Reflexões sobre o sofrimento - Parte VII* - Manoel Coelho Jr.

Esboço deste estudo em vídeo...

Como enfrentar a Criação Hostil?

E à mulher disse: Multiplicarei sobremodo os sofrimentos da tua gravidez; em meio de dores darás à luz filhos; o teu desejo será para o teu marido, e ele te governará. E a Adão disse: Visto que atendeste a voz de tua mulher e comeste da árvore que eu te ordenara não comesses, maldita é a terra por tua causa; em fadigas obterás dela o sustento durante os dias de tua vida. Ela produzirá também cardos e abrolhos, e tu comerás a erva do campo. No suor do rosto comerás o teu pão, até que tornes à terra, pois dela foste formado; porque tu és pó e ao pó tornarás.

Gênesis 3:16-19.

Com a entrada do pecado a Criação, antes amiga do homem, passou a mostrar-se hostil e perigosa. Desde uma pequena mosca que senta em nosso pão até um terrível terremoto com muitas vítimas, temos dificuldades por todos os lados que produzem consequentemente muitos sofrimentos e dores. Todos estamos sujeitos a empecilhos pequenos ou um pouco mais graves, como também a catástrofes naturais e acidentes, e andar neste mundo é estar em constantes riscos. Mesmo algo útil, como a energia elétrica, pode nos matar. Tudo ficou afetado de forma a nos oferecer sempre algum grau de perigo. Os cristãos precisam reagir a estes problemas de forma bíblica, seja diante das realidades deles no mundo, seja quando eles mesmos ou seus amados se tornam alvos.

Mas como reagir afinal?

Sugiro os seguintes conselhos que creio estão nas Escrituras e se adequam ao que já temos aprendido nestes estudos:

1 – Reconheçamos a Justiça de Deus na Criação hostil.

Visto que atendeste a voz de tua mulher e comeste da árvore que eu te ordenara não comesses, maldita é a terra por tua causa

Gênesis 3: 17.

É porque os homens pecaram que a natureza se tornou hostil e perigosa. É porque Deus é Justo que as coisas são assim. Devemos estar bem conscientes destes fatos para que não nos entreguemos ao pensamento de que o que ocorre é injusto, ou que não deveria ser assim. Não e não! O Cristão vê a vida e suas ocorrências de forma realista e em tudo observa a glória de Deus, e neste caso a Glória de sua Justiça.

2 – Reconheçamos a misericórdia de Deus mesmo em meio as catástrofes.

Abençoou Deus a Noé e a seus filhos e lhes disse: Sede fecundos, multiplicai-vos e enchei a terra. Pavor e medo de vós virão sobre todos os animais da terra e sobre todas as aves dos céus; tudo o que se move sobre a terra e todos os peixes do mar nas vossas mãos serão entregues. Tudo o que se move e vive ser-vos-á para alimento; como vos dei a erva verde, tudo vos dou agora. Carne, porém, com sua vida, isto é, com seu sangue, não comereis. Certamente, requererei o vosso sangue, o sangue da vossa vida; de todo animal o requererei, como também da mão do homem, sim, da mão do próximo de cada um requererei a vida do homem. Se alguém derramar o sangue do homem, pelo homem se derramará o seu; porque Deus fez o homem segundo a sua imagem. Mas sede fecundos e multiplicai-vos; povoai a terra e multiplicai-vos nela. Disse também Deus a Noé e a seus filhos: Eis que estabeleço a minha aliança convosco, e com a vossa descendência, e com todos os seres viventes que estão convosco: tanto as aves, os animais domésticos e os animais selváticos que saíram da arca como todos os animais da terra. Estabeleço a minha aliança convosco: não será mais destruída toda carne por águas de dilúvio, nem mais haverá dilúvio para destruir a terra. Disse Deus: Este é o sinal da minha aliança que faço entre mim e vós e entre todos os seres viventes que estão convosco, para perpétuas gerações: porei nas nuvens o meu arco; será por sinal da aliança entre mim e a terra. Sucederá que, quando eu trouxer nuvens sobre a terra, e nelas aparecer o arco, então, me lembrarei da minha aliança, firmada entre mim e vós e todos os seres viventes de toda carne; e as águas não mais se tornarão em dilúvio para destruir toda carne. O arco estará nas nuvens; vê-lo-ei e me lembrarei da aliança eterna entre Deus e todos os seres viventes de toda carne que há sobre a terra. Disse Deus a Noé: Este é o sinal da aliança estabelecida entre mim e toda carne sobre a terra.

 Gênesis 9: 1-17.

Deus valoriza e cuida da vida de homens e de animais, evidentemente em especial da vida dos homens, feitos segundo Sua Imagem. Neste contexto Ele estabelece uma aliança em que não mais traria um novo dilúvio sobre a terra. Aqui temos então a manifestação da misericórdia de Deus, que evita um novo dilúvio, o que a humanidade merece, para o benefício da vida em geral. Assim cada tragédia, por maior que seja, é manifestação da misericórdia de Deus, pois a humanidade merece algo muito pior. É dessa forma que devemos ver as coisas, bendizendo a Deus por sua Bondade e Misericórdia. Portanto em vez de reagirmos diante de tragédias pensando: “Como Deus permite algo tão ruim acontecer”, pensemos assim: “Como é possível que um novo dilúvio não venha sobre nós pecadores...oh como Deus é misericordioso, Bom é o SENHOR”.

3 – Reconheçamos a Sábia Soberania de Deus.

É bom lermos todo o salmo 104, mas cito apenas este trecho:

Os leõezinhos rugem pela presa e buscam de Deus o sustento; em vindo o sol, eles se recolhem e se acomodam nos seus covis. Sai o homem para o seu trabalho e para o seu encargo até à tarde. Que variedade, SENHOR, nas tuas obras! Todas com sabedoria as fizeste; cheia está a terra das tuas riquezas. Eis o mar vasto, imenso, no qual se movem seres sem conta, animais pequenos e grandes. Por ele transitam os navios e o monstro marinho que formaste para nele folgar. Todos esperam de ti que lhes dês de comer a seu tempo. Se lhes dás, eles o recolhem; se abres a mão, eles se fartam de bens. Se ocultas o rosto, eles se perturbam; se lhes cortas a respiração, morrem e voltam ao seu pó. Envias o teu Espírito, eles são criados, e, assim, renovas a face da terra.

Salmo 104: 21-30.

Este texto mostra que ainda que a Criação seja hostil devido ao pecado, ainda assim Deus não abandonou o homem e sua Criação. Ainda que a Criação tenha sido amaldiçoada pelo pecado, Deus não a abandonou. Deus a controla Soberanamente em sua Sabedoria e dela cuida. Assim, quando percebermos que estamos encontrado dificuldades com a Criação, não murmuremos, pois como servos de Cristo devemos lembrar que o Senhor em sua Soberania Sábia tudo faz para Nosso Bem e Sua Glória. Lembremos que murmuração é pecado, e sendo o pecado a causa de toda estas dificuldades, é evidente que pecar em nada nos ajudará, mas saber e crer na Soberania Sábia de Deus e bendizê-lo nisso é o caminho a seguirmos. Digamos com Jó: “o SENHOR o deu e o SENHOR o tomou; bendito seja o nome do SENHOR!” Jó 1: 21.
   
4 – Humilhemo-nos ante as tragédias.

Naquela mesma ocasião, chegando alguns, falavam a Jesus a respeito dos galileus cujo sangue Pilatos misturara com os sacrifícios que os mesmos realizavam. Ele, porém, lhes disse: Pensais que esses galileus eram mais pecadores do que todos os outros galileus, por terem padecido estas coisas? Não eram, eu vo-lo afirmo; se, porém, não vos arrependerdes, todos igualmente perecereis. Ou cuidais que aqueles dezoito sobre os quais desabou a torre de Siloé e os matou eram mais culpados que todos os outros habitantes de Jerusalém? Não eram, eu vo-lo afirmo; mas, se não vos arrependerdes, todos igualmente perecereis.

Lucas 13: 1-5.

Não nos consideremos melhores ante aos que morrem em tragédias, mas ao contrario, nos arrependamos e corramos para Cristo em fé, pois caso isso não ocorra também pereceremos. A hostilidade da Criação é um chamado aos homens ao arrependimento, e os servos de Deus se portam humildemente diante das tragédias ou coisas menores que lhes aconteçam ou que veem acontecer com seus próximos. Que assim seja conosco. Amém!



Baixe o Mp3 clicando aqui.

*Pregação da noite de 11 de Janeiro de 2015, na Congregação Batista Reformada em Belém.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Exposição de João 10:1-18 - Jesus é o Bom Pastor (Texto e áudio) - Manoel Coelho Jr.

Meditações em Gênesis 22: A prova suprema da Fé de Abraão* - Manoel Coelho Jr.

Estudo em Gênesis 3 (Primeira parte)