O Evangelho é a Resposta - Os homens por natureza rejeitam o Evangelho (Texto,áudio e vídeo)* - Manoel Coelho Jr.



Baixe o mp3 clicando aqui.

Imagine um doente que rejeita o remédio, um náufrago que despreza o socorro, ou um réu que menospreza a defesa de um advogado. O que você diria destes homens? Bem, falando em termos espirituais, este é o homem por natureza. Cada homem e mulher não aceita o Salvador Jesus Cristo e teimosamente persiste em seus pecados. É como um doente que quer morrer, um náufrago que quer se afogar, ou um réu que quer a própria condenação. Este é o caso de cada um de nós, a não ser que Deus nos transforme por sua graça.

Amigos, a consequência lógica do assunto tratado no capítulo anterior é que a prisão da vontade levará os homens a rejeitarem o Evangelho. Se eles amam o pecado e odeiam a Deus não quererão a salvação oferecida por este Deus. Estes homens estão escravizados por uma vontade que ama ao pecado, e a mentira que vem do pecado. Dessa forma eles rejeitarão a Única e Suficiente Esperança que lhes é oferecida porque tal Esperança não corresponde aos anseios da vontade pecaminosa que os escraviza. Vejamos então em alguns pontos qual a natureza desta rejeição e como ela se manifesta. Notaremos que o que será falado tem muito a ver com os temas do capítulo anterior.

1 – O problema da natureza pecaminosa.

Porque os que se inclinam para a carne cogitam das coisas da carne; mas os que se inclinam para o Espírito, das coisas do Espírito. Porque o pendor da carne dá para a morte, mas o do Espírito, para a vida e paz. Por isso, o pendor da carne é inimizade contra Deus, pois não está sujeito à lei de Deus, nem mesmo pode estar. Portanto, os que estão na carne não podem agradar a Deus.” Rm 8: 5-8.

A origem de toda a nossa escravidão está na carne. Carne é nossa natureza pecaminosa. Trata-se do que somos. Somos pecadores e por isso pecamos. Nossa natureza não ama a Deus, mas ao pecado e consequentemente quer o pecado. Aí está toda a raiz da escravidão da vontade. O problema é que esta vontade se origina no que somos por natureza, isto é, pecadores. Paulo deixa isso bem claro ao dizer que “o pendor da carne é inimizade contra Deus, pois não está sujeito à lei de Deus, nem mesmo pode estar. Portanto, os que estão na carne não podem agradar a Deus”. É completamente impossível para um homem natural querer a Lei de Deus, sujeitar-se a esta Lei, porque ele é inimigo de Deus na carne, ou seja, na natureza. O Centro de seu ser odeia a Deus! Assim jamais aceitará qualquer Verdade que venha de Deus.

2 – Os homens amam seus ídolos.

“Sabeis que, outrora, quando éreis gentios, deixáveis conduzir-vos aos ídolos mudos, segundo éreis guiados.” I Co 12:2.

A Barnabé chamavam Júpiter, e a Paulo, Mercúrio, porque era este o principal portador da palavra. O sacerdote de Júpiter, cujo templo estava em frente da cidade, trazendo para junto das portas touros e grinaldas, queria sacrificar juntamente com as multidões. Porém, ouvindo isto, os apóstolos Barnabé e Paulo, rasgando as suas vestes, saltaram para o meio da multidão, clamando: Senhores, por que fazeis isto? Nós também somos homens como vós, sujeitos aos mesmos sentimentos, e vos anunciamos o evangelho para que destas coisas vãs vos convertais ao Deus vivo, que fez o céu, a terra, o mar e tudo o que há neles;” At 14:12-15.

Vimos no estudo anterior que os homens não conhecem a Deus o que os leva a apegarem-se aos ídolos. Paulo diz no primeiro texto que os Coríntios antes da conversão eram guiados a estes ídolos mudos. Tudo isso denota uma prisão intransponível. Assim, cada homem e mulher não regenerados são levados sem chance de escape a estes ídolos. Naturalmente que se trata da prisão da vontade. Explicando melhor, não é que estas pessoas são forçadas, mas elas não podem deixar de servir ídolos porque simplesmente é o que querem, ou seja, elas amam e querem seus “deuses”.

No segundo texto observe que os pagãos quiseram adorar a Paulo e a Barnabé. Paulo não aceitou tal adoração dizendo-lhes que tinha por propósito anunciar-lhes o Evangelho para que, usando sua linguagem, “destas coisas vãs vos convertais ao Deus vivo, que fez o céu, a terra, o mar e tudo o que há neles”. Assim descobrimos que o Evangelho de Cristo essencialmente é um chamado para que os homens deixem seus ídolos e adorem ao Único e Verdadeiro Deus. Mas como estes homens deixarão seus ídolos se é o que eles querem? Como?  Eis que é impossível eles atenderem ao chamado do Evangelho, visto que o mesmo contraria o amor profundo que eles têm por seus ídolos mudos. Percebe? Assim é que sempre, sempre, e sempre o homem natural rejeitará o Evangelho, pois jamais deixará seus deuses falsos pelo Deus proclamado no Evangelho. Qual o resultado? Resposta: A rejeição do Evangelho.

3 – os homens não querem o Deus do Evangelho.

Isto, portanto, digo e no Senhor testifico que não mais andeis como também andam os gentios, na vaidade dos seus próprios pensamentos, obscurecidos de entendimento, alheios à vida de Deus por causa da ignorância em que vivem, pela dureza do seu coração, os quais, tendo-se tornado insensíveis, se entregaram à dissolução para, com avidez, cometerem toda sorte de impureza.” Ef 4:17-19.

Porque Deus, que disse: Das trevas resplandecerá a luz, ele mesmo resplandeceu em nosso coração, para iluminação do conhecimento da glória de Deus, na face de Cristo.” II Co 4:6.

Duro é o coração dos homens não transformados pelo Espírito Santo. Isso implica em que eles se distanciam de Deus. Já vimos nos capítulo anterior que os homens não conhecem a Deus porque na verdade não querem conhecê-lo. Isso fica explicado pelo primeiro ponto de nosso presente estudo. Lembra? Ora a carne odeia a Deus e não pode se sujeitar a sua Lei. O homem natural é assim.  Mas o Evangelho é a Revelação de Deus.  Sim amigos, foi no Evangelho que Deus nos deu sua Luz.  Foi no Evangelho que nos veio o “conhecimento da glória de Deus, na face de Cristo”.  Sendo assim eu lhes pergunto: Como homens que deliberadamente rejeitam o conhecimento de Deus ouvirão o Evangelho? É impossível! Ora, a natureza destes homens odeia a Deus é quer estar longe dEle para servir seus ídolos. Daí que quando o genuíno Evangelho lhes é pregado eles rejeitam sua mensagem com todas as forças. 

4 – Os homens rejeitam a Verdade do Evangelho.

 “Vós sois do diabo, que é vosso pai, e quereis satisfazer-lhe os desejos. Ele foi homicida desde o princípio e jamais se firmou na verdade, porque nele não há verdade. Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso e pai da mentira. Mas, porque eu digo a verdade, não me credes.” Jo 8: 44,45.

Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim.” Jo 14: 6.

Jesus deixou bem claro que por natureza os homens amam e querem a mentira. Eles são filhos do diabo. Palavras duras, mas que vieram da boca de Cristo. É por isso que os homens preferem os falsos ídolos desprezando o Verdadeiro Deus. Eles querem o que é falso, querem a mentira. Isso vem do pecado que habita neles e os domina, pois o pecado é um poder de falsificação que distorce toda a realidade criando fantasias loucas. Mas o Evangelho é a Verdade, a Verdade que é Cristo. Como então tais homens que abominam a Verdade e amam a mentira poderão ouvir o Evangelho?  Mais uma vez afirmo com todas as forças: É completamente impossível o homem natural ouvir o Evangelho!

5 – Os homens rejeitam a santidade do Evangelho.

O julgamento é este: que a luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas do que a luz; porque as suas obras eram más. Pois todo aquele que pratica o mal aborrece a luz e não se chega para a luz, a fim de não serem argüidas as suas obras.” Jo 3:19,20.

Todo aquele que pratica o pecado também transgride a lei, porque o pecado é a transgressão da lei. Sabeis também que ele se manifestou para tirar os pecados, e nele não existe pecado. Todo aquele que permanece nele não vive pecando; todo aquele que vive pecando não o viu, nem o conheceu. Filhinhos, não vos deixeis enganar por ninguém; aquele que pratica a justiça é justo, assim como ele é justo. Aquele que pratica o pecado procede do diabo, porque o diabo vive pecando desde o princípio. Para isto se manifestou o Filho de Deus: para destruir as obras do diabo. Todo aquele que é nascido de Deus não vive na prática de pecado; pois o que permanece nele é a divina semente; ora, esse não pode viver pecando, porque é nascido de Deus.” I Jo 3: 4-9.

Arrependei-vos, pois, e convertei-vos para serem cancelados os vossos pecados,” At 3:19.

Todo o problema que temos abordado se resume nesta afirmação: Os homens amam o pecado, pois a natureza deles é pecaminosa! Dessa forma rejeitarão tudo o que contraria o objeto de seu amor. Mas o Evangelho é exatamente o que combate o pecado. O Evangelho ataca o pecado em todos os aspectos, mas para o nosso entendimento neste ponto devo mencionar que Evangelho é um chamado ao arrependimento, ou seja, é um chamado aos homens para que deixem o pecado e se voltem para Deus em Cristo. É um chamado a santidade, um chamado a depor as armas e dobrar-se ante ao Senhorio de Deus. Mas como eles farão isso se amam o pecado e não suportam a Deus? Como farão isso se odeiam os mandamentos divinos? Como farão isso se abominam a santidade e amam a impureza? É completamente impossível eles atenderem ao chamado do Evangelho, pois odeiam sua ordem por estarem rebelados.

6 – Conclusão:


Oh amigos, eis a rejeição descrita conforme nos ensina as Escrituras. Que terrível situação. Os homens por natureza rejeitam a Esperança do Evangelho e a se entregam a morte no pecado. O pecado é a doença e morte deles, e o Evangelho é a Única e suficiente cura, mas mesmo assim desprezam a cura por amarem sua doença mortal. Eles querem o veneno, o pecado mortal. Oh amigo este é o seu caso se ainda não foi transformado por Deus. Assim você é por natureza. Eu estive lhe descrevendo. Este é você. Você nasceu assim, e dessa forma aborrece o Evangelho. Você ama o pecado. Você despreza a pregação. Você ouve e ouve e jamais se volta para Deus, jamais confia em Cristo. Você tem permanecido em seus pecados. É isso que lhe tem acontecido? Por acaso você não tem posto muitas coisas e pessoas acima de Deus? Acaso você não possui muitos ídolos? Não é verdade que você tem rejeitado o Deus do Evangelho? Você tem preferido a mentira no lugar da Verdade de Cristo?  Você tem amado o pecado e aborrecido a santidade? Você tem visto os Mandamentos de Deus como cargas insuportáveis? É assim?  As coisas têm sido assim? Então repito: Eu estive lhe descrevendo. Sabe o que significa tudo isso? Resposta: Você tem rejeitado o Evangelho!  E sabe o motivo? É que você ainda é um homem natural. Você precisa urgentemente que Deus lhe dê um novo coração, que Deus lhe dê uma nova natureza que o ama e odeia ao pecado, do contrário nunca você será salvo, pois rejeitará sempre e sempre o Salvador. Você precisa nascer de novo! Fale com Deus sobre isso agora. Suplique-lhe a misericórdia agora. Suplique-lhe a graça neste momento e prossiga comigo nestes estudos. Que o Senhor nos ilumine! Que o Senhor lhe seja gracioso, meu prezado leitor!  

Pode ser copiado, distribuído, e traduzido livremente para outro idioma, desde que indicada a fonte, a autoria, e o conteúdo não seja modificado.

*Estudo ministrado no culto noturno de estudo bíblico e oração, quarta-feira, 10 de Junho de 2015, na Congregação Batista Reformada em Belém.



Leituras recomendada:


















Adquira o livro do blog:














Conheça e inscreva-se nas páginas do blog no Youtube e Facebook :

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Exposição de João 10:1-18 - Jesus é o Bom Pastor (Texto e áudio) - Manoel Coelho Jr.

Meditações em Gênesis 22: A prova suprema da Fé de Abraão* - Manoel Coelho Jr.

Exposição de Gênesis 11: O projeto fracassado e o projeto vitorioso!