Primeira exposição sobre o Juízo Final - A revolta dos reis contra o Senhor e seu Ungido - Salmo 2 - Parte I.


Por que se enfurecem os gentios e os povos imaginam coisas vãs? Os reis da terra se levantam, e os príncipes conspiram contra o SENHOR e contra o seu Ungido, dizendo: Rompamos os seus laços e sacudamos de nós as suas algemas. Ri-se aquele que habita nos céus; o Senhor zomba deles. Na sua ira, a seu tempo, lhes há de falar e no seu furor os confundirá. Eu, porém, constituí o meu Rei sobre o meu santo monte Sião. Proclamarei o decreto do SENHOR: Ele me disse: Tu és meu Filho, eu, hoje, te gerei. Pede-me, e eu te darei as nações por herança e as extremidades da terra por tua possessão. Com vara de ferro as regerás e as despedaçarás como um vaso de oleiro. Agora, pois, ó reis, sede prudentes; deixai-vos advertir, juízes da terra. Servi ao SENHOR com temor e alegrai-vos nele com tremor. Beijai o Filho para que se não irrite, e não pereçais no caminho; porque dentro em pouco se lhe inflamará a ira. Bem-aventurados todos os que nele se refugiam.”. Sl 2.


I – INTRODUÇÃO:

Desejo iniciar uma série de exposições bíblica de textos que tratam do Juízo Final. Este é um assunto muito negligenciado pelos pregadores modernos, o que é um terrível mal, pois faz as pessoas permanecerem despreparadas para este solene e inescapável evento. O primeiro texto para o qual lhes chamo atenção é este impressionante salmo. O possível contexto histórico deve se referir a um momento da vida do Rei Davi ou de um de seus descendentes quando reis gentios se levantaram para destruí-lo. Davi era o Rei Ungido por Deus, e, portanto, ao lutarem contra Ele estavam enfrentando o próprio Senhor Criador e Mantenedor de tudo. Porém tudo isso é tão somente um tipo do que ocorre em relação ao Verdadeiro Rei, o Verdadeiro Ungido de Deus, o Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. O Novo Testamento vai aplicar claramente este salmo ao Salvador Jesus. Dessa forma este salmo nos apresenta a terrível realidade de que todos os homens estão em luta vã contra Deus e contra o seu Cristo. Esta rebeldia trará a sua Ira Ardente e o único caminho é baixar as armas e se dobrar ante o Senhor e seu Ungido.  Bem-aventurados todos os que nele se refugiam.

II- A Revolta dos reis (1-3).

Os reis e os povos se revoltam contra Deus e seu Cristo. A revolta é contra o reinado de Deus e de Cristo. Eles consideram o Reinado Divino uma escravidão e desejam romper os laços e sacudir as algemas. Eles querem liberdade. Querem ser livres de Deus. Não aceitam seu reinado sobre eles por considerarem muito limitador de suas vontades. Querem liberdade, querem que suas vontades possam ser expressas com toda a potencia. Acham os caminhos de Deus muito estreitos e desejam o caminho largo  (Mt 7:13,14). A grande ênfase deles é: Liberdade.

Esta é a essência do caminho dos homens não convertidos, dos homens ímpios. Eles odeiam, a Deus e a Cristo. Odeiam o Reinado de Deus, odeiam sua Lei. Ao examinarmos os Dez Mandamentos em Êxodo 20, que são a Expressão da Vontade de Deus para os homens, percebemos a forma em que esta busca de romper os laços se manifesta.

1 - Deus diz que é o Único Deus e que deve ser o Único dos homens. Mas estes adoram a muitos ídolos e desprezam a Deus. Querem a liberdade para ser idólatras.

2 - Deus diz que não admite imagens de escultura no culto, mas os homens criam todo o tipo de cultos abomináveis cheios de imagens, idolatrias, e aberrações. Querem cultos agradáveis a si mesmos e não cultuar realmente a Deus. Desejam a liberdade de cultuar segundo suas aspirações rebeldes. Querem liberdade!

3 - Deus diz que não devem usar seu Santo Nome em vão. Mas eles desprezam o Nome de Deus, usando-o em piadas, jurando sem nenhuma verdade, e dizendo-se fieis a Deus quando o desobedecem em suas obras. Querem a liberdade para desonrar o Santo Nome de Deus.

4 - Deus diz que devem guardar para Ele um dia dentre sete, o domingo segundo o Novo Testamento, o Dia do Senhor. Mas eles acham que isso é muito radical, que é perda de tempo, que precisam usar este dia para seus negócios e diversões. Querem liberdade para profanar o Dia do Senhor.

5 - Deus diz que devem honrar seus pais e as demais autoridades, mas eles querem liberdade para desrespeitar os superiores.

6 - Deus diz que eles não devem matar, mas eles querem ter liberdade para destruir a vida de seus próximos mesmo que sem uso de armas, visto que até com palavras se quebra este mandamento (Mt 5:21-26). Querem liberdade para fazer mal ao próximo.

7 - Deus diz que não devem adulterar, mas possuir pureza sexual, mas eles acham isso absurdo e restritivo, desejando a liberdade de praticar todo o tipo de aberrações sexuais.

8 - Deus diz que não devem furtar, mas eles desejam liberdade para tomar o que é do outro.

9 - Deus diz que eles não devem dar falso testemunho, mas eles querem ter liberdade para difamar seus próximos.

10 - Deus diz que não devem cobiçar o que é do próximo, mas eles querem ser livres para cobiçar, invejar e possuir o que é do outro.

Liberdade, liberdade, liberdade, liberdade é o que os ímpios querem. Eles acham os mandamentos de Deus muito opressores, escravizadores, restritivos. São algemas, são laços que devem ser quebrados, segundo eles. Querem afinal, liberdade para pecar. Você é este tipo de gente meu leitor? Se sim, então você está contra Deus.

O texto também diz que eles estão contra o Ungido, o Cristo, Aquele que é a Luz do Mundo (Jo 8:12).  Eles odeiam esta Luz, pois a mesma revela seus pecados, suas quebras dos mandamentos de Deus, mostrando-os como reprováveis. Eles então não recebem, mas se afastam da Luz, odeiam a luz e amam as trevas, Eles odeiam o Ungido de Deus. Consideram que sua luz é uma restrição para sua liberdade de pecar (Leia Jo 3:19-21). Eles estão contra Deus e seu Ungido. Você é este tipo de gente. Se sim, então você está contra Deus e contra Cristo.      

Segundo o salmo eles executam esta revolta em união. Eles se reúnem, fazem conferência e se aconselham. A Bíblia está cheia de exemplos desta união para o mal. A Torre de Babel em Gênesis 11 é um excelente exemplo. Infelizmente parece que muitos entendem que a verdade e o melhor caminho estão com a maioria. Mas a Bíblia nos fala do remanescente fiel (Rm 9:27). Na verdade multidões de ímpios estão unidas contra Deus. Eles se aconselham sobre como devem agir em rebeldia a Lei de Deus. Eles inventam novos meios de pecar e ensinam uns aos outros. Oh meu leitor cuidado com a maioria. Não pense que está seguro, não pense que está no certo por seguir a multidão. Em grande parte das vezes a maioria é ímpia e quer a liberdade para pecar. Cuidado com os conselhos dos ímpios (Sl 1). Ouça a Lei do Senhor e de seu Ungido. Mas se você ouve a maioria ímpia, então está contra Deus e contra Cristo.

Um outro ponto importante é que o Salmo mostra que esta rebeldia é absolutamente sem sentido. Não há nenhuma razão para pecar. “Por que se enfurecem”, exprime que a rebeldia é surpreendente. Imaginem que uma pessoa está se afogando. Então alguém pula na água e a salva. Imaginem que várias pessoas que testemunharam o acontecimento conhecem o salvo e seu benfeitor. Os anos passam e de repente sai a notícia: Aquele que fora salvo tomou uma arma e assassinou seu benfeitor. Quão aterradora e surpreendente será a notícia para aquelas testemunhas! Imaginem ainda como também é aterrador ouvir que um filho matou sua mãe. Aquele filho se volta contra aquela que o gerou, cuidou, alimentou, educou, protegeu. Que aterrador, surpreendente e sem sentido é tal ato. Todavia infinitamente mais aterrador surpreendente e sem sentido é pecar, é rebelar-se contra Deus e seu Ungido. Se é absurdo voltar-se contra um salvador humano, voltar-se contra a próprio mãe, que apesar de tudo são humanos imperfeitos, infinitamente mais absurdo é lutar contra Aquele que é o Único Deus, Criador e mantenedor de cada homem. Aquele que é o Único Rei Soberano. Aquele que é absolutamente Santo, Perfeito, Justo, misericordioso, Aquele que é Bom (Lc 18:19). Ele é o Bem Maior (Sl 16:2). Nele está a bem aventurança, a felicidade (Sl 2:11,12). Como alguém pode se rebalar contra este Deus. Não há razão para pecar.

Mas um outro motivo do absurdo da rebeldia está no fato de os rebelados se voltarem contra Aquele Deus que é Soberano sobre toda a criação incluindo eles próprios. Ele habita nos céus (Sl 2:4). Nele nos movemos e existimos (At 17:28). Como poderemos dar um passo contra aquele que nos dá forças para cada passo? Percebem o absurdo da rebeldia?

Oh meu leitor, você é um rebelde contra Deus e seu Ungido?  Então sua vida não têm sentido, é absurda.

Continua...

Pode ser copiado e distribuído livremente, desde que indicada a fonte, a autoria, e o conteúdo não seja modificado!

Adquira nossas obras clicando aqui.

Leitura recomendada para o aprofundamento no assunto:

Os Dez Mandamentos
Os Dez Mandamentos

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Exposição de João 10:1-18 - Jesus é o Bom Pastor (Texto e áudio) - Manoel Coelho Jr.

Meditações em Gênesis 22: A prova suprema da Fé de Abraão* - Manoel Coelho Jr.

Exposição de Gênesis 11: O projeto fracassado e o projeto vitorioso!