A Indefensibilidade do Aborto - Manoel Coelho Jr.

O aborto é o mais horrendo dos assassinatos, sendo assim totalmente indefensável, pelos seguintes motivos... 

1 - Nunca se poderá provar que a vida no ventre vale menos, ou não é vida humana tal qual a de homens e mulheres que já nasceram. Ao decidir-se pelo aborto a vida perde seu valor essencial dando lugar a vontade arbitrária daquele que quer matar. Nesta caso como se poderá defender a vida em quaisquer outras circunstâncias? 


2 - Incentiva aquela que deveria gerar e proteger a criança, a mãe, a matar seu próprio filho. A protetora é transformada em assassina. Poucas coisas podem ser mais abjetas que um quandro mostrando uma mãe matando seu filho num berço, ainda que esta possa apresentar muitas "razões" para seu ato vil. Mas este é exatamente o caso no aborto, pois afinal de contas fará diferença se o filho está no berço ou no ventre? Assim, de forma inevitável a mãe que aborta terá que enfrentar a voz de sua própria consciência. 

3 - É promovido com um discurso que encobre os fatos abordados nos pontos anteriores. Afirmam os abortistas que lutam pelo direito das mulheres e pelo bem social. Por meio de muitos embustes e falsas informações passam a impressão que lutam por uma boa causa, lutam pelo bem da sociedade. Mas onde está a boa causa? Onde está o bem? Há direito de matar? Provem os abortistas que a vida no ventre não é humana e de valor essencial e poderemos afirmar com eles que lutam pelo bem. Caso contrário, não passam de assassinos que levam outros também a sê-lo. No final, o mal se disfarça de bem. 

4 - É um ataque aos que têm direito a vida, mas que nada podem fazer para defendê-la, por não possuírem naquele momento condições para tanto. Por outro lado os que têm tais condições, isto é, pais, autoridades e intelectuais, são os que as usam para matá-los.Os indefesos nem mesmo podem gritar "socorro", pois os seus salvadores tornaram-se os seus assassinos e depois de praticarem tudo isso vão colocar suas cabeças à noite no travesseiro e dormir com suas "consciências tranquilas". 

Se algum defensor do aborto conseguir responder as questões pontuadas terá feito o seguinte... 

1 - Terá provado que a vida no ventre não têm valor como humana. 

2 - Consequentemente terá provado que o aborto não é assassinato. Mas como é impossível que se prove que a vida no ventre não têm valor como humana, somente restará dois caminhos para os abortistas: 

1 - Ou se arrependem e passam a lutar contra o aborto. 

2 - Ou matam de vez a própria consciência e continuam a defender o assassinato de milhões de inocentes. Neste caso jamais poderão protestar contra qualquer assassinato sem se tornarem incoerentes. 

Não há meio termo entre estas duas alternativas a todos que até aqui têm defendido o aborto. 

Lembro que o Senhor Deus diz a todos: 

"Não matarás". Êxodo 20:13.

*Pode ser copiado, traduzido para outro idioma, e distribuído livremente, desde que indicada a fonte, a autoria, e o conteúdo não seja modificado!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Exposição de João 10:1-18 - Jesus é o Bom Pastor (Texto e áudio) - Manoel Coelho Jr.

Meditações em Gênesis 22: A prova suprema da Fé de Abraão* - Manoel Coelho Jr.

Estudo em Gênesis 3 (Primeira parte)