Estudo 36 - Batistas Reformados - Graça irresistível - Parte XI* – Manoel Coelho Jr.

A doutrina da Graça irresistível é uma poderosa fonte de esperança na evangelização. Muitas vezes nos sentimos desanimados devido ao ódio dos homens a mensagem do genuíno Evangelho. Este ódio provém da natureza pecaminosa deles que aborrece a Verdade e ama a mentira, fazendo com que considerem o Evangelho de Deus uma loucura e suas tolas ideias como expressões máximas de sensatez. Mas Deus é Soberano, está com seus servos e possui seus eleitos que estão por todas as partes do mundo. Este fato vence todo o desânimo dos que evangelizam, enchendo-os de esperança e santa determinação em prosseguir, pois não dependem de homens, mas apenas de Deus. Tal esperança leva-os a Fidelidade, pois não há necessidade de modificar a mensagem para agradar homens, já que o que importa é Deus e seu plano soberano.  Por outro lado, a Fidelidade os induz a Esperança, visto que creem que somente a Verdade atrai as genuínas ovelhas de Cristo, o que eles aguardam com grande expectativa para a Glória do Senhor que salva o seu povo. 

Textos principais deste estudo: 

 “Certamente, a palavra da cruz é loucura para os que se perdem, mas para nós, que somos salvos, poder de Deus. Pois está escrito: Destruirei a sabedoria dos sábios e aniquilarei a inteligência dos instruídos. Onde está o sábio? Onde, o escriba? Onde, o inquiridor deste século? Porventura, não tornou Deus louca a sabedoria do mundo?  Visto como, na sabedoria de Deus, o mundo não o conheceu por sua própria sabedoria, aprouve a Deus salvar os que crêem pela loucura da pregação. Porque tanto os judeus pedem sinais, como os gregos buscam sabedoria; mas nós pregamos a Cristo crucificado, escândalo para os judeus, loucura para os gentios; mas para os que foram chamados, tanto judeus como gregos, pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus.”.

I Co 1: 18-23.  

Quando Silas e Timóteo desceram da Macedônia, Paulo se entregou totalmente à palavra, testemunhando aos judeus que o Cristo é Jesus. Opondo-se eles e blasfemando, sacudiu Paulo as vestes e disse-lhes: Sobre a vossa cabeça, o vosso sangue! Eu dele estou limpo e, desde agora, vou para os gentios. Saindo dali, entrou na casa de um homem chamado Tício Justo, que era temente a Deus; a casa era contígua à sinagoga. Mas Crispo, o principal da sinagoga, creu no Senhor, com toda a sua casa; também muitos dos coríntios, ouvindo, criam e eram batizados. Teve Paulo durante a noite uma visão em que o Senhor lhe disse: Não temas; pelo contrário, fala e não te cales; porquanto eu estou contigo, e ninguém ousará fazer-te mal, pois tenho muito povo nesta cidade. E ali permaneceu um ano e seis meses, ensinando entre eles a palavra de Deus.”.

At 18: 5-11.    



Baixe o mp3 clicando aqui.

*Estudo da EBD de 23 de Novembro de 2014, na Congregação Batista Reformada em Belém.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Exposição de João 10:1-18 - Jesus é o Bom Pastor (Texto e áudio) - Manoel Coelho Jr.

Meditações em Gênesis 22: A prova suprema da Fé de Abraão* - Manoel Coelho Jr.

Estudo em Gênesis 3 (Primeira parte)