Exposição do Evangelho de João: Cristo é a Luz do mundo (Segunda parte)!


III – JESUS É A LUZ ESPIRITUAL!

Agora podemos fazer a comparação entre Cristo e o pecado para entendermos a importância do Senhor como a Luz do mundo.


1 – Cristo revela a Deus (Leia: Jo 1:1-18; 14:1-11)!

Se o pecado encobre a revelação de Deus para nós, Cristo, ao contrário, o manifesta. E é assim porque Cristo é o Verbo de Deus, é a Palavra de Deus, é a revelação de Deus para a humanidade. A Palavra e as obras de Cristo provem do Pai. Dessa forma quem olha para Cristo olha para o Pai e conhece ao Pai. Este é o principal motivo de Cristo ser considerado a Luz do mundo, pois estar na Luz é conhecer e ter comunhão com Deus, e este conhecimento está em Cristo (I Jo 1:5-2:6). E também é dito que Cristo é a luz do mundo, porque não existe maior, melhor, e mais importante conhecimento que saber a respeito de quem é Deus de fato (Jr 9:23,24, Jo 17:3), e somente em Cristo é que temos este saber (Jo 17:6).

Diante disso preciso fazer-lhe duas perguntas:

A – O que você mais busca conhecer? Desta pergunta depende toda a sua vida e eternidade. Se apenas busca conhecer as coisas deste mundo, então você é um tolo, pois despreza a maior riqueza que existe: Deus. Por isso lhe exorto: Mude de atitude e proponha-se conhecer a Deus!

B – Mas onde podemos encontrar o verdadeiro conhecimento de Deus? A resposta óbvia é: Em Cristo. No entanto muitos têm procurado conhecer a Deus não por meio de Cristo, mas por outros canais como a religiosidade, a filosofia, a razão, e a experiência mística. Porém lembre: Só Cristo é a Verdadeira luz, e estes outros canais estão todos afetados pelo pecado em seu coração, o que causará o efeito que já estudamos: O pecado o enganará e fará que não conheça a Deus. Portanto, você precisa olhar para Cristo, e só para Cristo, de outro jeito nunca conhecerá a Deus.

2 – Cristo revela o que é o pecado (Leia: Jo 3:19-21)!

Se Cristo revela a Deus a conseqüência é que revele também ao pecado. Como vimos anteriormente, o pecado só se mostra imundo quando conhecemos a Deus, pois Deus é o Padrão do bem, da pureza, e da beleza. Por isso Cristo é a luz, Ele mostra que o pecado é repulsivo. Sem Cristo nós seremos como uma criança, que por falta de iluminação em sua casa, abraça um horrível rato de esgoto imaginando que protege seu animalzinho de estimação. Evidentemente que quando luz retornar a criança sentirá repulsa pelo que tem nos braços. Assim é que entendemos o pecado quando Cristo nos ilumina: percebemos que é algo sujo, imundo, e repulsivo, pois é contra o Verdadeiro Deus revelado em Cristo.

Infelizmente muitos se afastam de Cristo exatamente por isso. Eles não querem que seu pecado seja revelado e reprovado, e assim se afastam em direção as enganosas trevas do pecado. São muitos que nesta atitude se recusam a conhecer o Verdadeiro Cristo. Talvez o meu leitor esteja nesta situação, mas eu lhe apelo a que não faça isso, não se faça esse mal. Se você se afasta de Cristo, o pecado não lhe parecerá repulsivo, mas o que lhe adiantará esta situação? Será semelhante a abraçar uma cobra venenosa sem o saber! Porventura isto lhe trará algum benefício? Por acaso a cobra deixará de lhe envenenar porque você insiste em achá-la inofensiva? Assim é que o pecado continuará a ser repulsivo mesmo que você penetre mais e mais na escuridão por afastar-se de Cristo, a Única Luz do mundo. Portanto, o mais razoável é que você se aproxime de Cristo e encare a realidade da imundícia de seu pecado. Aliás, ao encontrar e conhecer a Cristo e seu Reino você entenderá que Ele é a pérola pela qual deve abandonar todas as coisas (Mt 13:44-46). Será que você deixará esta pérola pela imundícia?

3 – Cristo revela a condenação que espera o pecado (Leia: Jo 5:24-30; Jo 8:24,32-36; Mt 7:21-23)!

Mostrando quem é Deus, Cristo mostra a imundícia do pecado, e conseqüentemente mostra que o pecado é condenável, que na verdade o pecado trará a morte. Assim, todo aquele que conhece a Cristo vê claramente que está indo para condenação eterna, e que de fato é isso que merece por ofender a Deus. Vê que Deus é justo por enviar-lhe ao inferno, pois o pecado é o pior mal, sendo, portanto, absolutamente condenável.

A realidade do inferno é algo aterrador aos homens. Devido a isso eles a negarão ou a atenuarão. O pecado em seus corações os iludirá para que pensem que sua desobediência não é assim tão horrível ao ponto de merecer uma pena tão severa (Sl 36:1,2). Mas Cristo, sendo a luz do mundo, destrói toda esta ilusão mostrando claramente aos homens a dura realidade do futuro juízo de Deus. Fazendo assim, Cristo faz o bem aos homens, pois o que adianta estar enganado? Prezado leitor, aproxime-se de Cristo para que Ele lhe mostre como seu pecado é condenável, e como você se apressa em direção ao inferno. Isso será duro? Sim será! Mas ao mesmo tempo será salutar, pois é melhor saber disso agora do que no juízo vindouro.

4 – Cristo revela-se como o Salvador do pecado (Leia: Jo 5:39,40; Jo 6:53-56; Jo 7:37-39; Jo 8:31-36; Jo 10:11; Mt 1:21)!

Se Cristo apenas revelasse os fatos anteriores não poderia ser á luz do mundo em um sentido salvador, mas apenas em um sentido condenador, visto só trazer o conhecimento da imundícia e condenação do pecado. Seria como um médico que apenas desengana seu paciente revelando-lhe uma doença fatal. Mas sabemos que uma das propriedades da luz é salvar. Se ando em uma rua escura por falta de energia, e me aproximo de um buraco, fatalmente cairei nele, pois não o vejo. Mas se a energia voltar e as lâmpadas se acenderem, a luz me revelará o perigo e me mostrará o caminho firme e seguro.

Assim Cristo também o faz. Ele também é a luz porque revela não somente a imundícia e condenação do pecado, mas ainda a Salvação: Ele próprio. Ele diz que é o pão, a porta, a luz, a Verdade libertadora do pecado, diz que possui a água viva, que é o Caminho para o Pai, que é a Verdade, e a Vida, que é o Bom Pastor que dá a sua vida pelas ovelhas, enfim, Ele, e só Ele, é o Salvador, pois levou sobre si o pecado de seu povo, e sobre si a ira de Deus para que seu povo seja salvo. Amém! De fato Ele é a luz para você meu leitor! O que você dirá sobre isso? Afirmo-lhe que não existe outro Salvador! Creia Nele, creia Nele, creia Nele! Ele é a luz do mundo!

Continua...

Pode ser copiado e distribuído livremente, desde que indicada a fonte, e o conteúdo não seja modificado! 

Adquira a primeira parte da versão impressa destas exposições clicando aqui. 

Leituras recomendadas para o aprofundamento no assunto:


A Ira de Deus

A Ira de Deus

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Exposição de João 10:1-18 - Jesus é o Bom Pastor (Texto e áudio) - Manoel Coelho Jr.

Meditações em Gênesis 22: A prova suprema da Fé de Abraão* - Manoel Coelho Jr.

Estudo em Gênesis 3 (Primeira parte)