Exposição de João 9:35-41 - Os cegos e os que “vêem” (Texto).

Ouvindo Jesus que o tinham expulsado, encontrando-o, lhe perguntou: Crês tu no Filho do Homem? Ele respondeu e disse: Quem é, Senhor, para que eu nele creia? E Jesus lhe disse: Já o tens visto, e é o que fala contigo. Então, afirmou ele: Creio, Senhor; e o adorou. Prosseguiu Jesus: Eu vim a este mundo para juízo, a fim de que os que não vêem vejam, e os que vêem se tornem cegos. Alguns dentre os fariseus que estavam perto dele perguntaram-lhe: Acaso, também nós somos cegos? Respondeu-lhes Jesus: Se fôsseis cegos, não teríeis pecado algum; mas, porque agora dizeis: Nós vemos, subsiste o vosso pecado.” (Jo 9:35-41).

I – INTRODUÇÃO:

Entre os cegos que “vêem” ou entre cegos curados? Em que você está? Esta é a questão do presente texto. Imagine um cego que não reconhece sua falta de visão, que crê que tudo vê, e que, portanto, não precisa de tratamento médico. Assim estão muitos em termos espirituais. Estes não reconhecem a falta de visão espiritual entendendo que não precisam de Cristo. Outros ao contrário percebem a cegueira e crêem em Cristo sendo então curados. Qual o seu caso? Você foi curado por Cristo ou pensa que “vê”?


II – EXPULSO DA SINAGOGA E RECEBIDO POR CRISTO (Jo 9:35).

O ex-cego foi expulso da Sinagoga pelos líderes religiosos incrédulos, e isso por ter se posicionado ao lado de Cristo. Quando O Senhor ouve sobre o ocorrido ao encontrá-lo questiona-o sobre sua fé. Isso mostra que enquanto os falsos líderes o expulsaram Cristo o acolheu. Na verdade inevitavelmente o crente em Cristo será perseguido e até expulso do meio de uma falsa congregação. Talvez isso implique em perdas materiais e sociais, como no caso de ser colocado para fora da sinagoga. Mas o que importa? Se for para termos Cristo, que o seja! É melhor ser expulso do meio de infiéis e estar com Cristo, que o contrário, mesmo que isso signifique a perda de dinheiro, poder ou até a vida. Amigo, saiba que você não poderá agradar o mundo ou a falsa religião e a Cristo ao mesmo tempo. O que você prefere?

III – A CURA ESPIRITUAL DO EX-CEGO (Jo 9:35-38).

Ao encontrar o ex-cego o Senhor lhe pergunta se Ele crê no Filho do Homem. Tal título deve ter sido usado por Cristo por estar ligado a questão do Juízo. Neste texto Cristo é mostrado como o que traz o juízo de Deus (V 39). O homem manifesta a fé depois de saber quem é o “Filho do Homem”, e adora a Cristo reconhecendo sua divindade. Aqui efetivamente ele é curado em termos espirituais. Vejamos o progresso em seu entendimento e fé na pessoa de Jesus pelo que ele afirma. Ele diz que:

A – Um homem chamado Jesus o cura (Jo 9:11).

B – O homem é profeta (Jo 9:17).

C – Jesus é um homem que praticou milagre jamais visto (Jo 9:32).

D – Este homem é de Deus, pois Deus não atende pecadores, mas tementes a Ele (Jo 9:33).

E – Este homem é o “Filho do Homem” e digno de adoração, pois é Deus (Jo 9:38).

Estes fatos mostram claramente que o ex-cego não apenas foi curado fisicamente, mas também espiritualmente. À medida que compreendia também respondia com confiança até que chegou a fé salvífica. Que exemplo para todos nós. Observemos sua humildade, receptividade a Revelação de Deus, seu senso do valor supremo de Cristo que o levava a desprezar tudo por Ele, além de coragem e firmeza. Tudo isso se manifestou à medida que sua fé foi formada, até que fosse de fato curado da cegueira espiritual. Peço que você avalie se existe estas características em você. Afirmo que na ausência delas você jamais será curado da cegueira espiritual.

IV – O JUÍZO DE CRISTO (Jo 9:39-41).

Jesus prossegue afirmando seu propósito ao vir ao mundo: o juízo. O sentido é que a mensagem de Cristo causa uma inevitável divisão entre aqueles que sendo cegos crêem alcançando assim a cura, e os que não crêem por considerarem que já “vêem” enquanto que de fato nada enxergam. Estes últimos permanecem na cegueira espiritual, e na verdade caem em escuridão ainda maior.

Hoje o mesmo está ocorrendo. Neste momento esta acontecendo aos que lêem este texto. Alguns nem mesmo consideram que esta leitura seja digna de seu tempo. Outros chegarão a ler, mas não crerão que lhes seja útil, pois entendem soberbamente que não são cegos espirituais. Crêem que já conhecem a Deus e a Cristo por serem religiosos. Mas o Cristo que conhecem não é o da Bíblia, mas de suas mentes ou da mente de outros. Outros ainda acharão que toda esta conversa de fé em Cristo é tolice, pois crêem que possuem as “luzes” da razão, da ciência e da filosofia humana. Todos estes são como os fariseus que diziam “nós vemos”. Neles, conforme diz Cristo, o pecado subsiste, ou seja, não foi perdoado e crucificado na Cruz do Cordeiro de Deus. Este pecado continua sendo o terrível combustível que em breve acenderá a plena ira de Deus na condenação eterna. Mas enquanto isso, o que sobrevém a eles tragicamente é uma profunda e progressiva dureza de coração e o fim será a perdição. Que tristeza! Outros porém chegarão a fé, reconhecerão a cegueira inata e humildemente olharão para o Cristo das Escrituras como o único que cura. São os que Cristo chama de “cegos”, pois reconhecem a cegueira. Eles serão curados, seus pecados serão purificados e vencidos, e então verão a Deus pela fé em Cristo, e em breve serão livres até da presença de todo o mal e trevas. Que alegria! Qual o seu caso?

V – CONCLUSÃO:

Você acha que “vê” e que não precisa de Cristo? Então ainda está cego e seu pecado subsiste para sua condenação futura. Oh como desejo que se desperte para sua grave situação. Você reconhece a cegueira e crê em Cristo? Então de fato já vê e nenhum pecado permanecerá. Que todos os leitores reflitam seriamente nestas questões.

Pode ser copiado e distribuído livremente, desde que indicada a fonte, a autoria, e o conteúdo não seja modificado!


Leitura recomendada para o aprofundamento no assunto:

Jamais me Tornarei Cristão

Jamais me Tornarei Cristão

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Exposição de João 10:1-18 - Jesus é o Bom Pastor (Texto e áudio) - Manoel Coelho Jr.

Meditações em Gênesis 22: A prova suprema da Fé de Abraão* - Manoel Coelho Jr.

Estudo em Gênesis 3 (Primeira parte)