O Verdadeiro Deus!

Quando clamares, a tua coleção de ídolos que te livre! Levá-los-á o vento; um assopro os arrebatará a todos, mas o que confia em mim herdará a terra e possuirá o meu santo monte. (Is 57:13).

O que uma pessoa põe em primeiro lugar em sua vida torna-se o seu "deus". Se for o dinheiro, o dinheiro é o seu "deus", se for a família, a família é o seu "deus", se for o lazer, o lazer é o seu "deus", enfim, seja o que for, isto será o seu "deus". Tal coisa passa a receber uma espécie de "culto". Tudo o que essa pessoa faz, pensa, e deseja, é voltado para esse "deus". Este é seu ídolo, é aquilo que é adorado por ela.

No entanto chamar, ou considerar, alguma coisa como "deus" leva-nos a seguinte questão: Tal coisa é a realmente um "deus"? Bem, se chamo alguém de "médico", é de se supor que tal pessoa de fato seja um médico, pois se for o contrário seria uma tolice chamá-lo assim. Não é mesmo? Assim eu lhe pergunto: O que você considera com um "deus" é realmente "deus"? Ora, espera-se que um "deus" mereça o primeiro lugar na vida de alguém. Este é o mais importante na vida da pessoa. Será que o que você considera como "deus" merece esta posição? Permita-me mostrar-lhe algumas características que a Bíblia apresenta como essenciais no verdadeiro Deus. Ao examinar estas características, eu lhe peço que avalie se elas não são necessárias em qualquer pessoa, ou coisa que você coloque em primeiro lugar em sua vida, e se de fato isso que você considera como seu "deus" as possui.

I - Ele não depende de nada e de ninguém, pois é auto-suficiente (At 17:25).

II - Ele é o Criador de todas as coisas inclusive de você, e sua glória se manifesta em toda a criação (Gn 1 e Rm 1).

III - Ele mantêm e controla todas as coisas inclusive você. Ele lhe dá a respiração (At 17:24-25).

IV - Ele é pessoal e exige a obediência dos seres humanos (Gn 2:16,17).

V - Ele se revelou em seu Filho Jesus Cristo (Jo 1).

VI - Ele manifestou seu grande amor em dar seu Filho para morrer por pecadores, e estes devem crer Nele para serem salvos de seus pecados, e em breve estarão na Morada Celestial para sempre com Ele (Jo 3:16, Mt 1:21, Jo 14:1-6).

VII - Ele julgará a cada homem e mulher no dia determinado (Ap 20:11-15).

VIII - Ele é cheio de glória, é o maior bem, o que se manifesta em todas as suas obras (Sl 1, Rm 1, Ef 1).

IX - É o Único Deus, enfim, e por isso deve ser amado com todo o nosso ser (Dt 6:4,5).

Eu lhe pergunto: Você tem este Deus como seu Deus? Se não tem, isso significa que outra coisa ou pessoa é o seu "deus"! Mas, tal coisa ou pessoa merece ser assim considerada? Responda de acordo com os critérios bíblicos que aqui apresentamos. Se tal "deus" não passa nestes critérios, não é tolice considerá-lo como "deus"? Não é verdade que tal "deus" é falso? Ó meu amigo, deixe esta tolice e volte-se para o verdadeiro Deus, o Único Deus! Procure conhecê-lo por seu Filho Jesus e honre a Ele. Abandone o falso "deus" e volte-se para Cristo em fé e arrependimento por seus pecados, e Nele conheça ao Único Deus. Mas se não o fizer, saiba que em breve descobrirá que tudo o que idolatrou não poderá lhe ajudar pois não passa de vaidade. Mas aquele que habita no esconderijo do Verdadeiro Deus acha descanso (Sl 91:1). Ó meu amado leitor, deixe o falso "deus" e honre ao Senhor, pois " Todos os artífices de imagens de escultura são nada, e as suas coisas preferidas são de nenhum préstimo; eles mesmos são testemunhas de que elas nada vêem, nem entendem, para que eles sejam confundidos. Quem formaria um deus ou fundiria uma imagem de escultura, que é de nenhum préstimo? Eis que todos os seus seguidores ficariam confundidos, pois os mesmos artífices não passam de homens; ajuntem-se todos e se apresentem, espantem-se e sejam, à uma, envergonhados. O ferreiro faz o machado, trabalha nas brasas, forma um ídolo a martelo e forja-o com a força do seu braço; ele tem fome, e a sua força falta, não bebe água e desfalece. O artífice em madeira estende o cordel e, com o lápis, esboça uma imagem; alisa-a com plaina, marca com o compasso e faz à semelhança e beleza de um homem, que possa morar em uma casa. Um homem corta para si cedros, toma um cipreste ou um carvalho, fazendo escolha entre as árvores do bosque; planta um pinheiro, e a chuva o faz crescer. Tais árvores servem ao homem para queimar; com parte de sua madeira se aquenta e coze o pão; e também faz um deus e se prostra diante dele, esculpe uma imagem e se ajoelha diante dela. Metade queima no fogo e com ela coze a carne para comer; assa-a e farta-se; também se aquenta e diz: Ah! Já me aquento, contemplo a luz. Então, do resto faz um deus, uma imagem de escultura; ajoelha-se diante dela, prostra-se e lhe dirige a sua oração, dizendo: Livra-me, porque tu és o meu deus. Nada sabem, nem entendem; porque se lhes grudaram os olhos, para que não vejam, e o seu coração já não pode entender. Nenhum deles cai em si, já não há conhecimento nem compreensão para dizer: Metade queimei e cozi pão sobre as suas brasas, assei sobre elas carne e a comi; e faria eu do resto uma abominação? Ajoelhar-me-ia eu diante de um pedaço de árvore? Tal homem se apascenta de cinza; o seu coração enganado o iludiu, de maneira que não pode livrar a sua alma, nem dizer: Não é mentira aquilo em que confio? (Is 44: 9-20).

Pode ser copiado e distribuído livremente, desde que indicada a fonte, e o conteúdo não seja modificado!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Exposição de João 10:1-18 - Jesus é o Bom Pastor (Texto e áudio) - Manoel Coelho Jr.

Meditações em Gênesis 22: A prova suprema da Fé de Abraão* - Manoel Coelho Jr.

Estudo em Gênesis 3 (Primeira parte)