Sétima exposição sobre o Juízo Final - Os falsos profetas são lobos disfarçados de ovelhas - Mt 7:15.

Acautelai-vos dos falsos profetas, que se vos apresentam disfarçados em ovelhas, mas por dentro são lobos roubadores.”. Mt 7:15.

I – INTRODUÇÃO:

Estamos estudando neste ponto de nosso assunto o grande trecho de Mt 7:13-27. É uma parte da Escritura que está diretamente ligada a questão do Juízo Final. Na exposição anterior investigamos os versos 13 e 14 que nos falam das duas portas e dos dois caminhos. A partir de agora Cristo começa a falar daqueles que tendem a confundir toda a questão destas duas portas: Os falsos profetas. Estes são perigosíssimos enganadores que atrapalham na escolha entre estas portas. Neste estudo veremos que o perigo deles é o disfarce, pois parecem que seguem a Cristo, quando na verdade são totalmente opostos a Ele. Estudemos este assunto com seriedade perguntando a nós mesmos se porventura não temos seguido a algum destes terríveis enganadores.

II – OS DESVIADORES.

Ao olharmos para o verso 15 devemos prestar atenção ao que nos é dito no verso imediatamente anterior. No verso 14 Cristo diz que poucos acertam com a porta estreita. Em outras palavras, não é fácil e encontrar a porta da salvação em Cristo. Apenas os que se empenham a acharão. Infelizmente a grande maioria dos homens está vivendo em uma espécie de preguiça espiritual, isto é, não estão nem um pouco empenhados em buscar a Cristo. Estão dormindo. A morte chegará a eles de surpresa, e então estarão no inferno. Todos os dias isto acontece com multidões. Com este tipo de pessoa o diabo não tem muita preocupação. Todavia existem aqueles que começam a se preocupar com questões espirituais e mostram alguma tentativa de achar a porta estreita. Contra estes o diabo se utiliza de seus mensageiros: Os falsos profetas. Assim os falsos profetas são pessoas que ficam próximo à porta estreita desviando os que dela se aproximam dizendo: “Não, não é aqui, mas é para lá”. Por isso os chamo de desviadores. Veja o que Cristo diz em outra parte sobre este tipo de gente:

Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas, porque fechais o reino dos céus diante dos homens; pois vós não entrais, nem deixais entrar os que estão entrando!”. Mt 23: 13.

Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas, porque rodeais o mar e a terra para fazer um prosélito; e, uma vez feito, o tornais filho do inferno duas vezes mais do que vós!”. Mt 23: 15.

Assim, estes homens tornam a dificuldade de achar a porta estreita ainda maior. Eles deviam os que a procuram levando-os para o inferno. Podemos dizer que os falsos profetas são o pior tipo de ser humano que existe. São os mais daninhos. Outros homens terríveis podem matam o corpo, mas estes enviam as almas para a perdição eterna. Não é de se admirar que o Senhor nos aconselhe a termos cuidado com eles. Cuidado, amigo leitor, com os falsos profetas. Por vezes encontro pessoas muito despreocupadas com este assunto. Entendem que seguem um “homem de Deus” porque este lhe agrada. Cuidado! Este que você chama de “homem de Deus” pode estar lhe conduzindo ao inferno. Cuidado!  Você precisa ser mais cauteloso, dar mais atenção a este assunto. Cristo diz para você fazê-lo.

III – OS DISFARÇADOS.

Mas entendemos melhor o conselho de Cristo de termos cuidado com estes homens quando compreendemos o perigo que eles representam. Ora, eles não vêm como perigosos, mas como coisa boa. Permita-me que explique: Quando você vê um lobo sabe que se trata de um animal ameaçador. Todavia se vê uma ovelha não fica preocupado. Porém se um lobo puder ter aparência de ovelha você não continuará vendo-o como um animal perigoso. Muito ao contrário, você ficará tranquilo. Mas é ai que mora o perigo, porque você não tentará se defender, mas até se aproximará amistosamente do lobo. Mas o lobo continuará sendo lobo e nunca será ovelha. Percebe? A grande questão é sobre que está dentro e o que está fora. É disto que Cristo está falando. Alguém pode por fora ser inofensivo, mas por dentro ser um devorador, um lobo. Alguém pode ter aparência de ovelha, mas ter a essência, a natureza de lobo. Alguém pode estar vestido de ovelha sendo um lobo. Como isso é importante, pois nós somos facilmente enganados pelas aparências. Lembra o que Deus disse a Samuel? Veja: “Porém o SENHOR disse a Samuel: Não atentes para a sua aparência, nem para a sua altura, porque o rejeitei; porque o SENHOR não vê como vê o homem. O homem vê o exterior, porém o SENHOR, o coração.”. I Sm 16:7.

Eis a questão deste importantíssimo assunto: Facilmente nos iludidos com o que está por fora esquecendo o coração. Assim é que é muitos estão dando ouvidos a “lobos” pensando que ouvem “ovelhas”. Pobres almas, em breve os lobos irão devorá-las. Jesus diz: “por dentro são lobos roubadores”. Os lobos são roubadores, ou também podemos dizer: Vorazes, devoradores. Um animal destes quando ataca suas presas não tem piedade delas. Ele come suas carnes com toda a vontade e ânimo sem se importar com seu sofrimento. Comem, comem e comem. Assim são os falsos profetas. Eles impiedosamente destroem as almas conduzindo-as ao inferno. Não estou dizendo que todos fazem isso conscientemente. Não! Existem aqueles que sinceramente acham que estão conduzindo as pessoas pelo caminho estreito. Mas este é mais um caso em que o subjetivo pouco importa. Alguém pode ser perfeitamente sincero, mas ainda estar completamente errado. Em outras palavras, um falso profeta sempre é um lobo devorador, pois mesmo sem consciência está destruindo os outros. 

Amigos, o que desejo enfatizar no final das contas é que quando Cristo nos diz para termos cuidado é porque estes homens não vêm como falsos profetas, mas como seguidores de Cristo. Eles vêm como ovelhas. Jesus diz: se vos apresentam disfarçados em ovelhas”. Quando observamos o texto de João no capítulo 10 descobrimos como age uma ovelha. Veja o que Cristo diz: “Para este o porteiro abre, as ovelhas ouvem a sua voz, ele chama pelo nome as suas próprias ovelhas e as conduz para fora. Depois de fazer sair todas as que lhe pertencem, vai adiante delas, e elas o seguem, porque lhe reconhecem a voz; mas de modo nenhum seguirão o estranho; antes, fugirão dele, porque não conhecem a voz dos estranhos.”. Jo 10:3-5. Deste texto aprendemos que as ovelhas seguem a Cristo, seguem sua voz, sua Palavra. Ora os falsos profetas se vestem de ovelhas, o que significa que aparentemente seguem a Cristo, seguem sua Palavra. Quem os vê não percebe logo a realidade, mas fica na impressão que de fato eles amam a Jesus e o seguem. Os falsos profetas são imensamente sutis, são enganosos. Eles não chegam dizendo que são contra Cristo. Não! Eles dizem que seguem a Cristo. Você percebe? Porém tudo não passa de aparência. Interiormente, ou seja, no coração eles são os lobos ou os ladrões das ovelhas que Cristo menciona também em Jo 10. E o que faz um ladrão. Cristo responde assim: “O ladrão vem somente para roubar, matar e destruir; eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância.”. Jo 10:10.

Em outro texto em que faço a exposição de Jo 10 explico, como se segue, o terrível desserviço dos ladrões: “os ladrões e salteadores vêm para roubar, matar e destruir. Eles roubam, pois tiram das ovelhas qualquer pasto verdadeiro dando-lhes esterco para comer. Este é o caso dos pregadores da prosperidade que dizem, por exemplo, que vida abundante é riqueza material, quando na verdade é conhecer e amar a Deus em Cristo. Também matam, pois não pregando o verdadeiro Cristo, Aquele que é a Porta, tiram das ovelhas a possibilidade de conhecer e ter comunhão com Deus. E destroem, pois direcionam as ovelhas a perdição eterna, ao inferno. Estes homens são os piores ladrões, os mais terríveis salteadores, pois roubam das pessoas o que de mais precioso existe, ou seja, o verdadeiro conhecimento de Deus. Cuidado! Corra deles e siga ao Bom Pastor!”. Assim os falsos profetas roubam o conhecimento de Deus de seus ouvintes afastando-os do Cristo da Bíblia. Matam, pois sem conhecimento de Deus não há Vida Eterna (Jo 17:3), e também destroem, conduzindo seus seguidores à perdição eterna. E veja bem: Eles fazem tudo isso simulando seguir a Cristo. Mas enquanto assim agem, direcionam as pessoas para longe da porta estreita conduzindo-as pelo caminho largo que leva a perdição. De fato são lobos vorazes disfarçados de ovelhas. Eles matam as pessoas fazendo-as crer que terão vida eterna. Seus seguidores pensam que os falsos profetas são ovelhas de Jesus. Pensam que eles seguem e amam a Cristo. Mas tudo é aparência. No fundo, no fundo, os falsos profetas odeiam a Cristo e afastam as pessoas Dele. Por isso que o Senhor diz que devemos ter cuidado. É possível que alguém esteja seguindo estes lobos e ladrões crendo firmemente que segue uma ovelha de Cristo. Mas tristemente esta pessoa esta sendo devorada pelo lobo e roubada pelo ladrão sem ao menos saber disso. E exatamente porque não sabe continua sendo devorada e roubada. No momento em que você lê estas linhas muitos estão no inferno porque acreditaram nos falsos profetas. Estas pessoas quando vivas acreditavam que seguiam um “homem de Deus”. Criam que o homem que ouviam era um seguidor de Cristo.

Diante destes fatos nós podemos concluir que a simulação é o grande problema: Parece, mas não é. Esta simulação manifesta-se no ensino e na prática. O falso profeta parece que ensina o Evangelho de Cristo, mas não ensina. Também parece que vive a vida cristã autêntica, mas não vive realmente. É tudo aparência, simulação. Mas engana a muitas pessoas. Parece tão real, tão verdadeiro, tão santo, que muitos se iludem. O ensino parece tão coerente. O falso profeta parece tão boa gente. Mas tudo, tudo, tudo e falso. Na verdade esta ilusão vem do próprio coração das pessoas. Por exemplo, os vigaristas só conseguem dar os seus golpes porque muita gente quer acreditar que pode ganhar um dinheiro fácil. Não é verdade? O mesmo acontece aqui. Muitos gostam dos falsos profetas porque estes lhe dão o que agrada seu coração pecaminoso. Por isso tudo parece tão verdadeiro e coerente. Veja o que Deus nos diz do povo do tempo do profeta Isaías: “Eles dizem aos videntes: Não tenhais visões; e aos profetas: Não profetizeis para nós o que é reto; dizei-nos coisas aprazíveis, profetizai-nos ilusões; desviai-vos do caminho, apartai-vos da vereda; não nos faleis mais do Santo de Israel.”. Is 30:10,11. Eles querem que Isaías se cale. Querem que ele se ajuste a seus gostos pecaminosos. Não querem o caminho reto, mas o tortuoso. Não querem a Verdade, mas as ilusões. Não querem ser guiados no Caminho, mas sim desviados dele. Querem ser afastados da Vereda da Verdade. Não querem ouvir falar do Deus Santo, logicamente porque não amam a Santidade, mas ao pecado. Querem enfim uma mensagem aprazível. Querem a lisonja. Oh, como gostam de elogios, e como odeiam a correção! Eles dizem: “Profeta, não nos ensine a porta estreita nem o caminho estreio. Profeta, alarga esta porta e este caminho,...não seja estreito e radical, pois queremos entrar com toda nossa bagagem de pecado”.  É claro que o verdadeiro profeta não pode dar o que eles querem. Mas os falsos dizem: “Ok, tudo bem, darei o que querem”. Assim temos o falso e os que querem a falsidade e parece que todos estão servindo a Deus e tudo está bem. Eis que a sutileza do falso profeta pode residir exatamente no fato de que ele agrada a mente carnal dos homens. Tanto o ensino como a vida do falso profeta acaba por agradar aos que querem um caminho largo com a aparência de buscarem o estreito. O apostolo nos diz: “Pois haverá tempo em que não suportarão a sã doutrina; pelo contrário, cercar-se-ão de mestres segundo as suas próprias cobiças, como que sentindo coceira nos ouvidos; e se recusarão a dar ouvidos à verdade, entregando-se às fábulas.”. II Tm 4:3,4. Assim, é que os ímpios que não amam a Verdade querem alguém que lhes pregue a mentira, a fantasia, a fábula, que seja de acordo com seus desejos pecaminosos no coração. 

O resumo de todo este caso é que o disfarce dos falsos profetas é disfarce devido ao coração obscurecido dos ouvintes. Cada leitor deve questionar-se, testar-se sobre o que realmente busca. Você quer a Verdade ou ser agradado? Uma das questões atuais que se relacionam a este teste é a “Teologia da Prosperidade”. Os falsos pregadores que a ensinam levam as pessoas à busca da riqueza material. Seus discursos são bastante tentadores e aparentemente coerentes. Enfatizam que Deus é amor e quer abençoar a todos. Falam que se Cristo morreu para nos libertar não devemos aceitar a doença e pobreza. E com toda esta conversa iludem a muitos que dizem: “Ora, deve ser assim mesmo, pois Deus é amor”. Todavia, o que estes pregadores fazem é apresentar um falso evangelho que seja agradável a homens ímpios. Pois, o que o ímpio quer é um “Deus de amor” que satisfaça seu coração pecaminoso. Sim! O ímpio quer que Deus lhe dê saúde, riqueza, bênçãos. O que o ímpio não quer é um Deus irado contra seu pecado. Não, isso não. Ora, os “teólogos da prosperidade” apresentam este “Deus de amor” que está disposto a abençoar pecadores não regenerados bastando que façam um voto ou uma campanha de milagres ou prosperidade. Estes falsos até parecem que falam do Evangelho. Às vezes mencionam o pecado, a Cristo Salvador, e a Cruz. Falam que é preciso “aceitar Jesus”. Eles chegam a dizer que estão salvos e imprimem no povo a ideia de que se o seguirem também serão salvos. Mas se avaliarmos o ensino deles com mais cuidado e a vida que levam descobriremos que vivem para este mundo pensando no que é daqui e do agora. Paulo diz: “Se alguém ensina outra doutrina e não concorda com as sãs palavras de nosso Senhor Jesus Cristo e com o ensino segundo a piedade, é enfatuado, nada entende, mas tem mania por questões e contendas de palavras, de que nascem inveja, provocação, difamações, suspeitas malignas, altercações sem fim, por homens cuja mente é pervertida e privados da verdade, supondo que a piedade é fonte de lucro. De fato, grande fonte de lucro é a piedade com o contentamento. Porque nada temos trazido para o mundo, nem coisa alguma podemos levar dele. Tendo sustento e com que nos vestir, estejamos contentes. Ora, os que querem ficar ricos caem em tentação, e cilada, e em muitas concupiscências insensatas e perniciosas, as quais afogam os homens na ruína e perdição. Porque o amor do dinheiro é raiz de todos os males; e alguns, nessa cobiça, se desviaram da fé e a si mesmos se atormentaram com muitas dores.”. I Tm 6: 3-10. Porém a pregação dos teólogos da prosperidade é oposta a isso que nos diz Paulo. Eles querem ficar ricos e assim se destroem e levam a muitos a mesma destruição. Cuidado! Entretanto dou a “Teologia da prosperidade” apenas como um exemplo de algo que agrada os homens. Mas há muitos outros casos de artimanhas de falsos mestres. Eles usam iscas para desviar as pessoas da Verdade e os que se iludem no final querem ser iludidos. Que cada leitor avalie a si mesmo. A todos Cristo diz: Acautelai-vos dos falsos profetas, que se vos apresentam disfarçados em ovelhas, mas por dentro são lobos roubadores.”. Mt 7:15.

IV – CONCLUSÃO:

Os falsos profetas são lobos devoradores disfarçados de ovelhas. Nisto se manifesta o perigo deles: São sutis. No entanto a sutileza acontece porque os ouvintes querem uma mensagem que agrada o coração pecaminoso deles. No final cada um deve se perguntar a luz da Palavra de Deus: O que eu quero? Quero a verdade ou a mentira?

Pode ser copiado e distribuído livremente, desde que indicada a fonte, a autoria, e o conteúdo não seja modificado!

Adquira nossas obras clicando aqui.

Leitura relacionada ao assunto:

Reforma - Solução Divina para a Crise


Reforma - Solução Divina para a Crise

Comentários

  1. LES VISITO NUEVAMENTE DE EL SALVADOR CENTROAMERICA, DIOS LES BENDIGA.
    UN SALUDO DESDE MI BLOG www.creeenjesusyserassalvo.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grato pela sua visita, Noemi. Volte sempre. Estarei visitando seu blog.

      Excluir

Postar um comentário

Caros amigos, como o propósito do blog é mostrar o que a Bíblia ensina para a nossa edificação espiritual, e não fomentar polêmicas, que tendem a ofensas e discussões infrutíferas, não publicarei comentários deste teor, tão pouco comentários com linguagem desrespeitosa. Grato pela compreensão.

Postagens mais visitadas deste blog

Exposição de João 10:1-18 - Jesus é o Bom Pastor (Texto e áudio) - Manoel Coelho Jr.

Meditações em Gênesis 22: A prova suprema da Fé de Abraão* - Manoel Coelho Jr.

Estudo em Gênesis 3 (Primeira parte)