A natureza humana rejeita a Verdade – Aplicações - Conclusão.


Aplicação VIII: O diabo acha campo aberto nos na regenerados. Só Deus pode libertá-los (Jo 8:43-47; I Jo 3:7-15; Gn 4; II Co 11:10-15; II Tm 4:3; II Co 4:1-6)!

Notemos que no verso 44 o Senhor diz que seus opositores queriam satisfazer os desejos do diabo. Isso é surpreendente, impressionante, se lembrarmos, conforme vimos no ponto anterior, que o diabo é um assassino da humanidade que usa a mentira para matar. Responda-me: Você deixa sua casa aberta a noite? Você deseja que um ladrão entre em sua casa? Você convidaria um assassino para estar com os seus, em seu lar? Para todas estas questões só poderíamos responder um não. Outra resposta seria loucura. Mas os homens não regenerados fazem pior que isso. Eles querem satisfazer os desejos perversos daquele que quer matá-los espiritualmente.

O fato é que o coração dos não regenerados corresponde aos desejos do diabo, por isso o Senhor os chama de filhos do diabo. O coração dos não regenerados está escancarado para as influências do maligno. Esta é uma situação deveras triste. Apenas o novo nascimento muda esta situação. Quem nasceu de novo é de Deus. Assim, ama a Deus e aos próximos. Não é como Caim, um assassino no coração. Caim seguia seu pai, o diabo, torno-se materialista e nunca pensava em honrar a Deus e viver em amor. Seus descendentes tornaram-se piores que ele nesta falta de amor e materialismo. Caim e seus descendentes são exemplos terríveis de pessoas que abrem o coração para a vontade do diabo e acabam por perder-se.

Uma das formas da influência satânica chega aos homens através de falsos apóstolos. Tais falsos apóstolos se aproximam como enviados de Deus, mas de fato são enviados do diabo. Mas os não regenerados os ouvem, pois eles falam de acordo com suas concupiscências carnais. Os ímpios sempre querem satisfazer os desejos do diabo. Assim, o diabo os tem nas mãos. Ele os cega para que não vejam a luz de Cristo. A situação é semelhante a de um assassino que leva sua vítima para a morte dando-lhe para ingerir um veneno que a própria vítima saboreia. E no caso espiritual, o veneno é o pecado. Mas esta não é a palavra final. Deus pode libertar desta situação, e ele o faz na vida de seus eleitos. Ele ilumina o coração, retira a cegueira, e resplandece a sua glória em Cristo. Ele dá o novo nascimento aos de seu povo, dá-lhes a regeneração, e então eles vêm a Cristo pela fé, arrependidos de seus pecados.

Prezado leitor, avalie-se a luz destes fatos. Como esta seu coração? O seu coração está aberto para a vontade do diabo ou você ama a Deus? Não estou falando de uma mera membresia de igreja, mas da atitude do coração. Que você possa se avaliar seriamente e clamar a Deus pela regeneração, quando for o caso.

Aplicação IX: Apesar de tudo, Cristo disse a Verdade e não agradou aos homens (Jo 8:44; Jo 7:7; Jo 6:44, 45; Jo 15:18-16:11; Ez 37; II Co 4:1-6;)!

Nunca Cristo atenuou a mensagem para agradar aos ímpios. Ele sabia que o mundo o odiaria por causa da Verdade que tinha a transmitir. Porém, sabia, também, que os que eram do Pai ouviriam sua mensagem. Além disso, o Senhor mostrou que seus discípulos seriam odiados como Ele foi, mas que a obra de convencer pecadores era do Espírito Santo.

Devemos entender claramente que a nosso trabalho como seguidores de Cristo é proclamarmos a Verdade e não agradarmos as pessoas ou tentarmos convencê-las. Temos que pregar a Verdade doe a quem doer, e saber que vamos ser odiados pelo mundo por causa disso. No entanto, quem for de Deus nos ouvirá. A obra de convencimento e chamamento pertence ao Senhor. Assim, não desanimemos diante das dificuldades nem fraquejemos em proclamar a Verdade integralmente. Nosso trabalho é pregar a ossos secos e quem os ressuscita é Deus!

Aplicação X: Deus tem os seus, e estes possuem características peculiares.

Ao olharmos para este texto vemos algumas características que demonstram que uma pessoa é de Deus. Vejamo-las e apliquemo-las as nossas vidas:

A – Quem é de Deus ouve sua Palavra, e sua Palavra é Cristo (Jo 8:47).

B – Quem é de Deus não apenas ouve, mas permanece na Palavra (Jo 8:31).

C – Quem é de Deus conhece a Verdade e é liberto do pecado (Jo 8:31-34).

D – Quem é de Deus tem a Palavra em si (Jo 8:37).

E – Quem é de Deus de fato é seu filho (Jo 8:41,42).

F – Quem é de Deus ama a Cristo (Jo 8:42).

G – Quem é de Deus compreende a linguagem de Cristo (Jo 8:43).

H – Quem é de Deus jamais será do diabo ao mesmo tempo (Jo 8:44).

Cada ponto desses tem grandes implicações e aplicações, e por isso devemos sem pressa refletirmos neles. Que Deus nos ilumine!

Pode ser copiado e distribuído livremente, desde que indicada a fonte, a autoria, e o conteúdo não seja modificado!

Adquira a primeira parte da versão impressa destas exposições, ou outras obras nossas, clicando aqui.

Leitura recomendada para o aprofundamento no assunto: 

As Raízes de Uma Fé Autêntica

As Raízes de Uma Fé <br />

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Exposição de João 10:1-18 - Jesus é o Bom Pastor (Texto e áudio) - Manoel Coelho Jr.

Meditações em Gênesis 22: A prova suprema da Fé de Abraão* - Manoel Coelho Jr.

Estudo em Gênesis 3 (Primeira parte)