Exposição do Evangelho de João: Cristo é a Luz do mundo (Terceira parte)!

Primeira parte aqui.

Segunda parte aqui. 

IV- COMO USUFRUIR DA LUZ DE CRISTO?

Avancemos para mostrar onde podemos encontrar a luz de Cristo para dela usufruirmos. Afinal, onde está Cristo? Onde podemos encontrá-lo? Será que o encontraremos em “novas revelações” o em “profetas” modernos que dizem ter recebido mensagens Dele? Será que o encontraremos em “sonhos”, “intuições” ou “visões”?

Bem, devemos descartar todas estas opções anteriores, e de uma vez por todas entendermos que Cristo se revela a nós hoje na Bíblia Sagrada. Ora, a Bíblia é a revelação de Deus a respeito de Cristo, o seu Filho (Leia: Jo 5:39). De maneira bem clara observamos que o Antigo Testamento aponta para a vinda de Cristo e sua necessidade (Gn 3:15), e o Novo Testamento efetivamente apresenta-nos esta vinda e o seu significado para os pecadores (Mt 1:21). Assim, é que toda a Bíblia é a apresentação do terrível problema do pecado como trevas, e de Cristo como a única luz do mundo. Dessa forma é para as Escrituras que devemos olhar para encontrarmos a luz (Sl 119:1-12, 105), a Lei do Senhor (Sl 1), o caminho a seguir (Js 1:7,8), o próprio Cristo (Jo 5:39).

Meu leitor, o que você deve fazer diante deste fato? Se estando em sua casa e as lâmpadas se apagarem por falta de energia, e você souber da existência de uma lanterna na gaveta do quarto, o que fará? O que fará se estiver na sala de estar? Não procurará chegar ao quarto e à dita gaveta? Não fará você uso da lanterna em meio à escuridão? É óbvio que sim! Então porque você não procura a Cristo nas Escrituras já? Faça isso imediatamente e com diligência. Se você ainda não é um crente em Cristo, é na Bíblia que você saberá quem Ele é como a luz do mundo e só então poderá crer Nele. Mas se você já é um crente deve continuar a buscá-lo nas Escrituras para que sua luz lhe seja derramada mais e mais. Oh amigo, a sua maior necessidade é de Cristo, e de sua luz, então o busque na Bíblia. Leia-a todos os dias, e em seqüência, com profundo desejo de encontrá-lo, e clame a Ele para que se revele a você. É hora de deixar toda a preguiça, e não permitir que as distrações deste mundo lhe desviem de sua busca pela Palavra de Deus em Cristo (Mt 13:22).

Mas há outra forma de Cristo se revelar hoje: Através dos pregadores fieis. Não é que estes pregadores ensinem alguma coisa dissociada das Escrituras, mas que ensinam exatamente o que a Escritura fala e a aplicam a vida das pessoas (II Tm 4:1-5). E só a Escritura que os pregadores fieis ensinam. Porém, é claro que devemos julgar os pregadores (I Jo 4:1), se são falsos ou verdadeiros. Mas qual o critério para este julgamento? Ora é precisamente a Escritura! Assim você deve julgar tudo a luz das Escrituras para ver se o que é dito de fato corresponde a Verdade Bíblica ( At 17:11). O verdadeiro pregador ensinará a Escritura em qualquer tempo, corrigindo, repreendendo, e animando (II Tm 4:2), enquanto que o falso apenas agradará a pecaminosidade dos ouvintes pregando-lhes o que é conforme suas concupiscências más (II Tm 4:3). O que você prefere: alguém que lhe agrade conduzindo-o ao abismo, ou outro que lhe desagrade mas que lhe ensine o caminho da salvação? Meu prezado, busque ouvir um pregador fiel mesmo que isso lhe doa! Busque a luz de Cristo que tudo mostra, mas que também aponta a salvação. Mas não despreze a Palavra ao achá-la, pois neste caso poderá ser que Deus o entregue a seu próprio coração mau, onde habita o pecado (Sl 36:1,2), e, então, sua escuridão apenas aumentará ( Rm 1;16-32; Mt 13:10-17). Busque a luz de Cristo já! Amém!

Pode ser copiado e distribuído livremente, desde que indicada a fonte, e o conteúdo não seja modificado!  


Leitura recomendada para o aprofundamento no assunto: 

A Inspiração das Escrituras

A Inspiração das Escrituras

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Exposição de João 10:1-18 - Jesus é o Bom Pastor (Texto e áudio) - Manoel Coelho Jr.

Meditações em Gênesis 22: A prova suprema da Fé de Abraão* - Manoel Coelho Jr.

Estudo em Gênesis 3 (Primeira parte)