Exposição de Gênesis 19: As terríveis conseqüências do pecado (Texto).

I – INTRODUÇÃO:

Este capítulo está intimamente ligado ao anterior, onde encontramos a intercessão de Abraão por Sodoma, a cidade que seria destruída juntamente com Gomorra. A mensagem central diz respeito as terríveis conseqüências que o pecado traz tanto para os ímpios como para justos. O fato é que o derramamento da ira de Deus sobre estas cidades constitui-se como que “placas de advertência” quanto a nossos próprios pecados (Veja: II Pe 2:5,6; Dt 29:22-27). Se não nos arrependermos também pereceremos. Assim, olhemos para este capítulo aplicando a nossa própria situação com a seguinte questão: Temos levado a sério o problema do pecado e a ira de Deus? No entanto aqui também há a nota maravilhosa da graça de Deus. Meditemos, pois!


II – OS PECADOS DE SODOMA (Gn 19:1-13).

Os anjos chegam a cidade. Ló estava na entrada, o que indicava que era importante no local. Ele os recebe com grande hospitalidade. A princípio eles não admitem ir com ele, mas depois aceitam. Antes que se deitassem os homens da cidade, moços e velhos, cercam a casa, pois queriam abusar sexualmente dos visitantes. Ló tenta sem sucesso impedir, mas precisa ser salvo pelos anjos que ferem aos homens com cegueira. Então é anunciado a Ló o fim da paciência de Deus com o pecado daquela cidade e sua iminente destruição, sendo o mesmo exortado a avisar seus familiares. Diante destes fatos devemos fazer os seguintes destaques:

1 – A homossexualidade é o pecado mais característico desta cidade, mas não o único como nos mostra Ez 16:49,50. Também havia soberba, ganância e desprezo ao pobre. Todos estes pecados formavam um quadro tenebroso de afronta a vontade de Deus. Chega o momento em que o Senhor decide castigar a cidade. Devemos analisar estes fatos com grande seriedade, pois já mostrei na introdução que temos aqui uma “placa de advertência”. Sei que tem sido costumeiro dizer-se que falar contra a homossexualidade é intolerância e falta de amor. Mas isso é uma grande tolice, pois lhe pergunto: É falta de amor ou intolerância avisar alguém de um perigo iminente? Ora, o salário do pecado é a morte (Rm 6:23), e a Bíblia deixa claro que homossexualidade é pecado. Veja:

Com homem não te deitarás, como se fosse mulher; é abominação.” (Lv 18:22).

Por isso, Deus entregou tais homens à imundícia, pelas concupiscências de seu próprio coração, para desonrarem o seu corpo entre si; pois eles mudaram a verdade de Deus em mentira, adorando e servindo a criatura em lugar do Criador, o qual é bendito eternamente. Amém! Por causa disso, os entregou Deus a paixões infames; porque até as mulheres mudaram o modo natural de suas relações íntimas por outro, contrário à natureza; semelhantemente, os homens também, deixando o contacto natural da mulher, se inflamaram mutuamente em sua sensualidade, cometendo torpeza, homens com homens, e recebendo, em si mesmos, a merecida punição do seu erro.”. (Rm 1:24-27)

Ou não sabeis que os injustos não herdarão o reino de Deus? Não vos enganeis: nem impuros, nem idólatras, nem adúlteros, nem efeminados, nem sodomitas”. (I Co 6:9).

tendo em vista que não se promulga lei para quem é justo, mas para transgressores e rebeldes, irreverentes e pecadores, ímpios e profanos, parricidas e matricidas, homicidas, impuros, sodomitas, raptores de homens, mentirosos, perjuros e para tudo quanto se opõe à sã doutrina”. (I Tm 1:9,10).


Fica claro que a Escritura afirma que homossexualidade é proibida por Deus, sendo assim pecado. Portanto, por amor devemos alertar aos homossexuais que estão em pecado e correndo para a morte. Devemos exortá-los a que se arrependam venham a Cristo para serem salvos. Prezado leitor se você tem vivido neste pecado não se deixe iludir pelos que dizem que amor é incentivá-lo a permanecer neste estado. Não se iluda pelos que lhe dizem que amor é dizer que isso não é pecado, e que você deve assumir esta condição homossexual. Tais pessoas, inconscientemente ou não, estão exercendo um falso amor, pois lhe aconselham a prosseguir no caminho do pecado que o levará a morte. De fato os que lhe amam são os que lhe dizem claramente que homossexualidade é pecado e que você deve se arrepender. Também devemos repudiar o pensamento dos que tentam unir cristianismo e homossexualidade. Sendo a Bíblia a base do genuíno cristianismo, e afirmando esta que homossexualidade é pecado, não é possível ser cristão e homossexual ao mesmo tempo. Todos que tentam fazer esta união enganam a si mesmos e fazem grande mal aos homossexuais. Na verdade tais pessoas acabam por descartar importantes partes das Escrituras criando um simulacro de cristianismo. Alerte-se quanto a isso.

2 – Todo o pecado é irracional. Aqueles homens não ouvem a Ló que tenta proteger seus hospedes, mas agem pelo impulso pecaminoso. Dessa forma vemos que o pecado não usa a razão, mas o desejo, mesmo quando este vem vestido de “racionalidade”. Neste caso é um torcer da verdade. Vejam como os homens invertem a situação dizendo que Ló não tem direitos de julgar o caso por ser estrangeiro. O pecado é assim, não tendo razão constrói “razões” insustentáveis. Ora, o que importava neste caso se Ló fosse estrangeiro ou da terra? O importante era o mal que queriam praticar e não a origem de Ló! Você percebe o que o pecado faz?

3 – O pecado é o combustível que acende o fogo da ira de Deus. O Senhor espera, mas na hora determinada derrama o juízo. Chegou o tempo de Sodoma e chegará o tempo de todo o pecador impenitente. Cuidado!

4 – Deus alerta aos pecadores. Vemos que alertou a Ló e a seus familiares. Hoje nos alerta por sua Palavra nas Escrituras e está nos alertando agora.

III – LÓ, O VACILANTE (Gn 19:13-22; 30-38)!

Ló era um homem justo que sofria diante dos pecados daquelas pessoas (II Pe 2:7,8). No entanto sempre se mostrou vacilante em seguir imediatamente as orientações de Deus. Assim foi ao separar-se de Abraão decidindo sua terra pelo critério materialista e não espiritual, aliás aproximando-se de Sodoma a cidade ímpia (Gn 13:5-13). E agora, mesmo diante do alerta dos anjos, demora-se a sair tendo que ser conduzido pelas mãos. Assim Ló é um justo vacilante. Seu pecado trouxe-lhe muitas tristezas: A não influencia sobre a cidade e seus genros, a perda da alma de sua esposa, e os atos incestuosos de suas filhas. Que tristeza! Oh crente, cuidado com o pecado. Seja resoluto e não vacilante. Exorto a que todos leiam o capítulo “Ló – um sinal de alerta”, do livro “Santidade” do grande J. C. Ryle, onde terão grandes lições desta passagem.

IV – SODOMA, GOMORRA, E A MULHER DE LÓ – A IRA DERRAMADA (Gn 19:23-26).

Deus derrama sua ira sobre as cidades pecadores. Este é o fim dos pecadores impenitentes. Veja o que diz o Senhor Jesus:

Assim como foi nos dias de Noé, será também nos dias do Filho do Homem: comiam, bebiam, casavam e davam-se em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca, e veio o dilúvio e destruiu a todos. O mesmo aconteceu nos dias de Ló: comiam, bebiam, compravam, vendiam, plantavam e edificavam; mas, no dia em que Ló saiu de Sodoma, choveu do céu fogo e enxofre e destruiu a todos. Assim será no dia em que o Filho do Homem se manifestar.”. ( Lc 17:26-30).

Assim é que hoje todo aquele que vive sem importar-se com sua alma segue o exemplo do povo do dilúvio, e de Sodoma e Gomorra. Quando Cristo voltar serão então destruídos. E você como se encontra diante desta verdade? Alerte-se!

Mas a mulher de Ló também é um lembrete. Veja o que Cristo nos diz:

O mesmo aconteceu nos dias de Ló: comiam, bebiam, compravam, vendiam, plantavam e edificavam; mas, no dia em que Ló saiu de Sodoma, choveu do céu fogo e enxofre e destruiu a todos. Assim será no dia em que o Filho do Homem se manifestar. Naquele dia, quem estiver no eirado e tiver os seus bens em casa não desça para tirá-los; e de igual modo quem estiver no campo não volte para trás. Lembrai-vos da mulher de Ló.”. (Lc 17:28-32).

A mulher de Ló perdeu sua alma, pois olhou para traz. Cristo nos diz que devemos lembrar-nos dela, de seu exemplo terrível. Faremos muito bem em seguirmos a recomendação de Nosso Senhor. Lembremos que teve muitas oportunidades, pois conviveu com o patriarca Abraão, e com seu marido, o justo Ló. Mas nada adiantou, pois olhou para traz possivelmente por sentir saudade de toda a riqueza e poder que tinha na cidade. Ela valorizava mais o material que a Deus. Que alerta àqueles que têm tantas oportunidades, mas não se arrependem nem crêem em Cristo. Alerte-se você que houve sempre a pregação, mas permanece duro! Exorto novamente a leitura do livro de Ryle, Santidade, agora no capítulo “Uma mulher para ser relembrada”.

V – ABRAÃO E A GRAÇA DE DEUS (Gn 19:27-29).

Em meio a tanta tristeza causada pelo pecado temos este “oásis” da graça de Deus. Deus lembrou-se de Abraão e tirou a Ló das ruínas. Não é isto a graça de Deus? Que alegria podermos dizer que não somos pregadores das tragédias do pecado, mas da graça que salva do pecado. Oh, venha para Cristo pela fé para ser salvo. A graça de Cristo é que salva da destruição da ira de Deus contra o pecado como correu com Ló. Lembremos também que Abraão intercedeu e que sua oração não foi vã. Ló foi salvo. Deus lembrou-se da Abraão. Oh, oremos pelos nossos familiares! Ore meu querido irmão! Ore! Maravilhosa é a graça do Senhor. À Ele a glória!

VI – CONCLUSÃO:

O pecado traz terríveis conseqüências a ímpios, mas também a justos. Corramos do pecado. Mas a graça de Deus é nosso fundamento. Como Deus salvou a Ló, também salva a todos os que são seus, os crentes em Cristo. Amém!

Pode ser copiado e distribuído livremente, desde que indicada a fonte, a autoria, e o conteúdo não seja modificado!  


Leitura recomendada para o aprofundamento no assunto: 

Pecadores nas Mãos de um Deus Irado

Pecadores nas Mãos de um Deus Irado

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Exposição de João 10:1-18 - Jesus é o Bom Pastor (Texto e áudio) - Manoel Coelho Jr.

Meditações em Gênesis 22: A prova suprema da Fé de Abraão* - Manoel Coelho Jr.

Exposição de Gênesis 11: O projeto fracassado e o projeto vitorioso!