Estudo 15 - Juízo Final - O Anticristo* (Vídeo, áudio e texto) - Manoel Coelho Jr



Acesse o vídeo clicando aqui.

Baixe o Mp3 clicando aqui.

Quando, pois, virdes o abominável da desolação situado onde não deve estar (quem lê entenda), então, os que estiverem na Judéia fujam para os montes;” Mc 13:14.

I – INTRODUÇÃO:

No estudo passado falamos da Grande Tribulação e de passagem mencionamos o Anticristo. Porém, acredito que antes de prosseguirmos necessitamos entender melhor esta doutrina bíblica sobre o Anticristo. É o que eu pretendo fazer neste estudo.

II – QUEM É O ANTICRISTO?

Dentro do sermão profético existe uma clara evidência que o Anticristo tem a ver com o ano 70 A.D., quando Jerusalém foi sitiada e o Templo profanado, mas também tem a ver com a Grande Tribulação. Isso significa que o “princípio do Anticristo” não está limitado apenas a Grande Tribulação, mas está ligado a toda a história do Cristianismo. Então existe uma “atitude de Anticristo” que vai se manifestar mais fortemente na Grande Tribulação. Porém esta atitude já está no mundo. O Sermão Profético já mostra isso. Nós já estudamos este fato com relação a Mc 13:14. A luz disso o que então seria o Anticristo? Os bons teólogos explicam assim: Anticristo nós podemos definir como alguém que substitui a Cristo, ou alguém que se coloca contra Cristo. Penso que devemos entender o Anticristo com a junção das duas ideias, pois necessariamente onde está uma atitude também está a outra. Quem quer substituir a Cristo logo se põe contra Ele. Não é mesmo? Cristo é figura central na Escritura Sagrada. Ele está no Antigo Testamento, nos evangelhos, em Atos, nas cartas apostólicas, e no Apocalipse. A Igreja é o Corpo de Cristo. Ele é o Cabeça do Igreja. Ele é a Videira e a Rocha. Enfim, Cristo é central. A Atitude então do Anticristo é daquele que vai se voltar contra a Bíblia. O Anticristo também é “antibíblia”, porque o Centro da Escritura é Cristo. Ele é o centro do Evangelho.   O Anticristo será aquele que se porá contra toda esta mensagem. Naturalmente que isso ocorre ao longo da história, o que fica claro em Mc 13, mas também em outros textos, o que pretendo demostrar agora. Veja:

Filhinhos, já é a última hora; e, como ouvistes que vem o anticristo, também, agora, muitos anticristos têm surgido; pelo que conhecemos que é a última hora. Eles saíram de nosso meio; entretanto, não eram dos nossos; porque, se tivessem sido dos nossos, teriam permanecido conosco; todavia, eles se foram para que ficasse manifesto que nenhum deles é dos nossos. E vós possuís unção que vem do Santo e todos tendes conhecimento. Não vos escrevi porque não saibais a verdade; antes, porque a sabeis, e porque mentira alguma jamais procede da verdade. Quem é o mentiroso, senão aquele que nega que Jesus é o Cristo? Este é o anticristo, o que nega o Pai e o Filho. Todo aquele que nega o Filho, esse não tem o Pai; aquele que confessa o Filho tem igualmente o Pai. Permaneça em vós o que ouvistes desde o princípio. Se em vós permanecer o que desde o princípio ouvistes, também permanecereis vós no Filho e no Pai. E esta é a promessa que ele mesmo nos fez, a vida eterna. Isto que vos acabo de escrever é acerca dos que vos procuram enganar.” I Jo 2:18-26.

A definição de Anticristo está no verso 22. Anticristo é aquele que nega que Jesus é o Cristo. Este nega o Pai e o Filho. É assim, pois ao negar ao Filho imediatamente ele nega o Pai. Este é o “princípio do Anticristo”. Onde está este princípio há o Anticristo, o anticristão, o anticristianismo. Onde está este princípio Cristo é negado, absolutamente negado. E Cristo sendo negado o Pai também o é, como João nos esclarece. Ora, não se pode ser a favor de Deus se não se é a favor de Cristo. Muitas vezes encontramos pessoas que se dizem a favor de Deus. Elas afirmam coisas assim: “Eu amo a Deus”, “Estou do lado de Deus”, ou “Deus é tudo para mim”. Mas quando você lhes apresenta Cristo, O Cristo verdadeiro da Bíblia, eles então não aceitam, mas o negam. Porém, quero deixar bem claro que se você não aceita o Cristo da Bíblia, o Cristo verdadeiro, então você é anticristo. Você com isso manifesta a atitude de anticristo, e consequentemente está negando o Pai. Neste caso você não tem nada a ver com Deus. É importante nós entendermos isso logo de início porque a Bíblia ensina que essa atitude de anticristo vai se manifestar tanto na religião como na sociedade e governo. Assim, é que todo o cristianismo falso é encharcado desse princípio maligno que é oposto a Cristo. Muito do que se chama de cristianismo ou mesmo de evangelicalismo neste país na verdade é religião do Anticristo. Isso  está diante de nossos olhos. Mas também isso está no governo, no parlamento, no executivo, no judiciário, isto é, todas estas estruturas estão influenciadas por opiniões e ações contra Cristo e seu Evangelho.

Observamos que no verso 18 João deixa claro que o Anticristo já está no mundo. E ele fala de “anticristos”, “muitos anticristos”. Perece então que João pensa no assunto de duas maneiras, isto é, existe um Anticristo, mas também há os anticristos. Existe assim vários anticristos, no sentido deste princípio ou desta atitude contrária a Cristo que está na sociedade. Ele diz que já está presente. Diz ainda no verso 19 que os que manifestam este princípio não ficaram com aqueles que seguem a Cristo. Estes anticristos não permanecem com a verdadeira Igreja porque não são da verdadeira Igreja, como João nos deixa bem claro no seu texto. Eles “não são dos nossos”. Mas quem é da Verdade não se deixa levar por eles. Eles, os anticristos, são mentirosos como vemos no verso 23. Mas o que é de Cristo possui a unção, que é da Verdade, não deixando que os genuínos cristãos sigam as mentiras dos anticristos (Verso 20 e 21). A Verdade e a mentira são coisas completamente opostas e inimigas. João deixa claro que os anticristos estão do lado da mentira, pois negam a Cristo. Quem é de Deus deve ter a Verdade permanecente em si (Verso 24). Tudo o que João vinha dizendo é acerca dos enganadores que evidentemente são os anticristos. Fica claro então que o Anticristo já está no mundo através dos anticristos, o que se harmoniza com o que Cristo nos fala no sermão profético. Na verdade estes anticristos atuam desde o tempo de João, ou seja, deste a época apostólica. Paulo confirma isso veja:

Irmãos, no que diz respeito à vinda de nosso Senhor Jesus Cristo e à nossa reunião com ele, nós vos exortamos a que não vos demovais da vossa mente, com facilidade, nem vos perturbeis, quer por espírito, quer por palavra, quer por epístola, como se procedesse de nós, supondo tenha chegado o Dia do Senhor. Ninguém, de nenhum modo, vos engane, porque isto não acontecerá sem que primeiro venha a apostasia e seja revelado o homem da iniqüidade, o filho da perdição, o qual se opõe e se levanta contra tudo que se chama Deus ou é objeto de culto, a ponto de assentar-se no santuário de Deus, ostentando-se como se fosse o próprio Deus. Não vos recordais de que, ainda convosco, eu costumava dizer-vos estas coisas? E, agora, sabeis o que o detém, para que ele seja revelado somente em ocasião própria. Com efeito, o mistério da iniqüidade já opera e aguarda somente que seja afastado aquele que agora o detém; então, será, de fato, revelado o iníquo, a quem o Senhor Jesus matará com o sopro de sua boca e o destruirá pela manifestação de sua vinda.” II Ts 2:1-8.

Veja que há algo, diz Paulo, que detém o Iniquo, mas que o mistério da iniquidade já opera. Quando então o iniquo se manifestar Cristo voltará e o destruirá. Portanto Paulo segue a João e a Cristo. O Anticristo já está no mundo nesta atitude contrária a Cristo da parte dos anticristos. Observe ainda que o Anticristo sempre manifesta uma forte oposição a Deus. Paulo diz que virá a apostasia, que o filho da perdição se levanta contra Deus (Verso 4) e se coloca no seu lugar. Ele, o Anticristo, se põe como substituto de Deus. Isso é uma loucura extrema e terrível. Este Anticristo será alguém absolutamente oposto a Deus, a Cristo, ao Evangelho. Será uma rebelião não meramente passiva, mas fortemente ativa contra Deus. Isso ocorrerá na Grande Tribulação. Este homem será alguém extremamente arrogante que acha que possui todo o poder. Mas seu poder vem de satanás conforme os versos 9 a 11. Veja:

Ora, o aparecimento do iníquo é segundo a eficácia de Satanás, com todo poder, e sinais, e prodígios da mentira, e com todo engano de injustiça aos que perecem, porque não acolheram o amor da verdade para serem salvos. É por este motivo, pois, que Deus lhes manda a operação do erro, para darem crédito à mentira, a fim de serem julgados todos quantos não deram crédito à verdade; antes, pelo contrário, deleitaram-se com a injustiça.” II Ts 2:9-12.

Paulo mostra que se trata de um poder da mentira. Lembra que João diz que o Anticristo é mentiroso? Paulo mostra neste trecho que os amantes da mentira serão enganados. Isso combina também com João que nos fala que quem não é da Verdade sai do meio dos verdadeiros cristãos. Estes são enganados pela mentira. Mas os que são de Deus não! Paulo mostra ainda que o Anticristo seduzirá os que amam a mentira, pois estará com toda a força da serpente do Éden, o diabo, o pai da mentira, satanás. Todo o poder e engano do maligno operarão pelo Anticristo por meio de “sinais, e prodígios da mentira”. Amigos, tudo isso será tão sedutor como a mentira da serpente no jardim do Éden. Observe como Cristo diz algo semelhante a isso no sermão profético:

pois surgirão falsos cristos e falsos profetas, operando sinais e prodígios, para enganar, se possível, os próprios eleitos.” Mc 13:22.

É muito importante notarmos que sempre, sempre, sempre o Anticristo está relacionado a mentira. Ora, os anticristos agem na eficácia de satanás. São falsos profetas operando sinais e prodígios para enganar se possível os eleitos. A coisa vai ser tão sedutora que se não fosse a graça de Deus, a unção da qual João nos fala em sua carta, até os eleitos seriam enganados. O poder da mentira, a eficácia de satanás, a astúcia maligna, estará nos falsos profetas, e estará também no Anticristo através de coisas extraordinárias, ao ponto que estes serão tão sedutores que se não fosse a graça todos seriam enganados. É claro que os eleitos não serão enganados pelo simples fato de serem eleitos. Paulo usa linguagem semelhante:

Ora, o aparecimento do iníquo é segundo a eficácia de Satanás, com todo poder, e sinais, e prodígios da mentira, e com todo engano de injustiça aos que perecem, porque não acolheram o amor da verdade para serem salvos. É por este motivo, pois, que Deus lhes manda a operação do erro, para darem crédito à mentira, a fim de serem julgados todos quantos não deram crédito à verdade; antes, pelo contrário, deleitaram-se com a injustiça. Entretanto, devemos sempre dar graças a Deus por vós, irmãos amados pelo Senhor, porque Deus vos escolheu desde o princípio para a salvação, pela santificação do Espírito e fé na verdade, para o que também vos chamou mediante o nosso evangelho, para alcançardes a glória de nosso Senhor Jesus Cristo. Assim, pois, irmãos, permanecei firmes e guardai as tradições que vos foram ensinadas, seja por palavra, seja por epístola nossa. Ora, nosso Senhor Jesus Cristo mesmo e Deus, o nosso Pai, que nos amou e nos deu eterna consolação e boa esperança, pela graça, consolem o vosso coração e vos confirmem em toda boa obra e boa palavra.” II Ts 2: 9-17.

De fato é apenas Deus por sua graça em Cristo que nos salva de naufragarmos neste mar de mentiras que é este mundo dominado por anticristos. Mas com tudo isso concluímos que o Anticristo se manifestará no final da História na Grande Tribulação, mas também já se manifesta agora pelos anticristos. Estes anticristos seguem a atitude do Anticristo.

III – CARACTERÍSTICAS DOS ANTICRISTOS.

Mas quais as características desta atitude de Anticristo afinal? Pelo o que já estudamos são as seguintes:

A – Idolatria. Deus é Deus, mas os anticristos querem tomar o seu lugar.

B – Ser contrário a Cristo. Isso é lógico, pois ao se posicionarem como idólatras eles estão contra Deus e consequentemente contra Cristo. Jesus falou assim: “sei, entretanto, que não tendes em vós o amor de Deus. Eu vim em nome de meu Pai, e não me recebeis; se outro vier em seu próprio nome, certamente, o recebereis. Como podeis crer, vós os que aceitais glória uns dos outros e, contudo, não procurais a glória que vem do Deus único?” Jo 5:42,44. Quem é contra Deus não ouve o enviado de Deus. Este é o caso daqueles judeus que ouviram estas palavras de Cristo, como de todos os anticristos ao longo da história, e do Anticristo na Grande Tribulação.

C – Amor à mentira. Os anticristos são da mentira, do engodo, da falsidade da deturpação. Eles são totalmente mentirosos, amam a mentira, vivem na mentira, querem a mentira, e odeiam a Verdade. Eles também são extremamente sedutores porque são de satanás, pois Jesus disse: “Vós sois do diabo, que é vosso pai, e quereis satisfazer-lhe os desejos. Ele foi homicida desde o princípio e jamais se firmou na verdade, porque nele não há verdade. Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso e pai da mentira. Mas, porque eu digo a verdade, não me credes. Quem dentre vós me convence de pecado? Se vos digo a verdade, por que razão não me credes? Quem é de Deus ouve as palavras de Deus; por isso, não me dais ouvidos, porque não sois de Deus” Jo 8:44-47.

Lembre que satanás é tão sedutor que enganou Adão e Eva no Jardim do Éden. A mentira tem seu lado extremamente sedutor. Para se constatar isso, basta olhar para este mundo onde a mentira prevalece e a verdade é desprezada.  Os anticristos, seguindo seu pai, fazem a mentira parecer verdade. Paulo diz: “Porque os tais são falsos apóstolos, obreiros fraudulentos, transformando-se em apóstolos de Cristo. E não é de admirar, porque o próprio Satanás se transforma em anjo de luz. Não é muito, pois, que os seus próprios ministros se transformem em ministros de justiça; e o fim deles será conforme as suas obras.” II Co 11: 13-15. Quando satanás se aproximou de Eva não chegou como o enganador, mas como alguém preocupado com seu bem estar. Ele chegou como alguém que era até melhor que o próprio Deus. Assim a mentira é sedutora porque vem parecendo como a verdade mais absoluta deste mundo. Por isso Cristo disse: “pois surgirão falsos cristos e falsos profetas, operando sinais e prodígios, para enganar, se possível, os próprios eleitos.” Mc 13:22. Com isso Ele mostra que a mentira vem com tanto “poder” que vai parecer verdade. Ela vem com tanto poder sedutor que se você não tiver o discernimento de Deus, da Palavra, se você não tiver a Unção do Espírito de Deus e da Verdade, você também será enganado. Quem seguiria a Verdade se não fosse Deus atuando na vida dos eleitos por sua graça? Ninguém! Todos seriam enganados pela sedução da mentira.  A mentira vai parecer tão obviamente verdade, aqueles milagres vão parecer tão de Deus, os eventos extraordinários vão parecer tão comprovadores de que se trata de um verdadeiro profeta que enfim será difícil negá-los. Percebe?

Não estamos vendo isso hoje? Os “milagres” não foram usados pela Igreja Romana no passado como evidência de que ela é a verdadeira Igreja de Cristo? A Igreja Romana não usa o mesmo argumento hoje? Não é o mesmo argumento das igrejas modernas? Mas não e verdade também que estas “igrejas” se afastaram completamente da pregação do genuíno evangelho de Cristo? Não é por isso que elas são tão sedutoras? Não é por isso que elas arrastam multidões de fieis? Outro dia eu ouvi uma senhora dizer a outra: “Pastor fulano é muito usado”. Dentro da cultura pentecostal e neopentecostal que campeia as igrejas é bem provavelmente que ela se referisse a um “pastor” que opera “milagres” ou que possua algum suposto dom de revelar coisas, como uma espécie de adivinho. Mas aquela senhora com certeza não tem se dado conta de Dt 13 que nos alerta sobre estas coisas. Tomemos cuidado, pois os falsos profetas, ou os anticristos usam de “coisas extraordinárias” para enganar! O argumento dos anticristos, ou o argumento da mentira é: “Olhem nossos milagres e creiam em nós”. Isto está na Igreja Romana e no movimento Neopentecostal. Cuidado! Estes movimentos são movimentos do Anticristo. Isso pode lhe ofender, mas é preciso falar com toda a clareza sobre estas coisas. Tais movimentos já apostataram da fé e apresentam seus milagres como prova de que estão com a verdade. Quem faz isso? Resposta: O Anticristo.

Peço que meu leitor tome cada uma destas características e analise sua própria vida e crenças. Pergunto-lhe: A quem você segue? Você segue a Cristo ou ao Anticristo? Lembre que quem é da Verdade permanece na Verdade, mas os anticristos não ficam entre os que são da Verdade, pois pertencem a mentira. Em que lado você está?  

IV – AS MANIFESTAÇÕES DOS ANTICRISTOS.

A atitude de anticristo se manifestará tanto pelo poder religioso como pelo poder político. Também neste ponto seguirei a linha de bons teólogos reformados por ser bíblica. Leia:

Este rei fará segundo a sua vontade, e se levantará, e se engrandecerá sobre todo deus; contra o Deus dos deuses falará coisas incríveis e será próspero, até que se cumpra a indignação; porque aquilo que está determinado será feito. Não terá respeito aos deuses de seus pais, nem ao desejo de mulheres, nem a qualquer deus, porque sobre tudo se engrandecerá. Mas, em lugar dos deuses, honrará o deus das fortalezas; a um deus que seus pais não conheceram, honrará com ouro, com prata, com pedras preciosas e coisas agradáveis.” Dn 11:36-38.

Note que Daniel ao falar do Anticristo se refere a um poder de governo. Ele diz “Este rei”. Podemos assim dizer que os anticristos influenciam os governos. Isso aconteceu no Império Romano, e nos nossos tempos, quando governos mulçumanos e esquerdistas se voltam contra os princípios cristãos. Na verdade ao olharmos para o nosso mundo nos parece que o cerco está se fechando em relação ao Cristianismo. Em nosso país novas leis têm sido promulgadas que acabam por condenar práticas autorizadas pala Bíblia. E em outros lugares muitos cristãos pagam com a vida pela sua fé. Vemos as comunicação “estreitarem” o planeta de forma que pela internet podemos interagir com qualquer pátria rapidamente. Amigos, tudo isso me parece favorecer um futuro governo mundial do Anticristo e é para lá que o ensino bíblico indica que as coisas vão.

Mas não há só este poder político no Anticristo, mas também o poder eclesiástico. Leiamos novamente II Tessalonicenses:

Irmãos, no que diz respeito à vinda de nosso Senhor Jesus Cristo e à nossa reunião com ele, nós vos exortamos a que não vos demovais da vossa mente, com facilidade, nem vos perturbeis, quer por espírito, quer por palavra, quer por epístola, como se procedesse de nós, supondo tenha chegado o Dia do Senhor. Ninguém, de nenhum modo, vos engane, porque isto não acontecerá sem que primeiro venha a apostasia e seja revelado o homem da iniqüidade, o filho da perdição, o qual se opõe e se levanta contra tudo que se chama Deus ou é objeto de culto, a ponto de assentar-se no santuário de Deus, ostentando-se como se fosse o próprio Deus.” II Ts 2:1-4.

Neste trecho vemos que o Anticristo e os anticristos atuam também na esfera religiosa. Assim o Anticristo possui um “braço político”, mas também outro “braço religioso”. Paulo certa vez falou assim: “Eu sei que, depois da minha partida, entre vós penetrarão lobos vorazes, que não pouparão o rebanho. E que, dentre vós mesmos, se levantarão homens falando coisas pervertidas para arrastar os discípulos atrás deles.” At 20:29,30. Haveria um ataque externo e outro interno contra o rebanho por parte de homens que Paulo chama de lobos vorazes, homens que falam coisas pervertidas. Estes são os anticristos. Assim o Anticristo tem sua religião, suas “igrejas”, suas doutrinas pervertidas que se voltam contra a Sã doutrina de Cristo, levando os homens a deixarem a Deus e seguirem a idolatria. A religião do Anticristo e dos anticristos é idólatra. E nem poderia ser diferente, pois são anticristos. Porém, só seguem os anticristos, como já vimos, os que amam a mentira. A Igreja verdadeira nunca se desvia, mas apenas aqueles que não são de Deus é que apostatam da fé genuína. Todavia à medida que os anticristo se multiplicam o que se chama de “Igreja” deixa realmente de ser Igreja real, verdadeira. Passa-se a chamar igreja o que é sinagoga do diabo. Também neste caso o que se chama de “Cristianismo” passa a ser anticristianismo ou anticristão, pois na verdade é a religião do Anticristo. É impressionante notar que grupos muitas vezes chamados de seguidores de Cristo há muito deixaram de crer no Cristo da Bíblia criando um “cristo” para si que na verdade não passa de um anticristo. Tal coisa é muito triste, mas acontece diante de nossos olhos o tempo todo. Entretanto tal apostasia ocorrerá mais terrivelmente na grande Tribulação quando então virá o Anticristo.

Já no Apocalipse nós vemos este dois braços do Anticristo, isto é, o político e o religioso. Veja:
Vi emergir do mar uma besta que tinha dez chifres e sete cabeças e, sobre os chifres, dez diademas e, sobre as cabeças, nomes de blasfêmia. A besta que vi era semelhante a leopardo, com pés como de urso e boca como de leão. E deu-lhe o dragão o seu poder, o seu trono e grande autoridade. Então, vi uma de suas cabeças como golpeada de morte, mas essa ferida mortal foi curada; e toda a terra se maravilhou, seguindo a besta; e adoraram o dragão porque deu a sua autoridade à besta; também adoraram a besta, dizendo: Quem é semelhante à besta? Quem pode pelejar contra ela? Foi-lhe dada uma boca que proferia arrogâncias e blasfêmias e autoridade para agir quarenta e dois meses; e abriu a boca em blasfêmias contra Deus, para lhe difamar o nome e difamar o tabernáculo, a saber, os que habitam no céu. Foi-lhe dado, também, que pelejasse contra os santos e os vencesse. Deu-se-lhe ainda autoridade sobre cada tribo, povo, língua e nação; e adorá-la-ão todos os que habitam sobre a terra, aqueles cujos nomes não foram escritos no Livro da Vida do Cordeiro que foi morto desde a fundação do mundo. Se alguém tem ouvidos, ouça. Se alguém leva para cativeiro, para cativeiro vai. Se alguém matar à espada, necessário é que seja morto à espada. Aqui está a perseverança e a fidelidade dos santos.” Ap 13: 1-10.

Aqui vemos o poder de político que terá o Anticristo. É digno de nota que todos seguirão a besta. Mas esse “todos” não é absoluto, pois se refere aos que não têm seu nome escrito no Livro da Vida.Portanto, os eleitos, que possuem o nome no Livro da Vida, não seguirão o Anticristo. Mas o fato é que o Anticristo terá grande autoridade política. Mas o capítulo prossegue assim:

Vi ainda outra besta emergir da terra; possuía dois chifres, parecendo cordeiro, mas falava como dragão. Exerce toda a autoridade da primeira besta na sua presença. Faz com que a terra e os seus habitantes adorem a primeira besta, cuja ferida mortal fora curada. Também opera grandes sinais, de maneira que até fogo do céu faz descer à terra, diante dos homens. Seduz os que habitam sobre a terra por causa dos sinais que lhe foi dado executar diante da besta, dizendo aos que habitam sobre a terra que façam uma imagem à besta, àquela que, ferida à espada, sobreviveu; e lhe foi dado comunicar fôlego à imagem da besta, para que não só a imagem falasse, como ainda fizesse morrer quantos não adorassem a imagem da besta. A todos, os pequenos e os grandes, os ricos e os pobres, os livres e os escravos, faz que lhes seja dada certa marca sobre a mão direita ou sobre a fronte, para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tem a marca, o nome da besta ou o número do seu nome. Aqui está a sabedoria. Aquele que tem entendimento calcule o número da besta, pois é número de homem. Ora, esse número é seiscentos e sessenta e seis.” Ap 13: 11-18.

Vemos aqui novamente a sedução das “coisas extraordinárias” e a convocação para que todos adorem a Imagem da besta. Temos agora o “braço religioso” do Anticristo. Concluímos que o Anticristo tem um “braço” político e outro religioso. O profeta Daniel nos mostra o político. Já Paulo em II Tessalonicenses nos mostra o poder religioso. E Apocalipse 13 nos mostra a ambos. Isso ocorrerá em plena força lá na Grande Tribulação, mas agora já acontece em nosso mundo. Nós vemos os governos cada vez mais ateus, mais anticristos. Vemos um país como os EUA, fundado sobre bases cristãs, tendo agora seus governos cada vez mais tendentes a posicionamentos anticristãos. Vemos em nosso país as autoridades se voltarem abertamente contra tudo o que é bíblico em relação a família. Não vemos isso, como já citei outras vezes, na questão do aborto, da “Lei da palmada” e do chamado “Casamento Homossexual”?  Os governos deste mundo caminham cada vez mais para uma posição anticristo.

Mas isso não está só nos governos. Não vemos isso também na religião? Os anticristos atuam no mundo religioso. Os reformadores chegaram a identificar o papado com o Anticristo. Ofenda a quem ofender, mas devemos afirmar claramente que a Igreja Católica não é de Cristo. Lá está também o poder do Anticristo quando observamos como esta igreja nega as doutrinas genuinamente bíblicas, trocando-as por suas tradições espúrias. Dessa forma ela proclama um falso cristo, um falso evangelho. Mas isso não se acha só neste ramo do chamado cristianismo. O que dizer das “igrejas evangélicas” de hoje? O que dizer de um movimento evangélico que não prega mais o Cristo da Bíblia? O que dizer da Teologia da Prosperidade? O que dizer destes cultos cheios de coreografias, shows e entretenimento onde tudo é feito para agradar os homens e não a Cristo? O que dizer destes cultos onde as Escrituras não são mais expostas, mas apenas se incentiva o povo a lutar por seus sonhos pecaminosos? O que dizer enfim do evangelicalismo moderno? A atitude de anticristo também não esta lá, ou você acha que o erro está apenas entre católicos? Medite, pense. A quem você segue, a Cristo ou aos anticristos?

O fato é que esses poderes, isto é, poder político e o poder religioso, estão cada vez mais fechando uma aliança maligna com o diabo e o Anticristo. Estão fechando com a mentira, dando as mãos ao diabo, e se voltando contra Deus e contra Cristo. Mas, onde ficam os verdadeiros cristão em tudo isso? Ora, a Grande Tribulação será um tempo de terrível dor e sofrimento para os fieis, apesar da doutrina popular que afirma que a Igreja será arrebatada antes da Grande Tribulação. Mas tal doutrina não encontra apoio firme nas Escrituras. Ao contrário Cristo diz: “Porque aqueles dias serão de tamanha tribulação como nunca houve desde o princípio do mundo, que Deus criou, até agora e nunca jamais haverá. Não tivesse o Senhor abreviado aqueles dias, e ninguém se salvaria; mas, por causa dos eleitos que ele escolheu, abreviou tais dias.” Mc 13: 19,20. Os eleitos estarão lá sem dúvida. O fato é que o cerco está se fechando para os cristãos. No futuro haverá uma grande perseguição contra os discípulos de Cristo. Porém em Cristo, como diz Paulo, somos mais que vencedores. Ele diz para o nosso consolo:

Como está escrito: Por amor de ti, somos entregues à morte o dia todo, fomos considerados como ovelhas para o matadouro. Em todas estas coisas, porém, somos mais que vencedores, por meio daquele que nos amou. Porque eu estou bem certo de que nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as coisas do presente, nem do porvir, nem os poderes, nem a altura, nem a profundidade, nem qualquer outra criatura poderá separar-nos do amor de Deus, que está em Cristo Jesus, nosso Senhor.” Rm 8: 36-39. Nenhum eleito será perdido. Que Deus seja louvado!

Mas a questão que se levanta é: Você ama a Deus? Você ama a Cristo? Você é salvo? Você é crente? Você se dispõe a perder tudo por causa de Cristo? Se sim, então olhe para Cristo, olhe para a glória. Lá está nossa morada e esperança, não neste mundo. Oh cristão fique firme até a volta de Cristo. Espere em Cristo. Ele nos diz: “Sereis odiados de todos por causa do meu nome; aquele, porém, que perseverar até ao fim, esse será salvo” Mc 13: 13. Amém!

V – CONCLUSÃO:

O anticristo tenta substituir a Cristo e se coloca ativamente contra Ele. O Anticristo aparecerá na Grande Tribulação, mas atualmente já está no mundo pelos anticristos. O Anticristo tem um braço politico e outro religioso. Ele persegue os cristãos e tenta destruí-los, mas nenhum dos eleitos se perderá. Cristo vai voltar. Lembremos que o Senhor Jesus o matará com o sopro de sua boca e o destruirá pela manifestação de sua vinda (II Ts 2: 8). A Deus a Glória!

Pode ser copiado e distribuído livremente, desde que indicada a fonte, a autoria, e o conteúdo não seja modificado!

*Pregação da noite de domingo, primeiro de setembro de 2013, na Congregação Batista Reformada em Belém.


Para os livros do blog clique aqui.

Leitura recomendada:




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Exposição de João 10:1-18 - Jesus é o Bom Pastor (Texto e áudio) - Manoel Coelho Jr.

Meditações em Gênesis 22: A prova suprema da Fé de Abraão* - Manoel Coelho Jr.

Estudo em Gênesis 3 (Primeira parte)