Meditações no Salmo 12 – A Puríssima Palavra de Deus e a Mentira do Ímpio – Manoel Coelho Jr.

"Salva-nos, SENHOR, porque faltam os homens bons; porque são poucos os fiéis entre os filhos dos homens. Cada um fala com falsidade ao seu próximo; falam com lábios lisonjeiros e coração dobrado. O Senhor cortará todos os lábios lisonjeiros e a língua que fala soberbamente. Pois dizem: Com a nossa língua prevaleceremos; são nossos os lábios; quem é senhor sobre nós? Pela opressão dos pobres, pelo gemido dos necessitados me levantarei agora, diz o Senhor; porei a salvo aquele para quem eles assopram. As palavras do Senhor são palavras puras, como prata refinada em fornalha de barro, purificada sete vezes. Tu os guardarás, Senhor; desta geração os livrarás para sempre. Os ímpios andam por toda parte, quando os mais vis dos filhos dos homens são exaltados". 

Salmos 12.


O Salmo 12 que nos fala da palavra do ímpio como vã e bajuladora, enquanto que a Palavra de Deus é puríssima. Quando os vis dominam a terra, por todo o canto se veem ímpios que destroem pela falsidade e violência. Mas Deus promete proteger seu Povo e punir os ímpios. Baseada nessa Palavra o salmista pede socorro a Deus e assim devemos fazer em nosso tempo. Não devemos desesperar, mas crer e orar. Ouça e medite. 

*Reflexão ministrada no Culto de Oração na Congregação Batista Reformada em Belém. Noite de Quinta-feira, 03 de Novembro de 2016. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Exposição de João 10:1-18 - Jesus é o Bom Pastor (Texto e áudio) - Manoel Coelho Jr.

Meditações em Gênesis 22: A prova suprema da Fé de Abraão* - Manoel Coelho Jr.

Estudo em Gênesis 3 (Primeira parte)