado faz com que desde o coração os homens odeiem a pureza de Deus (Mt 15:16-20).

Você observou que sempre o pecado é uma revolta contra Deus? Vejamos:

Idolatria é revoltar-se contra Deus como Único Deus.

Rebeldia autônoma é revoltar-se contra a Soberania de Deus.

Impureza é revoltar-se contra a Santidade de Deus.

Assim podemos dizer que o pecado é estar contra Deus em todos estes aspectos de seu caráter, na verdade em todos os aspectos. Ora, conhecemos a expressão do caráter de Deus em sua Lei. João nos diz assim: “Todo aquele que pratica o pecado também transgride a lei, porque o pecado é a transgressão da lei.”. (I Jo 3;4). Sabemos que o principal mandamento da Lei é amar a Deus de todo o coração (Mc 12: 28-31). Dessa forma podemos definir o pecado da seguinte maneira: Pecado é não amar a Deus de coração, e não viver para sua glória.

O próximo ponto que precisamos enfatizar é a universalidade do pecado. Paulo nos mostra que esta revolta contra Deus está em cada ser humano sem exceção. Leiamos:

como está escrito: Não há justo, nem um sequer, não há quem entenda, não há quem busque a Deus; todos se extraviaram, à uma se fizeram inúteis; não há quem faça o bem, não há nem um sequer. A garganta deles é sepulcro aberto; com a língua, urdem engano, veneno de víbora está nos seus lábios, a boca, eles a têm cheia de maldição e de amargura; são os seus pés velozes para derramar sangue, nos seus caminhos, há destruição e miséria; desconheceram o caminho da paz. Não há temor de Deus diante de seus olhos. Ora, sabemos que tudo o que a lei diz, aos que vivem na lei o diz para que se cale toda boca, e todo o mundo seja culpável perante Deus, visto que ninguém será justificado diante dele por obras da lei, em razão de que pela lei vem o pleno conhecimento do pecado. Mas agora, sem lei, se manifestou a justiça de Deus testemunhada pela lei e pelos profetas; justiça de Deus mediante a fé em Jesus Cristo, para todos e sobre todos os que crêem; porque não há distinção, pois todos pecaram e carecem da glória de Deus,”. (Rm 3:10-23).

Todos, todos, todos são pecadores. Mas por que é assim? Porque todos estamos ligados a Adão. Paulo também nos diz: “Portanto, assim como por um só homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado, a morte, assim também a morte passou a todos os homens, porque todos pecaram. Porque até ao regime da lei havia pecado no mundo, mas o pecado não é levado em conta quando não há lei. Entretanto, reinou a morte desde Adão até Moisés, mesmo sobre aqueles que não pecaram à semelhança da transgressão de Adão, o qual prefigurava aquele que havia de vir.”. (Rm 5:12- 14). Adão foi o nosso representante no pacto de obras diante de Deus no Éden. Mas caiu em pecado e Nele todos caímos e nos tornamos culpados. Dessa forma já somos concebidos possuindo uma natureza pecaminosa, natureza que está contra Deus, e logo passamos a ter desejos e práticas pecaminosas. É por isso que todos odeiam a Deus, e sendo assim, estão todos debaixo de sua Santa Ira que deve punir os pecadores. Em Adão estamos perdidos, completamente perdidos, e nada podemos fazer para nos salvar. Só Deus pode salvar. Por isso a salvação é pala graça, e Deus nos salva pelo Pacto da Graça. Neste pacto Cristo passa a ser nosso novo representante. Ele vive ima vida justa por seu povo e morre no lugar dele (Fp 3:9; Jo 8:46; II Co 5:21). Apenas em Cristo podemos ser salvos, e salvos da imundície do pecado. Somente em Cristo podemos ser justificados diante de Deus, acertar as contas com Ele. Se estivermos bem conscientes do que é o pecado estaremos também conscientes da necessidade do Salvador Jesus Cristo.

C – A luz de todos estes fatos permita-me alguns conselhos finais quanto a este tópico:

I – Busque a Verdade das Escrituras.

Lembre que o pecado é um assassino enganador, e que o Espírito Santo é o único que nos ilumina, e que faz isso pelas Escrituras pregadas e lidas. Procure então ler e meditar na sua Bíblia e ouvir a Fiel pregação da Palavra. Faça isso em oração clamando que o Espírito lhe ilumine.

II – Busque conhecer a maldade do pecado.

Se os homens soubessem que o pecado é o maior mal não o tratariam como a um amigo. Clame para que Deus lhe revele nas Escrituras a imundície do pecado. Entenda que sua maior necessidade é livrar-se deste inimigo

III – Busque conhecer as consequências do pecado de Adão a toda a humanidade.

Procure entender pela Bíblia o efeito do pecado de Adão sobre nós. Busque entender que em Adão estamos perdidos, que os recursos humanos nada podem fazer para nos salvar.

IV – Procure conhecer a Cristo profundamente e mais e mais.

Você precisa do Salvador Jesus Cristo. Portanto é mister conhecê-lo mais e mais nas Escrituras. Tomo o conhecimento de Cristo como sua prioridade.

V- Deixe de confiar no homem e confie apenas em Cristo.

Ainda falaremos sobre a fé. Mas é importante já enfatizarmos que confiar no poder humano é tolice, pois só Deus pode resolver o problema do pecado, o que Ele faz em Cristo, o Seu Amado Filho.  

Continua...

Pode ser copiado e distribuído livremente, desde que indicada a fonte, a autoria, e o conteúdo não seja modificado! Adquira nossas obras clicando aqui.

Adquira nossas obras clicando aqui.

Leituras recomendadas para o aprofundamento no assunto:

O Pecado é Coisa Séria!


O Pecado é Coisa Séria!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Exposição de João 10:1-18 - Jesus é o Bom Pastor (Texto e áudio) - Manoel Coelho Jr.

Meditações em Gênesis 22: A prova suprema da Fé de Abraão* - Manoel Coelho Jr.

Estudo em Gênesis 3 (Primeira parte)