Confissão de Fé Batista de 1689 - Exposição do primeiro parágrafo do Capítulo I - As Sagradas Escrituras.

Diz o parágrafo I do Capítulo I da Confissão: "A Sagrada Escritura é a única regra suficiente, certa e infalível de conhecimento para a salvação, de fé e de obediência.1 A luz da natureza, e as obras da criação e da providência, manifestam a bondade, a sabedoria e o poder de Deus, de tal modo que os homens ficam inescusáveis; contudo não são suficientes para dar conhecimento de Deus e de sua vontade que é necessário para a salvação.Por isso, em diversos tempos e por diferentes modos, o Senhor foi servido revelar-se a si mesmo e declarar sua vontade à sua igreja.3 E para a melhor preservação e propagação da verdade, e o mais seguro estabelecimento e conforto da Igreja, contra a corrupção da carne e a malícia de Satanás e do mundo, foi igualmente servido fazer escrever por completo todo esse conhecimento de Deus e revelação de sua vontade necessários à salvação; o que torna a Escritura indispensável, tendo cessado aqueles antigos modos em que Deus revelava sua vontade a seu povo."

I – A Escritura Sagrada é único meio de Conhecermos a Salvação em Cristo, única fonte de conhecimento de fé e prática cristã:

A Bíblia e só a Bíblia pode nos tornar sábios para a Salvação em Cristo (Leia: I Tm 3:15-16). E é assim porque somente nela está a mensagem que nos leva a termos fé em Cristo, o Salvador que morreu em nosso lugar. Ela foi inspirada por Deus, ou seja, é a sua Palavra e é útil para nos ensinar e mostrar como deve ser a nossa prática como salvos, como cristãos. Nela está “toda boa obra” que Deus quer ver em nós. Para a pergunta do cristão: Onde posso encontrar a vontade de Deus para minha vida? Respondemos: Na Escritura Sagrada.
Não podemos aceitar outro guia para encontrar a salvação (Leia: Is 8:19-22). Todos os outros caminhos são tolos, enganosos e inúteis. Por isso declaramos “À Lei e ao Testemunho”. Aqueles que abandonam a Bíblia não verão a Luz do Senhor, não encontrarão a sua Salvação, mas acabarão por se afastar de Deus, cair em desespero, e até a arrogantemente amaldiçoar ao Senhor em vez de se humilharem diante dele.
Nada a não ser a Palavra de Deus na Bíblia pode convencer alguém a respeito do Caminho da Salvação (Leia: Lc16:29-31). Nem mesmo se um morto ressuscitasse e tentasse convencê-lo iria alcançar êxito. Só a Bíblia é usada por Deus para nos convencer de nosso pecado e do meio da Salvação em Cristo. Os apóstolos e profetas escreveram a Bíblia (Leia: Ef 2:20). Por isso se diz que eles são o fundamento, pois receberam de Deus a revelação e a escreveram. A pedra principal desse fundamento é Cristo. Cristo é o assunto central das Escrituras, pois Nele Deus se revela como Misericordioso Salvador de seu povo. Só a Bíblia traz esta mensagem. Só por ela encontramos o Salvador.

II - A Revelação Geral:

Existe aquilo que chamamos de revelação geral de Deus. Ela está no que o Senhor criou, e em sua providência, que é o seu sustento e direção de toda a criação (Leia: Rm 1:19-21 e Sl 19:1-6). Não é verdade que a criação e a providência revelam Deus? Não é verdade que tudo o que existe na natureza e como estas coisas se comportam de fato revelam a divindade, poder, glória e sabedoria do Senhor sem mesmo som algum? A Revelação Geral também está em nossa própria consciência (Leia Rm 2:14,15). Não é verdade que percebemos a diferença entre o certo e errado sem ser preciso que alguém nos diga nada? Esta informação está dentro de nós, é a consciência, Deus a colocou dentro de nós.
A revelação geral é clara. Em todo lugar sem exceção a revelação geral brada a alto som: Deus existe, é grande e sábio, só Ele é Deus, só Ele deve ser adorado! Assim os homens ficam sem desculpa (Rm 1:20). Mas os homens têm adorado a Deus? Não! Paulo mostra que eles têm por vontade própria, fechado os olhos para a revelação geral e seguido suas próprias mentes. A luz brilha diante deles, mas eles não a aceitam, eles não querem ver. Fazem isso porque são pecadores. Sua natureza má os afasta de Deus e sua revelação. Eles odeiam a Deus e o rejeitam. Negam sua revelação e criam ídolos para si. A Revelação é clara, mas eles a odeiam e a negam. Por isso nunca ninguém encontrou, e nunca ninguém encontrará a salvação mediante a revelação geral. A Revelação geral apenas condena o homem, apenas faz com que ele fique sem desculpa nenhuma. Não pode conduzi-lo a Salvação. E isso acontece por dois motivos: 1 – Por que o homem a rejeita, como já vimos 2 – Por que nela Jesus não aparece como o Salvador. Ela nada tem a dizer sobre Cristo e sua obra na Cruz. Por isso aprouve a Deus revelar-se de outra forma a seu povo. A esta revelação chamamos Revelação Especial, o que veremos a seguir.

III – A Revelação Especial:

Como temos visto a Revelação Geral se mostrou incapaz de revelar a Salvação. O Senhor então passou a Revelar-se de maneira especial e direta a várias pessoas que escolheu. Nessa revelação Deus usou várias formas para se manifestar (Leia Hb 1:1,2) o que aparecem por todo o relato Bíblico. Podemos citar, por exemplo: teofanias (aparições de Deus), sonhos, visões, anjos e voz de Deus. Mas a maior revelação dele aconteceu em seu próprio Filho, O Senhor Jesus Cristo. Podemos crer que todas as revelações anteriores já apontavam para o Filho de Deus que viria. Ele é a Palavra de Deus para nós (Jo 1:1).
Mas Deus não parou aí. Ele resolveu escrever a revelação. Isto Ele fez isso para preservar a sua Palavra de deturpações por parte de satanás, do mundo, e de nossa própria natureza pecaminosa. Assim foi tudo escrito para podermos hoje conhecer a Verdade de Deus (Leia Pv 22:19-21). Para que também sejamos cheios de esperança (Leia: Rm 15:4). Podemos ainda estar certos que estas Escrituras são completamente confiáveis, pois foi Espírito Santo quem as revelou e fez com que fossem escritas suas palavras. Portanto nelas encontramos a Salvação (Leia II Pe 1:19-21). Assim, a Escritura é indispensável, visto que cessaram aqueles antigos modos de Deus se Revelar. E cessaram porque já temos a Escritura, o Senhor já revelou tudo nela. Revelou o Caminho da Salvação: Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. A Bíblia é indispensável e suficiente.

IV - Conclusão:

Só na Bíblia encontramos a mensagem que nos leva a conhecer Jesus o Salvador. E para os que já foram salvos, ela continua sendo um guia para uma vida de santidade. Portanto busquemos lê-la com toda a devoção e procuremos sempre ouvi-la onde de fato for ensinada (Leia, por favor, com muita atenção Pv 2 e Sl 1).
Nota: Pretendemos aos poucos expor toda a Confissão de Fé Batista de 1689. Portanto, esperem as próximas postagens, como também, divulguem e orem por este projeto.


Para comprar a versão impressa destas exposições clique aqui.

Leitura recomendada: Sola Scriptura - A Doutrina Reformada das Escrituras

Sola Scriptura - A Doutrina Reformada das Escrituras

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Exposição de João 10:1-18 - Jesus é o Bom Pastor (Texto e áudio) - Manoel Coelho Jr.

Meditações em Gênesis 22: A prova suprema da Fé de Abraão* - Manoel Coelho Jr.

Estudo em Gênesis 3 (Primeira parte)