Quinta exposição sobre o Juízo Final - O julgamento divino sobre religiosos - Salmo 50 - Parte II.

Para ler a quarta exposição clique aqui. 

IV – DEUS JULGA OS HIPÓCRITAS (16-23):

Notamos que a partir do verso 16 a fala de Deus se dirige a outro grupo: Os hipócritas. É interessante a diferença que o texto faz entre este grupo e o anterior, isto é, o dos formalistas. No caso dos formalistas, Deus os trata como seu povo (7), os santo que com Ele fizeram aliança (5). Mas com relação aos hipócritas o tratamento é muito mais severo. O hipócrita é chamado de ímpio, ou seja, “perverso (hostil a Deus), culpado de pecado” – Léxico Strongs. Assim, parece-me claro que os formalistas são considerados como povo de Deus em realidade, mas que devido a pecaminosidade ainda presente estão esfriando na adoração ao Senhor. Dessa forma Deus os corrige chamando-os para a gratidão ao lembrarem-se do que já fez por eles em Cristo. Mas quanto aos hipócritas, fica evidente que não fazem parte de forma alguma do povo de Deus, apesar de que afirmam que o são.

É aqui que descobrimos a hipocrisia religiosa. Definamos então: Hipocrisia religiosa é declarar que se é de Deus sem de fato sê-lo. Vemos que estes homens têm a aliança e os preceitos de Deus em seus lábios. Eles falam da Lei e da Aliança de Deus com todo o respeito aparente. Eles têm a “boca de um anjo”. No entanto, Deus os chama de ímpios. Assim eles declaram que amam a Deus, mas de fato o odeiam. Amigos, devemos lembrar que este é um perigo que só pode ocorrer com religiosos. Os ímpios declarados não são hipócritas religiosos. Ora, eles já dizem que não amam a Deus. Porém, quando alguém declara temor ao Senhor não deve presumir que só por isso de fato O teme. Eis que este tipo de pessoa corre o risco de ser hipócrita, o que é peculiar ao seu caso e não do ímpio declarado. Dessa forma há uma exigência de autoanálise urgente no caso de religiosos. Não temos ouvido muito deste tipo de coisa mesmo no meio evangélico. Normalmente se presume que uma pessoa é de Deus apenas porque frequenta um local de culto, foi batizada, ou fala bem de Deus e de Cristo. No entanto o salmo 50 deixa claro que alguém pode ter estas coisas e até ser ortodoxo e ainda assim ser um hipócrita. Meu leitor, se você pertence a uma igreja precisa se avaliar. Devo dizer-lhe que se você não se importa com sua alma e nunca vai a uma igreja com certeza está perdido. Mas se você é religioso não significa que necessariamente esteja salvo. Você precisa permitir que Deus lhe julgue agora por este salmo. É possível que você esteja enganando a si mesmo e aos outros. Deus deixa claro que um homem pode ter a “boca de um anjo” e ainda assim ser um ímpio. Não será este o seu caso? Não é melhor você testar sua fé agora? Não é melhor ser julgado por Deus agora quando há chance de arrependimento que no Dia do Juízo Final, quando apenas o veredicto será dado? Deixe a Palavra lhe avaliar, prezado leitor.

Deus pergunta ao hipócrita sobre a serventia de sua declaração falsa. Evidentemente se trata de pergunta retórica, pois é lógico que a resposta é que de nada adianta a falsidade deste homem. E é assim devido ao fato de que a as palavras só são úteis aos olhos de Deus quando correspondem a verdade. Se digo que amo a Deus e respeito sua Lei, só terei sua aprovação se realmente minhas palavras expressarem o que há no mais íntimo de meu ser. Deus é a Verdade. Tal ponto ficou claro em Cristo (Jo 14:6). Deus também nos conhece profundamente (Sl 139). Dessa forma como é possível alguém achar que há serventia em ser um hipócrita religiosos? Um segundo motivo para a falta de serventia da hipocrisia é que no final trará profunda decepção. O hipócrita em breve será desmascarado e condenado (Verso 21). A mentira não se sustentará ante a Verdade de Deus. O Juizo Final revelará tudo o que foi escondido. Assim meu leito você pode ver que uma religião falsa de nada lhe serve. Deus lhe pergunta: “De que te serve repetires os meus preceitos e teres nos lábios a minha aliança, uma vez que aborreces a disciplina e rejeitas as minhas palavras?”. (16,17).

Mas como a hipocrisia se manifesta? Deus deixa claro que o hipócrita afirma coisas boas, mas no íntimo não é sincero. Ele fala da Lei de Deus como boa, mas no íntimo a odeia. Ele fala bem da Aliança de Deus com seu povo, mas no íntimo não lhe dá valor algum. Enfim, ele diz que ama a Deus, mas realmente não o ama, mas ao contrário, O odeia. Este homem apesar de falar bem da doutrina que vem do Altíssimo, não a suporta, isto é, odeia ser corrigido por ela. Apesar de falar bem da Palavra de Deus continuamente a joga fora. Este homem despreza profundamente a Escritura ainda que diga que a valoriza. Avalie se você não tem sido este tipo de pessoa. Observe os exemplos que Deus dá a seguir:

A – Oitavo mandamento:Não furtarás” Ex 20:15. O hipócrita fala bem deste mandamento, mas o odeia no coração amando o roubo.

Quando vê um ladrão se torna favorável ao ato elícito praticado pelo mesmo. O hipócrita ama o roubo, pois o vê como fonte de benefícios.

B – Sétimo mandamento: “Não adulterarás” Ex 20:14. O hipócrita se manifesta contra o adultério, mas é associado com adúlteros, pois ama a libertinagem sexual.

O hipócrita no íntimo esta ligado aos adúlteros, pois aprova no coração este pecado. Esta associação se refere a unir-se a outros em apoio ao pecado. O hipócrita vê com bons olhos a dissolução do casamento como meio de liberdade sexual, mesmo que aparentemente seja a favor da família.

C – Nono mandamento: “Não dirás falso testemunho contra o teu próximo.” Ex 20:16. O hipócrita se apresenta como amoroso, mas difama seu próximo por odiá-lo no íntimo.

O hipócrita tem a boca solta para o mal. Não controla a língua, produzindo conversas que prejudicarão a quem odeia. Ele fica sentado difamando seu próprio irmão. Destrói a reputação de seu próximo.  

Observemos que em cada caso há uma coisa no falar e outra no coração. Este homem hipócrita fala bem de Deus, mas na verdade o odeia. No final ele odeia a Deus dizendo amá-lo, pois só O ama quem ama seus mandamentos (Jo 14:23). Amigo leitor, peço que se avalie: Você ama a Lei de Deus nos Dez mandamentos ou a considera muito restritiva para seus desejos íntimos? Você ama a honestidade ou o roubo? Você ama tirar vantagens ilícitas? Você ama a pureza e respeita o casamento ou no íntimo é a favor de mais liberdade sexual? Você ama seu próximo e faz tudo para seu bem, ou não perde a oportunidade de difamá-lo e usa palavras para enganar os outros? Você ama a Lei de Deus ou a odeia? Você ama a Deus ou o odeia, pois prefere o pecado? Qual sua resposta? Como fica sua religião ante estas questões? Você ama a Deus ou é um hipócrita?

A coisa surpreendente é que Deus têm tido paciência com tal hipócrita. Eis que Deus já poderia tê-lo lançado no inferno, mas ainda não o fez dando-lhe chance de se arrepender. Mas, o hipócrita interpreta a paciência de Deus como aprovação do pecado e assim abusa dela. Este homem pensa que Deus é como ele. Pensa que, como ele, Deus não se importa como o pecado. Que erro absurdo e fatal! Tal tolo não se apercebe da paciência de Deus, e interpretando-a mal, abusa da mesma para sua própria destruição. Deus diz claramente que não é como o hipócrita, mas que em breve trará cada pecado a vista no grande Juízo e então o condenará. Vemos, ó homem e mulher, que este é seu erro se você abusa da paciência de Deus. O apóstolo Paulo lhe diz: Tu, ó homem, que condenas os que praticam tais coisas e fazes as mesmas, pensas que te livrarás do juízo de Deus? Ou desprezas a riqueza da sua bondade, e tolerância, e longanimidade, ignorando que a bondade de Deus é que te conduz ao arrependimento? Mas, segundo a tua dureza e coração impenitente, acumulas contra ti mesmo ira para o dia da ira e da revelação do justo juízo de Deus, que retribuirá a cada um segundo o seu procedimento: a vida eterna aos que, perseverando em fazer o bem, procuram glória, honra e incorruptibilidade;” Rm 2:3-7.

 Amigo, Deus está lhe dando tempo para deixar a hipocrisia. Deus está lhe dando tempo para se arrepender. Deus não é como você. Deus se importa com o pecado. Deus lhe julgará em breve. Será que você vai abusar da paciência de Deus para sua própria destruição no Juízo Final? Reflita, meu amigo. Eis que Deus lhe aconselha a considerar, a discernir a sua situação perigosa. Você tem esquecido de Deus. Você tem ignorado o Único Deus tratando-o como nada. Não continue assim se não em breve Ele lhe despedaçará na morte e no Juízo. Em tal dia ninguém poderá livrar-lhe das mãos do Deus Irado contra pecadores impenitentes. Quem pode nos livrar de Deus? Se Deus não for hoje seu Senhor em breve lhe forçará a dobrar-se ante sua Justiça. Se hoje Cristo não for seu Salvador, em breve será o seu Juiz.   Oh como você temerá sua Justiça que agora faz pouco caso. Não brinque com Deus. Deixe a hipocrisia.
Ele lhe chama a amá-lo e viver para sua glória em gratidão. Ele lhe diz: “O que me oferece sacrifício de ações de graças, esse me glorificará; e ao que prepara o seu caminho, dar-lhe-ei que veja a salvação de Deus.” (Verso 23). Você quer ser salvo do pecado? Você percebe que não têm vivido para Deus, mas para o pecado? Entende nesta hora que não tem amado a Deus e Cristo? Vê agora que deliberadamente tem afrontado ao Deus Único? Percebe que sua religião é hipócrita? Vê que merece a ira justa de Deus? Oh Deus lhe diz: “invoca-me no dia da angústia; eu te livrarei, e tu me glorificarás.” (15). Apenas Cristo, que morreu por pecadores como você, poder lhe salvar. Olhe para Ele com fé e invoque a Deus em seu Nome pedindo-lhe misericórdia “Porque: Todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo.” Rm 10:13. Arrependa-se. Odeie o pecado e ame a Deus. Prepare seu caminho pelo arrependimento sincero. Dê as costas para o pecado e volte-se para Deus. Deus diz a todos os que se voltam para Ele crendo em seu Filho e arrependendo-se: ao que prepara o seu caminho, dar-lhe-ei que veja a salvação de Deus.

V – CONCLUSÃO:

O formalismo e a hipocrisia são os grandes perigos que cercam os religiosos. Mas Deus os corrige pela contemplação de sua Verdade em Cristo. Nele amamos ao Senhor e odiamos o pecado. No final das contas a grande questão deste salmo é: Amamos ou não amamos a Deus?

Continua...

Pode ser copiado e distribuído livremente, desde que indicada a fonte, a autoria, e o conteúdo não seja modificado!


Adquira nossas obras clicando aqui


Leitura recomendada para o aprofundamento no assunto:

As Raízes de Uma Fé Autêntica


As Raízes de Uma Fé Autêntica

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Exposição de João 10:1-18 - Jesus é o Bom Pastor (Texto e áudio) - Manoel Coelho Jr.

Meditações em Gênesis 22: A prova suprema da Fé de Abraão* - Manoel Coelho Jr.

Exposição de Gênesis 11: O projeto fracassado e o projeto vitorioso!